maio
04

Postado em 04-05-2009 11:00

Arquivado em ( Artigos) por bahiaempauta em 04-05-2009 11:00

Foto Luciano da Matta/ A TARDE


Domingo no Barradão

======================================================

Quase tão badalada quanto a participação de Ronaldo, o Fenômeno, na partida deste domingo (3) , em que o Corinthians sagrou-se campeão paulista de 2009, foi a presença de membros da Polícia Militar da Bahia no Pacaembu, na tarde de ontem. Segundo se informa, foram aprender com os colegas paulistas a técnica utilizada por lá, para lidar com multidões das violentas torcidas organizadas, dos grandes times de futebol.

Não falta (diante das cenas de pancadarias frequentes, na capital paulista, em dias de grandes clássicos), quem pense que a PM baiana faria melhor – e sairia bem mais barato – se utilizasse o largo “know how”  desenvolvido com sucesso, há décadas, pelas polícias locais (militar e civil) ao lidar com grandes massas durante o carnaval em Salvador. Um sucesso reconhecido nacionalmente, inclusive pelos paulistas.

E, quem sabe, poderia ter evitado as cenas vergonhosas de violência registradas ontem, para o País, depois do emocionante BA-VI, no Barradão.

(Vitor Hugo Soares)

maio
04

Postado em 04-05-2009 10:15

Arquivado em ( Artigos) por bahiaempauta em 04-05-2009 10:15

Crônica/Afetos

SAUBADEN

Gilson Nogueira

O violão de Baden acompanha Baden, que canta Canto de Ossanha, dele e de Vinícius. A voz de Baden desliza como gota de orvalho na vidraça que separa a rua da sala. Em seis minutos e quarenta segundos de pura magia, a saudade da Bahia bate. Baden toca e canta Samba da Minha Terra, de Caymmi. Tristeza, também, o título do LP que Baden gravou, em 1976, na França.

Viro o disco. Sigo Baden. As mãos, dormentes, mordo, para ter certeza que não deliro. A ilusão de estar ouvindo, ao vivo, a voz e o violão de Baden faz tilintar a frágil tulipa de estimação. Vejo o rosto de Baden, seus olhos fechados, no vidro da janela e no céu azul de um domingo de sol frio, de outono, no Rio. Levanto-me. A imagem de Baden, na contracapa, é eterna. Vou, mais uma vez, escutar Canto de Ossanha. Esqueço que Baden e Vinícius foram. Ah, que saudades tenho da Bahia! “O homem que diz “dou” não dá! Porque quem dá mesmo não diz.” Baden Powell e Vinícius de Moraes, o que vocês estão fazendo, aí, desçam, logo, rápido, o mundo precisa de vocês, caramba!

Gilson Nogueira é jornalista

maio
03

Postado em 03-05-2009 21:43

Arquivado em ( Artigos) por bahiaempauta em 03-05-2009 21:43


Bruno: mãos salvadoras


=================================================

E a história se repete pela terceira vez no Rio de Janeiro. Sem favoritismo, a não ser a magia e a mística da camisa rubronegra, Flamengo e Botafogo entraram no Maracanã, nesta tarde de domingo (3), para um jogo que reeditou as melhores tradições dos clássicos do futebol carioca. O empate em 1 a 1, na primeira partida, obrigava os rivais a sair em busca da vitória a todo vapor. E esta foi a tônica de um jogo repleto de emoções do começo ao fim, decidido nos pênaltis, quando prevaleceram as mãos seguras e a estrela do goleiro Bruno.

“Flamengo e Botafogo fizeram um espetáculo recheado de dramatismo e emoção dentro das quatro linhas, o que não foi diferente nas arquibancadas. As torcidas deram um show à parte mais uma vez, fazendo do Maracanã o palco perfeito para a grande final do Campeonato Carioca”, define o Blog Sports.

Aos 20 minutos começou a dar Flamengo no maior estádio do mundo, diante de duas torcidas que promoveram espetáculo à parte. Kleberson aproveitou a confusão dentro da área e marcou de cabeça, sem chances para o arqueiro botafoguense. Mesmo com o gol, o Mengo seguiu no ataque, enquanto o Fogão partia em busca do gol de empate, em jogo alucinante para as duas torcidas. Aos 38, o árbitro apitou falta na intermediária. Kleberson bateu com força e contou com o desvio na barreira, para marcar seu segundo gol na partida. Foi o delírio da torcida robronegra.

Quando o segundo tempo começou a torcida do mengão já gozava os botafoguenses e a condição de tri-vice. Mas o Bota ainda não estava morto. E conseguiu empatar, fazendo dois gols em apenas 3 minutos. Com emoções a flor da pele, a partida seguiu empatada até o fim do tempo normal, obrigando à definição do campeonato carioca em disputa de penalidades.
Aí, novamente surgiram as mãos salvadoras e a estrela reluzente do goleiro flamenguista. Com duas defesas, Bruno assegurou o Tri ao Mengão. “Uma vez Flamengo, sempre Flamengo”, pode cantar torcida rubronegra.

(Vitor Hugo Soares, com Blog Sports e agências de notícias)

maio
03

Postado em 03-05-2009 20:07

Arquivado em ( Artigos) por bahiaempauta em 03-05-2009 20:07


===================================================

“Eu sou Leão da Barra, tradição/ Eu sou vermelho e preto, eu sou paixão”. É este o hino que agora toma conta de Salvador, de ponta a ponta, mesmo debaixo do diluviano temporal que desabou sobre a capital baiana, mas sem força suficiente para afogar a alegria da “nação rubronegra” , com o empate em 2 a 2 com o Bahia, seu histórico e maior rival, no Barradão. O resultado deu o tricampeonato ao Leão baiano.

Ganhador da primeira partida por 2 a 1, no Estádio Roberto Santos (Pituaçu) , o Vitória tinha a vantagem do empate, e podia até perder por um gol de diferença para erguer a taça. Já o Bahia, que saiu do primeiro tempo, dentro do estádio do adversário, com uma vantagem de 2 a 0 no placar, foi surpreendido pela vontade e atitude reservadas pelo time campeão para a etapa decisiva do jogo.”O brio e a garra foram as principais razões do triunfo”, assinalou o técnico Carpegiani.

O tricolor abriu o placar com Reinaldo Alagoano, que recebeu lançamento de Paulo Roberto e tocou para o gol na saída de Viáfara. Jogando em casa, o Vitória equilibrou o jogo, tinha mais posse de bola, mas pouco chegava ao gol de Marcelo. O Bahia marcava bem e saía com muito perigo nos contra-ataques. Ainda no primeiro tempo, o Tricolor chegou ao segundo gol. Aos 46, Ávine recebeu passe de Léo Medeiros e chutou para fazer dois a zero.

Tudo, ou quase, foi diferente no segundo tempo, e a situação se inverteu. O Vitória lançou-se ao ataque. Porém, a primeira grande chance da segunda etapa foi do Bahia. Reinaldo Alagoano recebeu livre na área, mas desperdiçou ao bater em cima de Viáfara. Aos 19, o Vitória chegou ao seu gol. Apodi cruzou da direita e Neto Baiano apareceu na área para completar para as redes. No último minuto, Ramon marcou, de penalti, o gol do tri do Leão.
A situação ficou mais tranqüila para o time da casa aos 21 minutos. Pode festejar, torcida rubronegra!

(Vitor Hugo Soares)

maio
03

Postado em 03-05-2009 19:12

Arquivado em ( Artigos) por bahiaempauta em 03-05-2009 19:12

O jogo Corinthians e Santos no Pacaembu terminou empatado: 1 a 1. Mas foi o suficiente para a torcida do Timão explodir de contentamento pela conquista invicta do campeonato paulista de 2009. E a festa, agora, toma praticamente todos os espaços da capital paulista.

Sob a batuta, fora de campo, do técnico Mano Menezes, e dentro do gramado o brilho imtenso do atacante Ronaldo, o fenômeno, o Corinthians acaba de quebrar uma escrita de 37 anos, neste domingo histórico para os alvinegros paulistas, garantindo o título sem perder um jogo, algo que não acontecia desde 1972, quando o Palmeiras ficou com a taça sem conhecer derrotas. O Timão empatou com o Santos em 1 a 1, no Pacaembu, sob os gritos da torcida “Ôhh, o Coringão voltou!”.

O Santos abriu o placar com Kléber Pereira, de pênalti, aos 27 minutos do primeiro tempo. No entanto, apenas seis minutos depois, André Santos deixou tudo igual, com um golaço. Agora é o hino do Timão que se escuta em São Paulo. Se for corintiano ou é fã do Fenômeno, cante também
(Vitor Hugo Soares)

maio
03

Postado em 03-05-2009 13:33

Arquivado em ( Artigos) por bahiaempauta em 03-05-2009 13:33

E hoje, diante do tributo monumental que ele recebe desde a tarde de sábado (2) e que vai sem parar até o começo da noite deste domingo (3), na Estação da Luz, em São Paulo, o escolhido para nos brindar,com a canção para começar o dia, só poderia ser ele: Raul Seixas. Difícil selecionar uma entre tantas maravilhas que o maluco beleza produziu, mas o Bahia em Pauta , um site-blog de opinião, escolheu “Tente outra vez” e a submete ao julgamento dos leitores e ouvintes. Grande domingo, do tamanho de Raul, para todos.

(Vitor Hugo Soares)

maio
03

Postado em 03-05-2009 13:15

Arquivado em ( Artigos) por bahiaempauta em 03-05-2009 13:15


Raul presente

Deu na Folha Online

O portal eletrônico do grupo Folha publica neste domingo (3), reportagem assinada pelo repórter Bruno Lofreta (colaborador), sobre a Virada Cultural 2009, que destaca a homenagem do grande evento cultural paulista – com repercussão internacional – ao roqueiro baiano Raul Seixa, o imenso “maluco beleza”:
======================================================

“A Estação da Luz revive o clima de paz e amor pregado por Raul Seixas. Desde o início da tarde de sábado, músicos se revezam para interpretar a extensa discografia de um dos maiores expoentes do rock brasileiro.
Próximo ao palco, fãs estendem uma grande bandeira em homenagem ao ídolo e entoam o grito de “toca Raul!”. Com o repertório de seus principais álbuns na ponta da língua, pessoas de todas as idades, muitas trajando camisetas do músico baiano, celebraram emocionadas as faixas do álbum “Novo Aeon”.
O farmacêutico Renato Seixas, 52 anos, chegou ao palco armado na Rua Cásper Líbero às 18h, para acompanhar a banda Os Panteras, que acompanhou Raul Seixas na gravação de seu primeiro álbum, lançado em 1968.
Trajado como seu ídolo, com óculos de sol e boina, Renato aproveitou os shows para divulgar a 20º Passeata-Homenagem a Raul Seixas, evento marcado para o 21 de agosto. “Sou fã desde o início dos anos 1970, e essa homenagem é algo emocionante”, explicou.
“Só saio daqui quando meu problema hepático exigir”, completa.
Entre as atrações, um boneco articulado do Maluco Beleza entretém a plateia dublando seus principais hits e interagindo com o público.
A homenagem a Raul Seixas se estende até às 18h do domingo, quando alguns dos músicos convidados retornam ao palco para uma jam session”.

maio
03

Postado em 03-05-2009 12:41

Arquivado em ( Artigos) por bahiaempauta em 03-05-2009 12:41


Imagem esmaecida
==================================================

Deu no jornal:

Em sua edição deste domingo (3), o Correio da Bahia publica Editoral com a opinião crítica do jornal sobre o recente seminário promovido pela Associação dos Magistrados da Bahia (AMAB) e com apoio de planos privados de saúde, para discutir ética nos relacionamento do setor.

“Foi mais um arranhão na imagem do judicipário baiano que, desde o ano passado, vem sendo acompanhado de perto pelo Conselho Nacional de Justiça, este preocupado, principalmente, com os milhares de processo em atraso no Tribunal de Justiça”.

Outro trecho: “A morosidade do Judiciário atinge diretamente o cidadão em busca de seus direitos. E os esforços demonstrados pela direção do TJ-BA para enfrentar as dificuldades e melhorar a imagem da Justiça estão esbarrando nos próprios magistrados”.
===========================================================
Leia a íntegra do Editorial no Correio desrte domingo.

maio
03

Postado em 03-05-2009 11:58

Arquivado em ( Artigos) por bahiaempauta em 03-05-2009 11:58

Deu na revista:

A ISTO É desta semana, na coluna Brasil/Confidencial, também repercute ecos da recente passagem do governador Jaques Wagner e comitiva pela terra de Ghandi:
=================================================
NEGÓCIOS DA ÍNDIA – “Em jantar na Federação de Comércio e Indústria da Índia, em Nova Delhi, 20 empresas indianas manifetaram ao governador Jaques Wagner (PT-BA) a intenção de investir na Bahia. Citaram os setores de mineração, textil e TI, além de infraestrutura e de logística. A Bahia também foi incluída no roteiro da missão empresarial indiana que virá ao Brasil em outubro.

=======================================================

Bahia em Pauta comenta: a conferir.

maio
03

Postado em 03-05-2009 11:40

Arquivado em ( Artigos) por bahiaempauta em 03-05-2009 11:40

Deu na revista:

A Isto É, na edição desta semana, publica em sua coluna Brasil/Confidencial, a seguinte nota, que remete ao faroeste no Oeste da Bahia:
===================================================

“CRIME SEM CASTIGO – A população de São Desidério, no oeste da Bahia, aguarda ansiosa o julgamento em maio de sete PMs que executaram, em 1998, o policial civil Jesus Antonio de Oliveira e o funcionário do Ministério da Fazenda Daniel Pereira da Silva. Participaram da ação o primeiro tenente Alexandre Cesar Freire Lima e o sargento Paulo Tasso Costa. A última tentativa de colocar os acusados no banco dos réus, em dezembro, foi adiada porque um dos advogados alegou que tinha posto aparelho ortodôntico e estava sem condições de defender os réus. Há revolta na região com a onda de crimes envolvendo PMs”.

=========================================================

Bahia em Pauta comenta: que a gripe suina não seja alegado agora como motivo para se adiar o julgamento mais uma vez.

  • Arquivos

  • agosto 2018
    S T Q Q S S D
    « jul    
     12345
    6789101112
    13141516171819
    20212223242526
    2728293031