ago
10

Postado em 10-08-2009 14:01

Arquivado em ( Newsletter) por vitor em 10-08-2009 14:01

Marina e Wagner: abraços na UFBA/AgecomBa
marisilva

A senadora Marina Silva (PT-AC), ex-ministra do Meio Ambiente, que está em Salvador, recebeu na manhã desta segunda-feira(10), o título de Doutora Honoris Causa da Universidade Federal da Bahia (Ufba). O governador Jaques Wagner (PT) participou da cerimônia que ganhou forte apelo político nos últimos dias na Bahia, além do sentido acadêmico original.

Professores, estudantes, políticos e militantes do PT e do PV dividiram todos os espaços do auditório da histórica Faculdade de Medicina da UFBA, no Terreiro de Jesus, a primeira escola de estudos médicos do País. Jaques Wagner, emociopnado como a maioria do público, disse que está acostumado a homenagear muitas pessoas, mas que a senadora, que ele chamou de “irmã”, merecia essa homenagem por “sua densidade, conteúdo”. A senadora Marina Silva também ministrou a aula magna de início do segundo semestre da Ufba.

Antes de desembarcar na capital baiana, Marina já havia vivido fortes emoções no final de semana no Acre, seu estado natal, que ela representa no senado. A revista digital Terra Magazine (http://terramagazine.terra.com.br) informa: durante as 32 horas que permaneceu em Rio Branco (AC) para ouvir familiares, amigos e aliados políticos a respeito do convite para trocar o PT pelo PV, o comportamento da senadora Marina Silva (PT-AC), ex-ministra do Meio Ambiente, “deixou em todos os interlocutores a certeza de que será mesmo candidata a presidente da República”.

“Foram horas marcadas por ansiedade, choro e ranger de dentes. Em várias ocasiões, a senadora e seus aliados não conseguiram controlar a emoção. Choraram ao relembrar de fatos que foram permeados por apelos para que permaneça no PT”, assinala o Blog da Amazonia, do jornalista Altino Machado, no texto reproduzido pela TM.

Marina, Evangélica da Assembléia de Deus, tem jejuado e pediu a várias pessoas para que dobrem os joelhos em oração para que Deus a ilumine e mostre o melhor caminho, informa ainda a matéria do Blog da Amazõnia que Terra Magazine reproduz.

TANTAS EMOÇÕES – Durante as conversas, Marina Silva várias vezes se referiu ao PT como “o nosso partido”, mas um apelo evidenciou ainda mais a disposição dela de se desfiliar da legenda para estabelecer uma nova fase na sua trajetória política, informa Altino Machado.

– Vocês não precisam me acompanhar. Permaneçam no PT e mantenham a coesão da [coligação] Frente Popular do Acre para que possam ser ampliadas as conquistas até aqui alcançadas nos três mandatos consecutivos de nosso partido. Esse é um projeto político que tem dado certo no Estado – afirmou.

A primeira conversa de Marina Silva foi com a família dela, logo após desembarcar em Rio Branco na tarde sexta-feira. Parte da família veio do seringal Bagaço, onde a senadora nasceu. Prevaleceu entre todos o ponto de vista de “seu” Pedro, o pai dela, de que “o que ela decidir está decidido”.

A senadora se reuniu posteriormente com o governador Binho Marques (PT), a quem considera o maior amigo de sua vida, além de ser o principal aliado político dela. Marques a conheceu por acaso há mais de 28 anos, quando Marina estava grávida da filha Shalom e caiu. Ele a ajudou a se reerguer do chão e desde então fizeram parte de um grupo de teatro como atores, sendo que ela gostava mesmo era de costurar as roupas do figurino. Começaram a militância no PT e cursaram história na Universidade Federal do Acre.

Filho de uma família de classe média, considerado o “riquinho” do grupo, foi Marques quem pagou a inscrição dela na universidade, comprava livros e com quem compartilhou lutas no movimento estudantil. Nos últimos dias, o governador tem sido procurado por petistas de alto coturno que apelam para que ajude a dissuadir Marina Silva da aparente disposição de abandonar seus 30 anos de militância no PT.

– Tenho que ser sincero: a luta da Marina tem ganhado um projeção cada vez maior no cenário nacional e mundial. Nós não temos a menor possibilidade de pressioná-la para mudar o que pensa e faz – é o que tem respondido de essencial o governador.

(Postado por Vitor Hugo Soares, em Salvador(BA), com informações do Blog da Amazonia e Terra Magazine, onde a íntegra do texto de Altino pode ser lida).

ago
10

Postado em 10-08-2009 11:09

Arquivado em ( Multimídia) por vitor em 10-08-2009 11:09


A música para começar o dia no Bahia em Pauta, nesta segunda-feira de inverno baiano , é “Sapato Velho”, do Roupa Nova. Uma das mais perfeitas combinações de vocal e instrumental da Música Popular Brasileira . Uma música completa, em letra , arranjo e melodia, para qualquer dia e para qualquer tempo. Confira.

(Vito Hugo Soares)

ago
10

Postado em 10-08-2009 10:53

Arquivado em ( Newsletter) por vitor em 10-08-2009 10:53

Fátima e Wagner na Stock Car
Famendonça

Ecos da Stock Car no CAB:
=====================================================

Enquanto o piloto Cacá Bueno abusava da prudência e da sorte para conquistar o primeiro Grande Prêmio da Bahia da fórmula Stock Car, domingo(9) no pioneiro circuito de rua da categoria , construído no Centro Administrativo (CAB) , chamava a atenção a pericia demonstrada pela primeira dama, Fátima Mendonça, ao volante de conversas políticas na pista do camarote do governador Jaques Wagner, repleto de antigos e novos aliados na fase pós-rompimento do PMDB comandado pelo ministro da Integração, Geddel Vieira Lima, com o governo petista do Estado.

Notória amiga do peito de presidente Lula, de épocas bem mais remotas que o conhecimento relativamente recente do principal aliado federal do governo petista no PBDB baiano, a primeira dama ao lado de aliados que ela considera mais próximos, leais e confiáveis, dava a impressão de querer fazer com que suas palavras de descontentamento chegassem o mais distante possível. Quem sabe no próprio gabinete mais importantes do Palácio do Planalto?, segundo observadores próximos de olhos e ouvidos atentos, apesar do barulho ensurdecedor causado pelo ronco forte dos motores da Stock Car no CAB.

Fátima não poupou critícas ao comportamento do ministro Geddel e seu irmão Lúcio, presdidente estadual do partido, considerado “agressivo, desleal e descortês” (para dizer o mínimo) nos lances decisivos da ruptura com Wagner e o governo petista.

Ao lado do governador, no camarote do CAB, o vice Edmundo Pereira (PMDB), amigo pessoal de Wagner, considerado “fiel homem de partido”, mas que também não parece nada contente com a maneira como o alto comando do PMDB -leia-se Geddel, Lucio e o prefeito João Henrique Carneiro – conduzem o delicado processo de rompimento com o governo petista da Bahia. Fátima Mendonça recebeu, como em geral acontece quando ela reflete e fala sobre política e o governo de seu marido, repetidos sinais de aprovação durante a corrida.

Aguardam-se mais ruídos políticos, tanto no PT quanto no PMDB, agora que o barulho dos carros da Stock Car no Cab terminou.

A conferir

( Postado por:Vitor Hugo Soares)

ago
10

Postado em 10-08-2009 00:54

Arquivado em ( Newsletter) por vitor em 10-08-2009 00:54

Mario Cravo Neto: o artista…
mario
…e a arte
cravo
<=================================================
Deu no Correio da Bahia (edição on-line)

Familiares confirmaram que o fotógrafo baiano Mário Cravo Neto, 62 anos, filho do também artista Mário Cravo Jr., morreu vítima de um câncer de pele na tarde deste domingo (9). Segundo informações de uma fonte que trabalha com o artista, Mário Cravo estava internado há três semanas no Hospital Aliança depois de ter piorado o seu quadro médico.

Durante um ano ele permaneceu em São Paulo lutando contra um câncer. Em julho, retornou à capital baiana para dar continuidade ao tratamento

Nascido em 1947 em Salvador (BA), Cravo Neto começou na arte aos 18 anos, desenvolvendo trabalhos em escultura e fotografia. Ele participou de cinco bienais de São Paulo (1971, 1973, 1975, 1977 e 1983), além de inúmeras mostras de fotografia na Europa e nos EUA.

De repercussão internacional, a obra de Mário Cravo Neto tem como principal característica a ligação com o universo afro-cristão existente na cidade onde nasceu, Salvador. Suas fotografias possuem, ao mesmo tempo, influências dos mitos religiosos do candomblé e da cristandade.

Durante o ano de 1968, quando se mudou para Nova York, ele realizou uma série de fotografias em cores ‘On The Subway’ e produziu também suas primeiras esculturas de acrílico. Entre os livros publicados estão “Ex-Votos“, 1986, “Salvador“, 1999, “Laróyè“, 2000, “Na Terra sob Meus Pés”, 2003, e “O Tigre do Dahomey – A Serpente de Whydah”, 2004.

O corpo será velado na manhã desta segunda-feira (10) no cemitério Jardim da Saudade, na capital baiana, onde será cremado às 11h.

Biografia
Mário Cravo Neto iniciou-se na arte da fotografia e da escultura em 1964. Estudou na Art Student’s League de Nova Iorque (1969-1970) e participou da 11ª., 12ª., 13ª.,14ª.,17ª. Bienal Internacional de São Paulo. ´

Em 1980 e 1995 recebeu o prêmio de Melhor Fotógrafo do Ano da Associação Paulista de Críticos de Arte, em 1996 o Prêmio Nacional de Fotografia da Funarte e em 2004 o Prêmio Mario Pedrosa da Associação Brasileira de Críticos de Arte.

ago
09

Postado em 09-08-2009 18:28

Arquivado em ( Artigos, Eventuais) por vitor em 09-08-2009 18:28

Ruth Cardoso: “nome e referência”
Ruth
=================================================

MULHERES BRASILEIRAS

Consuelo Pondé

É do conhecimento geral que as mulheres brasileiras viveram momentos de intensa reclusão durante o período colonial, fossem as que se mantinham no seio da sociedade patriarcal como filhas e esposas, fossem as enclausuradas nos conventos femininos. Por isso, diminuta era a presença da mulher branca nos primórdios da colonização. Tanto assim que os colonos se uniam com índias e negras, meras uniões informais, sem qualquer formalização legal. Tal circunstância desagradava às ordens religiosas, daí os jesuítas, nos inícios da colonização, terem repetidas vezes a presença de mulheres do reino para que se unissem aos portugueses solteiros. Esse era também o único meio de evitar as uniões espúrias, os concubinatos indecentes, conforme julgamento da época.

O notável jesuíta Manuel da Nóbrega, aqui chegado com Tomé de Souza, em 1549, era um defensor da vinda das mulheres portuguesas órfãs ou de vida errada. É sabido que se dirigiu ao Rei de Portugal, solicitando a vinda das donzelas, sem exigir que fossem “puras” e imaculadas a fim de livrar os cristãos dos pecados da carne.

Sobre as ingressas nos conventos, Leila Mezan Algranti publicou interessante trabalho, intitulado “Honradas e Devotas: Mulheres da Colônia”.

Como mães e esposas as mulheres daquele período eram consideradas “receptáculo das tradições culturais e das virtudes morais”.

Durante todo o período colonial, e mesmo no Império a vida da brasileira se confinava aos muros das casas em que moravam, com eventuais saídas para as missas ou demais ofícios religiosos.

As mulheres brasileiras das camadas populares realizavam trabalhos domésticos, não lhes sendo conferido valor comercial, razão pela qual não eram consideradas socialmente importante.

A partir da Revolução Industrial, contudo, aconteceu, nos países civilizados, a participação feminina no trabalho assalariado.

Ainda assim, somente a partir do movimento feminista, surgido na França, na segunda metade do século XVIII, começou a mulher a participar da vida social daquele país.

No Brasil, a pioneira da luta feminina foi a riograndense do norte, Nísia Floresta Brasileira Augusta, autora dos livros: Conselhos à Minha Filha (1842) e A Mulher ( 1856). No Século XIX surgiram, também, alguns jornais femininos, tais como o “Jornal das Senhoras” (1852), o “Sexo Feminino” e, em 1880 , a revista “ A Família”, todas empenhadas em reivindicar a emancipação feminina, especialmente a educação formal. Em 1901, na discreta Diamantina, Minas Gerais, surgiu o jornal Voz Feminina, que pela primeira vez postula o direito ao voto para as mulheres. Em 1910, Leolinda Daltro fundou o “Partido Republicano Feminino”, que iniciou campanhas mais agressivas, semelhantes às que organizavam as sufragistas inglesas. Suas Companheiras chegaram ao ponto de organizar uma passeata de mulheres, em 1917, no Rio de Janeiro.

Mas, foi em 1922 que o “movimento sufragista” ganhou maior importância com a fundação da “Federação Brasileira Para O Progresso Feminino FBPF“, graças à liderança de Bertha Lutz, que possibilitou a multiplicação de um número considerável de associações congêneres em todo o País.

A Luta pelo sufrágio feminino durou ate 1932, quando esse pleito foi concedido pelo novo governo implantado pela “Revolução de 1930. A segunda Constituição Brasileira foi outorgada em 1934 para, pouco tempo depois, ser dissolvida. Tal ocorreu em função do Decreto que estabeleceu o Estado Novo, em 1937, retirando o direito ao voto e banindo a possibilidade de escolha dos seus representantes, por parte de todos os brasileiros. A própria CLT de maio de 1943 é muito débil em relação aos diretos trabalhistas para as mulheres.

Não, se podem negar as conquistas obtidas pelas mulheres nos últimos decênios do século XX, graças às lutas em que se têm empenhado e o vigor de suas reivindicações Faltam – no, contudo, obter maior representação política no município, no estado e no País. Que mulher de valor, como, por exemplo, a falecida e saudosa antropóloga, Ruth Cardoso está nas páginas dos jornais de hoje, como líderes autênticas, cheias de sabedoria e experiência?

Ruth Cardoso era um nome e uma referência de mulher, por isso mesmo detestava ser chamada de “primeira dama”, grotesca imitação dos padrões norte – americanos”, que ela repudiava, com justíssima razão.

Olho com tristeza o panorama político brasileiro e não consigo vislumbrar um só nome de companheira da qual sinta orgulho pelo trabalho que realiza. Ou será que, combativas na Bahia, quando chegam a Brasília, tornam-se estrelas apagadas no firmamento da politicalha nojenta, corrupta e deslustrada?

Consuelo Pondé , historiadora e escritora, é Presidente do Instituto Geográfico e Histórico da Bahia e membro da Academia de Letras da Bahia. (consueloponde@terra.com.br)

ago
09

Postado em 09-08-2009 13:08

Arquivado em ( Newsletter) por vitor em 09-08-2009 13:08

Hillary chega a Angola
Hillary

A secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, disse neste domingo (9) em Luanda, ao iniciar visita histórica a Angola, que espera que o país africano faça a investigação e possa punir os crimes de abuso dos direitos humanos e que realize a tempo as eleições presidenciais.
====================================================
“Nós esperamos que Angola vá capitalizar sobre a realização no ano passado das eleições (legislativas) e que adote a nova Constituição, investigue e puna os crimes de abuso dos direitos humanos, e realize a tempo as eleições presidenciais», frisou a secretária de Estado do governo democrata de Barack Obama.

Segundo a edição online do jornal Diário de Notícias, de Portugal, a secretária de Estado norte-americana falou aos jornalistas durante uma conferência de imprensa, após as conversações oficiais entre as delegações dos dois países, no âmbito da visita de dois dias que realiza a Angola.

ago
09

Postado em 09-08-2009 12:05

Arquivado em ( Multimídia) por vitor em 09-08-2009 12:05


===============================================
A música para começar o dia neste belo domingo de sol que faz em Salvador da Bahia é Marina, e outra não poderia ser. Composta e interpretada nesta gravação primorosa, com acompanhamento de orquestra, pelo baiano Dorival Caimmy, que tanta falta nos faz. Nada mais é preciso dizer. Só ouvir neste dia de inverno baiano que mais parece verão.

(Vitor Hugo Soares)

ago
09

Postado em 09-08-2009 11:18

Arquivado em ( Newsletter) por vitor em 09-08-2009 11:18

Marina Silva: alvoroço na Bahia
marina
===============================================

Há um ambiente de alvoroço nos quintais dos petistas e dos verdes na Bahia, que aumenta de intensidade à medida que se aproxima a hora do desembarque da senadora e ex-ministra do Meio Ambiente em Salvador, nesta segunda-feira, 10 de agosto. A senadora acreana vem à capital baiana com agenda acadêmica, pois receberá o título de Doutora Honoris Causa da Universidade Federal da Bahia (UFBA, durante cerimônia às 9h, no Salão Nobre da Faculdade de Medicina da Bahia da Universidade Federal da Bahia (FMB), no Terreiro de Jesus, primeira instituição de ensino médico criada no Brasil.

O foco político da visita de Marina, porém, já é visível por todo canto da capital baiana, desde este domingo.

A solenidade de amanhã será presidida em conjunto pelo reitor Naomar de Almeida Filho e o diretor do Instituto de Biologia, Prof. Jorge Antonio Moreira da Silva.Naomar chegou ao reitorado desde o seu primeiro mandato com forte apoio de estudantes e professores vinculados ao PT, então liderado na UFBA por nomes de peso como atual presidente da Petrobras, José Sergio Gabrielli (à época diretor da Faculdade de Economia) e o recém nomeado secretário de Educação do governo Jaques Wagner, professor Oswaldo Barreto.

Mas o auditório para ouvir e falar com Marina deverá ficar coalhado também de dirigentes e militantes do Partido Verde em Salvador e no resto do Estado, cada vez mais ansiosos diante da perspectiva cada vez mais provável da ex-ministra anunciar a sua saída do ninho petista para ingressar na mata dos Verdes, para disputar a presidência da República. A possibilidade já tira o sono até da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, a preferida do presidente Lula á sua sucessão.

Em Salvador, Marina Silva vai proferir a aula inaugural do segundo semestre letivo da UFBA, sobre o tema “O Brasil é uma esquina civilizatória: o desafio do desenvolvimento sustentável”, ela que foi agraciada, em junho deste ano, com o prêmio internacional “Sofia 2009”, em Oslo, capital da Noruega, em reconhecimento à sua atuação na defesa do meio ambiente.

Auditório lotado, já se vê antecipadamente, a avaliar pelo clima deste domingo em Salvador . Política sucessória rolando por todos os cantos da academia e da cidade.

A conferir.

(Postada por: Vitor Hugo Soares)

ago
09

Postado em 09-08-2009 00:30

Arquivado em ( Multimídia, Newsletter) por vitor em 09-08-2009 00:30

Tony Bennnet de dar água na boca

=================================================
Já começam a roncar os motores para o desembarque no Brasil de “Tony Bennet in concert”, o novo espetáculo do notável cantor americano, que começa a correr o mundo. A temporada brasileira do intérprete de canções notáveis como “I left my heart in San Francisco” será em outubro, e começa no dia 21, por Porto Alegre, onde o cantor se apresenta no Teatro do SESI.

Em seguida, Bennett canta em Brasília, dia 23, no Centro de Convenções da capital federal; em Belo Horizonte, dia 24, no Chevrolet Hall; dia 26 em Sâo Paulo, no HSBC Brasil; dia 29 se apresenta no Rio de Janeiro, espaço Vivo Rio e encerra a temporada em Recife, dia 31, no Chevrolet Hall pernambucano.

E Salvador?, perguntarão os leitores da terrinha. Bem, fica para outra vez, se outra vez houver, pois na temporada de outubro “Tony Bennet in concert” passa por cima da capital baiana, no vôo para Recife.

O consolo é o Sauipefolia, para quem gosta. Este sim,vem aí em breve com toda a turma do Axé.

(Vitor Hugo Soares)

ago
08

Postado em 08-08-2009 22:37

Arquivado em ( Newsletter) por vitor em 08-08-2009 22:37

Buscas de corpos no Hudson
desastre

O choque no ar, neste sábado, entre um helicóptero e um avião sobre o Rio Hudson, Nova Iorque, deve ter provocado a morte a todos os tripulantes e passageiros, incluindo uma criança e cinco turistas italianos, segundo o presidente da câmara novaiorquino. Três corpos já foram retirados das águas do rio por grupos de resgate que atuam na área do desastre aéreo, segundo inforamação da CNN.

“Infelizmente tudo indica que não será um acidente do qual se possa sobreviver, desde o primeiro momento”, disse o prefeito de Nova Iorque, Michael Bloomberg, em uma entrevista coletiva. O avião transportava dois passageiros, dos quais uma criança, além do piloto. O helicóptero transportava cinco turistas italianos e um piloto, disse ainda Michael Bloomberg.

Os bombeiros já resgataram três corpos do rio, segundo a CNN acaba de informar, e são quase nulas as esperanças de ainda encontrar sobreviventes. “Receio que esta tragédia se tenha transformado de missão de resgate em missão de recuperação de cadáveres”, referiu o presidente da câmara de Nova Iorque.  A emissora de TV local NY1 mostrou imagens de barcos sobre os destroços que pareciam ter desaparecido na água.

As buscas prosseguem, durante a noite .

(Postada por Vitor Hugo Soares, com informações da CNN e agências de notícias

  • Arquivos

  • Fevereiro 2019
    S T Q Q S S D
    « jan    
     123
    45678910
    11121314151617
    18192021222324
    25262728