abr
13

“Why Do People Fall in Love”, Tony Bennett; Um dos maiorais da. América, para abrir a segunda semana de Abril !!! Viva ele

BOM DIA!!!

(Gilson Nogueira)

abr
13

Postado em 13-04-2021 00:11

Arquivado em ( Artigos) por vitor em 13-04-2021 00:11

 

DO CORREIO BRAZILENSE

Após divulgação de conversa na qual o presidente da República pressiona o senador a incluir municípios e estados na CPI da covid-19, Bolsonaro criticou parlamentar, que se diz agora decepcionado com o mandatário

Sarah Teófilo
 

 (crédito: Pedro França/Agência Senado)

(crédito: Pedro França/Agência Senado)

O senador Jorge Kajuru (Cidadania-GO) disse nesta segunda-feira (12/4) que não pretender mais conversas com o presidente Jair Bolsonaro, se dizendo decepcionado com ele. O parlamentar divulgou no último domingo (11) o áudio de uma conversa que teve com o mandatário na qual ele pressiona o senador a investigar também na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da covid-19 governadores e prefeitos. Ainda no áudio, ele afirmou que “tem que peticionar o Supremo (Tribunal Federal) para colocar em pauta o impeachment (de ministros do STF)”

O senador pontuou que espera que o presidente “pare de falar bobagens e se preocupe com uma doença que ele não soube enfrentar”. “Há fatos que a imprensa vai tomar conhecimento, há fatos terríveis. O presidente da Pfizer [CEO global se chama Albert Bourla] veio conversar com ele aqui no Brasil e ficou das 8h às 18h esperando, e, no final, recebeu a informação de que (Bolsonaro) não iria atendê-lo, em agosto do ano passado”.

De acordo com Kajuru, a informação foi repassada a ele por um ex-ministro que irá depor na comissão. A reportagem aguarda do Palácio do Planalto sobre a acusação. A assessoria de imprensa da Pfizer disse que a informação não procede.

Relação republicana

Kajuru afirmou que não é e nunca foi amigo do presidente, e que tem uma relação republicana com ele. O senador disse que ligou para conversar com o mandatário sobre outros assuntos, em especial para defender a sua “honra e de seus colegas” após o presidente os chamar de “canalhada” e afirmar que a intenção da CPI era apenas para “pegar” o presidente. “Eu não aceitei, porque ele jogou todo mundo no mesmo balaio”, afirmou.

abr
13

Postado em 13-04-2021 00:10

Arquivado em ( Artigos) por vitor em 13-04-2021 00:10


 

 Sid, no portal

 

abr
13

No documento (íntegra abaixo), ele diz que o colega fez uma “gravação clandestina” da conversa com Jair Bolsonaro e que ao divulgar o conteúdo, “causou danos e fissuras relevantes em desfavor do Senado Federal, do Presidente da República, da própria harmonia entre os poderes e, diga-se, em desfavor do povo, o maior interessado na normalidade institucional”.

Na conversa, Bolsonaro incentivou Kajuru a ampliar o objeto da CPI da Covid para estados e municípios, de modo a tirar o foco do governo federal, e a tentar avançar com o processo de impeachment de Alexandre de Moraes.

abr
12

Postado em 12-04-2021 00:37

Arquivado em ( Artigos) por vitor em 12-04-2021 00:37

 

Nas redes sociais, Thales Bretas diz acreditar que para Deus e para o ator, nada é impossível e completa: “essa dupla poderosa vai trazer ele de volta pra casa”

Correio Braziliense
 

 (crédito: João Miguel Júnior/Divulgação)

(crédito: João Miguel Júnior/Divulgação)

Ao divulgar o mais recente boletim médico do ator Paulo Gustavo, internado por complicações da covid-19, Thales Bretas, marido do comediante, compartilhou uma mensagem marcada por dor e esperança. “O quadro clínico do meu amor Paulo Gustavo está difícil, mas para ele nada é impossível, e nem pra Ele, nosso Deus, e essa dupla poderosa vai trazer ele de volta pra casa”, comentou, junto a uma foto do casal em visita a uma igreja em Fátima.

“Às fístulas bronco-pleurais identificadas e tratadas somaram-se a complicações hemorrágicas, mas que vêm respondendo, de certa forma satisfatória, à reposição dos fatores da coagulação deficitários.

A situação clínica do paciente é crítica e todos os profissionais têm se empenhado incessantemente pela sua recuperação.

Todos os equipamentos necessários para o suporte da vida, como a ventilação mecânica e a ECMO continuam sendo necessários”, esclarece a equipe médica em nota oficial.

“Bolero de Isabel”, Encantares: Maravilhosa composição de Jessier Quirino e Xangai, uma das referências de Janio em seu formidável artigo publicado neste domingo no Bahia. Pede releitura ao som da bela canção na interpretação de Encantados. Viva.

BOM DIA!!!

( Vitor Hugo Soares)

abr
12

Postado em 12-04-2021 00:26

Arquivado em ( Artigos) por vitor em 12-04-2021 00:26

Eficácia da Coronavac é de 62,3% com intervalo maior entre doses
Foto: Gustavo Mansur/ Palácio Piratini 

O estudo “Efficacy and Safety of a COVID-19 Inactivated Vaccine in Healthcare Professionals in Brazil: The PROFISCOV Study”, liderado por Ricardo Palacios, sugere um intervalo de 28 dias para a aplicação das duas doses. 

No Twitter, a bióloga Natalia Pasternak comemorou:

Resultados confirmam o que já sabíamos, eficácia de 50,7% para casos leves, 83,7% para moderados. A novidade – muito bem vinda – e aumento da eficácia com maior espaçamento entre doses (62,3%). O que junto com uma análise de imunogenicidade em idosos que também aumenta com intervalo maior, sugere que um intervalo de 28 dias pode ser adotado. Outro ponto legal é a cobertura das variantes, funciona bem em todas, como esperado para uma vacina inativada.

Atualmente, o Ministério da Saúde sugere que a segunda dose deve ser aplicada em um período entre 14 a 28 dias após a primeira.

Na contramão desse estudo, a China está preocupada com a baixa eficácia das suas vacinas contra a Covid.

abr
12

Postado em 12-04-2021 00:23

Arquivado em ( Artigos) por vitor em 12-04-2021 00:23


 

Amarildo, NO DIÁRIO

 

abr
12

Postado em 12-04-2021 00:20

Arquivado em ( Artigos) por vitor em 12-04-2021 00:20

DO CORREIO BRAZINSE

Bolsonaro causou aglomeração e não usava equipamento de proteção quando pediu para entrar em tenda, em Brasília e acabou proibido pela dona do estabelecimento

Estado de Minas
 

 (crédito: Twitter/reprodução)

(crédito: Twitter/reprodução)

Em uma de suas saídas pela periferia de Brasília, neste sábado (10/4), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), recebeu uma resposta inusitada, em uma barraca que vende partes de frango. Sem máscara e causando aglomeração, Bolsonaro pediu para entrar na tenda.

Veja o momento em que Bolsonaro é barrado e tem que comer do lado de fora da tenda:

abr
11

Postado em 11-04-2021 18:22

Arquivado em ( Artigos) por vitor em 11-04-2021 18:22

Os 25 melhores poemas de Cecília Meireles para descobrir a sua obra - Pensador

Bahia em Pauta » Blog Archive » Janio Ferreira Soares: Curado da Covid-19, às vésperas do Natal, o cronista lembra do bosque onde Ceci (a mãe) é manga e Aldir Blanc goiabeira
CRÔNICA 

Lua que inspira poetas e desencalha navios

 Janio Ferreira Soares

Caetano a confirma de São Jorge e a descreve azul verdejante, cheia, branca, inteira, deslumbrante cauda de pavão.

Manuel Bandeira, olhando-a de seu quarto que dava pro nascente a preferia nova, pois cheia lembrava-lhe um sol demente.

Frank Sinatra pede um beijo da amada, pois isso o fará voar até ela (Fly Me to the Moon), onde aí poderá brincar entre os planetas e ver como é a primavera por lá.

Paulo Leminski conta que um dia ela foi ao cinema onde passava um filme engraçado, a história de uma estrela que não tinha namorado. E aí ela ficou tão triste com aquela história de amor, que até hoje ela insiste: – Amanheça, por favor!

O MPB-4 canta que quem a chama de velha, mente, pois assim que ela roda, já é nova novamente.

Cecília Meireles, como ela, tinha fases. Fases de andar escondida, de sair pra rua, de se perder na vida. E nesses ciclos, muitas vezes na hora de ser de alguém, Cecília então minguava e não era de ninguém.

Herbert Vianna, diante de sua gravidade, defende que ela seja visitada por bailarinos, não por militares.

Vinicius de Morais declama que ela se oferece aos poetas eriçada de viço, ora ardente, ora se curvando em sensual arco de delírio, até que eles somem em plumas e ela aí adormece, porém, provocantemente nua.

Jessier Quirino, no seu Bolero de Isabel, ensina que quem quiser ver boniteza que a veja depois da auroridade vermelha e da claridade amarelada do amanhecer, com sua luz resplandecendo a pele nua da amada na harmonia que o inverno faz nascer.

Milton Nascimento canta que quando ela traça no Céu um compasso, ele só pensa em fazer um travesseiro dos seus braços.

Luiz Gonzaga traz o recado de Catulo da Paixão, de que quando ela nasce por detrás da verde mata parecendo um sol de prata branquejando a escuridão, é hora da viola pontear saudades nas noites frescas do sertão.

Marcos e Paulo Sérgio Valle pegam o mote e dizem que as mesmas mãos que no sertão tocam violas, se preciso pegam fuzis e espadas pra lutar por liberdades enluaradas.

Drummond, depois de dizer ao mundo que se se chamasse Raimundo seria apenas uma rima, se confessa comovido como o diabo com sua luz refletindo o conhaque no seu copo.

João de Lemos, diante de sua palidez no fog londrino, implora-lhe que retornem a Portugal, onde lá os dois voltariam a ser como Deus os fez: ele, tendo de volta sua vida; ela, brilhando despida, livre do Céu inglês.

O Ever Given, após 144 horas encalhado no Canal de Suez, sente seu casco mover-se e, diante dela valsando entre a Jordânia e o Egito, solta um apito de agradecimento, como se dissesse: “Bastou você alinhar-se ao Sol que ninguém via, que a maré subiu em versos e eu flutuei na poesia”.

Pra Dimitri (pelo carinho), Nelson Pretto (idem) e Vitor Hugo (por ter a Lua de Glória luzindo na retina).

Janio Ferreira Soares, cronista, é secretário de Cultura de Paulo Afonso e orgulho de Glória na beira do Rio São Francisco, “onde o luar, eu vou te contar!”. 

  • Arquivos

  • Abril 2021
    S T Q Q S S D
    « mar    
     1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    2627282930