out
31

Postado em 31-10-2010 12:09

Arquivado em ( Newsletter) por vitor em 31-10-2010 12:09

Serra: depois da urna em Sampa

======================================================
DEU NO TERRA (ELEIÇÕES 2010)

Marcela Rocha
Direto de São Paulo

Após votar, o candidato do PSDB a presidente, José Serra, disse, neste domingo, que a campanha o tornou mais otimista em relação ao Brasil. O tucano também afirmou que a “batalha foi desigual”.

Acompanhado de diversos correligionários, Serra fez um breve pronunciamento de pouco mais de três minutos e deixou a praça em frente ao colégio Santa Cruz sem dizer onde acompanharia a apuração dos votos.

No local da votação, um manifestante na rua carregava uma faixa “Serra vereador 2012” e foi convidado a se retirar por integrantes da campanha. Ainda em seu pronunciamento, Serra disse: “agora é hora do povo falar… essa é uma das belezas da democracia… o povo vota o povo escolhe”.

O candidato afirmou que manteve a confiança na vitória graças as pessoas que encontrava ao longo das viagens feitas pela busca de votos. “Nosso País de amanhã é o das crianças de hoje”, afirmou, para depois acrescentar que é “para esse Brasil do futuro que trabalhamos e apresentamos nossas propostas”. Ao final de seu discurso, Serra defendeu a alternância de poder.

out
31

Postado em 31-10-2010 10:33

Arquivado em ( Multimídia) por vitor em 31-10-2010 10:33


=======================================================
“Novo Tempo”, a música para começar o domingo no Bahia em Pauta no dia de eleição, é sugestão da jornalista Maria Olívia. BP agradece.

BOM VOTO A TODOS E ATÉ LOGO, QUE O EDITOR TAMBÉM ESTÁ SAINDO COM A REVISORA PARA VOTAR NO LINDO DIA DE PRIMAVERA, QUASE VERÃO, QUE FAZ EM SALVADOR !!!

(Vitor Hugo Soares)

out
31

Postado em 31-10-2010 10:16

Arquivado em ( Newsletter) por vitor em 31-10-2010 10:16

Lula chegou cedo para votar

======================================================

DEU NO IG

Matheus Pichonelli

iG São Paulo

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou neste domingo, após votar em São Bernardo do Campo (SP), que o candidato do PSDB à Presidência, José Serra, sai “menor” da campanha em razão do que classificou como “postura agressiva” do tucano. Durante entrevista aos jornalistas, ele fez várias referências a um eventual governo de Dilma Rousseff e falou como se a candidata já estivesse eleita.

“Sinceramente, eu acho que o candidato José Serra sai menor desta eleição (…). Eu perdi três eleições e vocês nunca me viram com essa agressividade que teve essa campanha”. Segundo o presidente os adversários tentaram, durante a disputa, criar uma “consciência preconceituosa” na população, sobretudo pelo fato de a candidata ser mulher.

Lula disse, ainda, que não pretende participar da administração de sua ex-ministra. Ele brincou e disse que quer agora assistir a um jogo do Corinthians das arquibancadas e que pretende viajar por todo o Brasil.

O presidente afirmou que os projetos de infraestrutura, como o PAC 2 e obras para as Olimpíadas e a Copa do Mundo, já estão encaminhados e, agora, cabe à sua sucessora tocar novas ideias para o governo. Segundo Lula, a partir de 1º de janeiro de 2011, quando Dilma tomar posse, ele “deixará o barco” para que ela dirija o País com autonomia, mas vai ajudar no que for preciso.

Na entrevista, Lula disse, ainda, que as igrejas precisam repensar a sua ação política após as eleições, por terem sido, segundo ele, “usadas” por setores da oposição. Durante a campanha, líderes religiosos chegaram a pedir que fiéis não votassem em Dilma por acreditarem que ela defenderia a legalização do aborto.

out
31

Postado em 31-10-2010 10:02

Arquivado em ( Charges) por vitor em 31-10-2010 10:02


=========================================
Amâncio, hoje no Tribuna Do Norte (RN)

out
30

Postado em 30-10-2010 23:14

Arquivado em ( Multimídia) por vitor em 30-10-2010 23:14


==========================================
E Nada Mais”, de Durval Ferreira e Luis Fernando Freire, na voz do primeiro, que está no Céu

Boa Noite !!!

(Gilson Nogueira)

out
30

Postado em 30-10-2010 21:56

Arquivado em ( Artigos, Ivan) por vitor em 30-10-2010 21:56

==========================================================

OPINIÃO POLÍTICA

Perdido no tempo e nas contas

Ivan de Carvalho

Amanhã (31) os brasileiros votam pela segunda vez este mês para eleger o (a) presidente da República e governadores em alguns Estados e no Distrito Federal. Não vejo muito sentido em chover no molhado, escrever mais uma vez o que os leitores já têm, até o cansaço, lido e ouvido nos jornais, na televisão, no rádio, na Internet, até mesmo em alguns comícios e alguns panfletos, estes agora declarados um instrumento maldito de comunicação.

Mas, se os panfletos já ganharam a (des) qualificação de malditos, não havendo distribuição de panfleto que não gere imediatamente boletim de ocorrência, auto de flagrante e abertura de inquérito policial e comunicação a tribunal eleitoral, alguns dos demais meios de comunicação estão ingressando decididamente na esfera dos malditos.

Vale recordar que na última fase da campanha eleitoral para o primeiro turno, certo de que sua candidata a presidente ganharia com ampla vantagem sem precisar do segundo turno, o presidente da República deleitou-se em maldizer os meios de comunicação de massa, notoriamente porque estes não escreviam ou diziam exatamente o que ele queria.

Os malditos meios de comunicação de massa noticiavam os questionamentos religiosos, especialmente sobre o aborto, mas também sobre outros, como a eutanásia e a criminalização da homofobia, que levavam as igrejas católica e evangélicas a infernizarem a campanha eleitoral da candidata oficial para que ela, a candidata, esclarecesse sua posição (na minha opinião não esclareceu nada, deliberadamente confundiu, mas esta é uma avaliação a ser feita pelas igrejas e pela consciência de cada eleitor).

Assim, vamos deixar mesmo de lado, nesta véspera da eleição, as já surradas e cansativas promessas retumbantes e a notória ausência de informação sobre os meios a serem usados para cumpri-las. Deste mato não sai mais coelho. Mais vale anotar o discurso do papa Bento XVI na quinta-feira, quando recomendou aos bispos brasileiros que defendam, perante o eleitorado, os dogmas da Igreja Católica contra a descriminalização do aborto e a eutanásia, vale dizer, a favor da vida.

Não surpreende, claro, a posição expressa pelo papa, exceto por haver demorado tanto a acontecer que a maioria dos eleitores, mesmo os católicos, irá às urnas sem ter conhecimento do discurso do pontífice e mais ainda, sem uma discussão a respeito.

Mas fiquei surpreso com os comentários feitos a respeito, ontem, pelo presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva. Isto me levou a ficar preocupado com certas questões que não pareciam ter qualquer relação com aborto e eutanásia, como, por exemplo, o imenso valor da dívida pública que ele vai deixando de herança maldita para seu sucessor, o índice de inflação (ante o aumento brutal dos preços dos alimentos nos últimos três meses).

“Não vejo nenhuma novidade na declaração do Papa. Esse é o comportamento da Igreja Católica desde que ela existe. Se você for ver o que a Igreja Católica falava há 2 mil anos, ela falava exatamente o que o papa falou”, disse o presidente no Salão Internacional do Automóvel, em São Paulo. Ora, que conta!!! Se formos ver o que a Igreja Católica falava há 2 mil anos, veremos que ela não falava nada.
Nem existia. O próprio Jesus Cristo estava com idade em torno de dez anos, no mínimo e 17, no máximo, segundo os estudiosos do assunto. Nem começara a pregar.

Mas a Igreja Católica já estava lá, firme, combatendo o aborto e a eutanásia, afirma o presidente da República Federativa do Brasil.

out
30

Postado em 30-10-2010 21:27

Arquivado em ( Newsletter) por vitor em 30-10-2010 21:27

DEU NO FOLHA.COM (PODER)

FERNANDO RODRIGUES
DE BRASÍLIA

Dilma Rousseff (PT) chega ao dia da eleição com 55% dos votos válidos, segundo pesquisa Datafolha realizada ontem e hoje. Está dez pontos à frente de José Serra (PSDB), que pontuou 45%. A margem de erro do levantamento é de dois pontos percentuais.

O Datafolha entrevistou 6.554 pessoas neste sábado, um número maior do que o de outras sondagens recentes. A pesquisa foi encomendada pela Folha e pela Rede Globo e está registrada no TSE sob o número 37903/2010.

Se confirmar nas urnas o resultado do Datafolha, Dilma será eleita a 40ª presidente do Brasil. A corrida eleitoral tem se mantido estável nos últimos 15 dias, com os dois candidatos variando apenas dentro da margem de erro do levantamento.

Na última quinta-feira, Dilma tinha 56% e oscilou negativamente um ponto. Serra estava com 44% e deslizou um ponto para cima. Do ponto de vista estatístico, é impossível afirmar se houve ou não variação no período.

Quando se consideram os votos totais, Dilma tem 51% contra 41% de Serra. Ambos oscilaram positivamente um ponto cada de quinta-feira até ontem. O percentual de indecisos continua em 4%. E há também 4% de eleitores decididos a votar em branco, nulo ou nenhum.

A campanha de segundo turno agora em outubro mostrou uma recuperação de Dilma em todos os segmentos analisados ontem pelo Datafolha, com exceção de dois grupos: os eleitores da região Sul e os do interior do país.

No Sul, a petista começou o mês com 43% contra 48% de seu adversário tucano. Ontem, Dilma estava com 42% e ainda perdia para Serra, que pontuou 50%.

Entre os eleitores do interior, a candidata do PT ficou no mesmo lugar. Começou outubro com 50% e ontem tinha o mesmo percentual. Mesmo assim, está sete pontos à frente de Serra (43%).

A arrancada mais significativa de Dilma se deu nas regiões metropolitanas (de 44% para 52% neste mês) e no Sudeste (de 41% para 48%). O Sudeste concentra 45% dos eleitores do país. Serra, que é paulista e fez sua carreira política na região, tem 44%, o mesmo percentual do início do mês.

No Nordeste (25% dos eleitores brasileiros), a petista manteve neste mês sua liderança sobre o tucano. No início de outubro, tinha 62%. Ontem, segundo o Datafolha, Dilma estava com 63% e uma frente de 33 pontos sobre Serra, cuja pontuação na região foi de 30%.

O principal reduto do tucano é o Sul. Mas ele avançou pouco durante o mês, de 48% para 50%. Dilma, cuja carreira se deu no Rio Grande do Sul, não conseguiu se recuperar entre os sulistas _16% do eleitorado.

Nas regiões Norte e Centro-Oeste, os dos candidatos a presidente começaram o mês empatados tecnicamente: Serra com 46% e Dilma com 44%. Ao longo da campanha, a curva se inverteu. Ontem, a petista estava com 50% e o tucano com 42%.

A pesquisa Datafolha confirma a força de Dilma entre os eleitores com renda familiar de até dois salários mínimos (44% do total do país). A petista tem 56% nesse segmento contra 36% de Serra.

out
30

Postado em 30-10-2010 18:27

Arquivado em ( Multimídia) por vitor em 30-10-2010 18:27


==========================================
Blogbar do Fontana – Nos balcões dos bares da vida

UM DRINK COM CAUBY E LENY (CAUBY PEIXOTO & LENY EVERSONG)

HOT/RIOSON – 1968

Cauby Peixoto

Música – “That Old Black Magic” (Harold Arlen & Johnny Mercer)

Letra:

Old black magic has me in its spell
Old black magic that you weave so well
Those icy fingers up and down my spine
The same old witch craft when your eyes meet mine
Same old tingle that I feel inside
Then the elevator starts it ride
Down and down I go
Round and round I go
Like a leaf caught in a tide
I should stay away but what can I do
I hear your name and I’m a flame
Flame, flame of desire
Only your kiss can put out the fire
Oh you’re the lover I have waiting for
Your the mate that fate had me created for
And everytime your lips meet mine
Down and down I go
Round and round I go
In a spin, lovin’ the spin I’m in
Under the old black magic called love
In a spin lovin’ the spin I’m in
Under the old black magic called love
In a spin lovin’ the spin I’m in
Under the old black magic called love
I should stay away but what can I do
I hear your name and I’m a flame
Flame, flame of desire
Only your kiss can put out the fire
Oh you are the lover I have waited for
Your the mate that fate had me created for
And everytime your lips meet mine
Down and down I go
Round and round I go
In a spin, lovin’ the spin I’m in
Under the old black magic called love

out
30

Postado em 30-10-2010 18:12

Arquivado em ( Newsletter) por vitor em 30-10-2010 18:12

deu no uol

A candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, manteve a liderança da disputa presidencial de acordo com a pesquisa CNT/Sensus divulgada hoje (30). A petista tem 50,3% das intenções de voto contra 37,6% do adversário José Serra (PSDB). Dos eleitores entrevistados, 7,9% disseram estar indecisos e 4,1% afirmaram votar em branco ou nulo.

Na pesquisa anterior, divulgada no dia 27, Dilma tinha 51,9% das intenções de votos, e Serra 36,7%.

Considerando-se apenas os votos válidos, excluindo-se nulos e brancos, Dilma tem 57,2% e Serra, 42,8%. No levantamento anterior, Dilma tinha 58,6% ante 41,4% do tucano.

Com relação à última pesquisa do instituto, a rejeição à petista subiu de 32,5% para 34,1% do eleitorado. Já a rejeição a Serra caiu de 43% para 41,7%. A margem de erro da pesquisa é de 2,2 pontos porcentuais para mais ou para menos.

A pesquisa entrevistou dois mil eleitores entre os dias 28 e 29 de outubro, em 136 municípios, e está registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sob o número


============================================================
A música de Gonzagão para começar o dia no Bahia em Pauta vai para o cronista do cotidiano Janio Ferreira Soares, escritor de olhar poetico e atento para coisas e pessoas em sua volta: dos políticos matreiros e metidos a sabichões , à floração das caraibeiras na primavera sertaneja, ou às andorinhas em bandos que voavam de longe para pousar em Santo Antonio da Glória, em Paulo Afonso ou no Raso da Catarina para apreciar tanta beleza. Saudades!

Feliz do Bahia em Pauta por ter um amigo, leitor e colaborador como esse Janinho de Glória. Cabra bom de verdade é esse!

(Vitor Hugo Soares)

  • Arquivos

  • dezembro 2019
    S T Q Q S S D
    « nov    
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    3031