jul
20

Postado em 20-07-2009 10:43

Arquivado em ( Multimídia, Newsletter) por vitor em 20-07-2009 10:43


================================================
Deu no Jornal
Em sua edição desta segunda-feira, 20 de julho, em que a humanidade lembra os 40 anos do primeiro desembarque do homem na Lua, o diário Público, editado em Portugal, lança um olhar analítico para o fututo e tenta prospectar o que serão os vôos das naves tripuladas para outras estrelas, outras galaxias. Confira, a seguir, no texto escolhido pelo Bahia em Pauta para comemorar a data histórica.

===================================================

ATÉ ONDE SERÁ POSSÍVEL IR?

As missões tripuladas para a Lua, para Marte, talvez para algum asteróide deverão tornar-se realidade um dia destes. Mas para outras estrelas, outras galáxias?

Sair do sistema solar ainda não faz parte dos planos mais futuristas para viajantes humanos porque as tecnologias que seriam necessárias ainda não existem. Mas isso não impede cientistas mais visionários de tentarem imaginar novas formas de fazer recuar essa fronteira, vencendo o espaço e o tempo.

O grande problema com o Universo é a sua imensidão. Mesmo as sondas Voyager 1 e 2 da agência espacial norte-americana NASA, que descolaram de Cabo Canaveral em 1977, só recentemente (em 2004 e 2007, respectivamente) atingiram a antecâmara dos confins do nosso sistema solar — a zona, situada a uns dez mil milhões de quilómetros do Sol, onde a influência do vento solar começa a esgotar-se para finalmente ceder o lugar ao meio interestelar.

O grande problema com as naves e sondas espaciais actuais é que são muito lentas. Mesmo a velocidades que a nós nos parecem alucinantes — neste momento, a sonda Voyager 1, o objecto de fabrico humano mais afastado da Terra, é um bólide lançado a 17 quilómetros por segundo —, as Voyager demorariam mais de 70 mil anos a chegar aos subúrbios de Proxima do Centauro, a estrela mais perto do Sol, situada a pouco mais de quatro anos-luz de nós.

O grande problema com as naves tripuladas é, ainda por cima, o seu grande tamanho e peso (as Voyager pesam apenas 700 quilos; já uma nave do tipo da Enterprise da série Star Trek é outra história). E, se se tratasse de uma nave propulsada por motores convencionais, do mesmo tipo que os dos vaivéns norte-americanos, a NASA garante que a matéria do Universo todo não chegaria para fabricar a quantidade de combustível necessária! Claramente, as viagens tripuladas para o espaço extra-solar apresentam obstáculos aparentemente inultrapassáveis de ordem tecnológica.

FATOR HUMANO
Mas também não é possível esquecer um outro factor limitativo: o simples (ou, pelo contrário, muito complexo) fator humano, com as suas vertentes éticas, psicológicas, biológicas. Atravessar o espaço durante dezenas de milhares de anos implicaria o nascimento e morte de inúmeras gerações de seres humanos a bordo da nave espacial (a título comparativo, estima-se que a nossa espécie tenha surgido na Terra há 200 mil anos), com todas as implicações que isso tem em termos de sustentação alimentar, riscos da permanência prolongada no espaço. A alternativa seria desenvolver tecnologias que pudessem manter os tripulantes num estado de vida suspensa durante toda a viagem.

Para mais, continuando com o exemplo de Próxima do Centauro, viajar para aquela estrela nem sequer constituiria um objectivo adequado, pois ela não tem planetas à sua volta susceptíveis de suportar a vida tal como a conhecemos… Aliás, ainda não foi descoberto nenhum planeta parecido com o nosso em torno de uma estrela. É verdade, porém, que os esforços para procurar “pontinhos azuis” como a Terra têm redobrado nos últimos tempos (nomeadamente com o lançamento pela NASA, em Março deste ano, do telescópio espacial Kepler) e que os especialistas estão bastante optimistas quantos às hipóteses de virmos a encontrá-los. Mas o que isto quer dizer é que será sem dúvida preciso olhar para muito mais longe do que alguns anos-luz de distância para encontrar estrelas que possuam planetas habitáveis.
Quanto a visitar outras galáxias, mesmo as mais próximas da nossa Via Láctea… A galáxia Andrómeda fica a dois milhões de anos-luz de nós: mesmo a luz, a coisa mais rápida que há segundo a Teoria da Relatividade de Einstein (300 mil km por segundo no vácuo), demora dois milhões de anos a cobrir essa distância! E a galáxia anã Canis Major, que está mais próxima de nós do que nós próprios estamos do centro da nossa galáxia, encontra-se apesar de tudo a 25 mil anos-luz do sistema solar, o que ainda é abissal. Parece impossível — hoje, amanhã, ou em qualquer outro dia do futuro próximo ou longínquo — que um ser humano possa percorrer distâncias dessa ordem, vencendo o espaço e o tempo.
================================================
LEIA ÍNTEGRA NO JORNAL ‘PÚBLICO’, DE LISBOA
(http://ultimahora.publico.clix.pt)

jul
19

Postado em 19-07-2009 23:09

Arquivado em ( Newsletter) por vitor em 19-07-2009 23:09

Augusto: o novo presidente
cara
===================================================
O controle político e administrativo da União Nacional dos Estudantes (UNE) segue nas mãos do Partido Comunista do Brasil (PC do B). Na noite deste domingo(19) a entidade histórica dos estudantes brasileiros elegeu sua nova diretoria, como ato final do 51º Congresso da UNE, realizado esta semana em Brasília, e cercado de polêmicas. O novo presidente da UNE é o estudante Augusto Chagas.

Aluno do curso de Sistemas de Informação da Universidade de São Paulo (Campus Leste), Chagas presidiu o Diretório Acadêmico da Unesp-Rio Claro e o DCE da UNESP/Fatec. Também foi presidente da União Estadual dos Estudantes de São Paulo por duas gestões.

A chapa vencedora foi a “Avançar nas Mudanças”, ligada ao PC do B e que contou com o apoio de PT, PMDB, Partido Pátria Livre (PPL) PTB e PSB. O PC do B domina há décadas a entidade e elegeu a maioria dos presidentes desde a reconstrução da UNE, em 1979, no congresso histórico realizado em Salvador. A eleição para a nova diretoria da UNE teve quatro chapas concorrentes

A eleição da nova diretoria foi o desfecho do 51º Congresso da UNE, aberto na última quinta-feira com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Um dos principais objetivos da nova diretoria , segundo anunciado há pouco em Brasília, será a mobilização em torno da aprovação, no Congresso Nacional, do Projeto de Lei 5.175, de 2009, que institui um marco regulatório para a educação superior.

A proposta foi apresentada em maio pela UNE e prevê, entre outros pontos, a implementação de um auxílio estudantil de cerca de 3/5 do salário mínimo para todos os estudantes carentes, de universidades públicas e privadas

(Postado por Vitor Hugo Soares)

jul
19

Postado em 19-07-2009 22:16

Arquivado em ( Newsletter) por vitor em 19-07-2009 22:16

Anne Frank/ Imagem AFP
anne

As chamas de um incêndio consumiram neste sábado (18) o Barracão 57 em que a jovem judia, Anne Frank, autora do famoso diário, uma das obras mais lidas do planeta e um libelo contra o nazismo, e a sua irmã Margot realizaram trabalhos forçados no Verão de 1944, antes de serem deportadas para o campo de extermínio de Auschwitz.

Neste domingo a polícia holandesa abriu uma investigação para determinar as causas do incêndio no barracão, segundo a agência ANP. Após o fim da Segunda Guerra Mundial, o Barracão 57 foi transferido do campo de Westerbork para Veendam e ultimamente funcionava como armazém de máquinas agrícolas.

Os judeus detidos pelos nazistas por se terem escondido, como era o caso da família de Anne Frank, em Amsterdam, eram considerados criminosos e eram condenados a trabalhos forçados. Anne e a irmã passaram quatro semanas abrindo pilhas para retirar-lhes o metal do interior. A 3 de Setembro de 1944, foram obrigadas a embarcar, juntamente com outros judeus, no último comboio que saiu de Westerbork para um campo de extermínio nazista.

jul
19

Postado em 19-07-2009 21:48

Arquivado em ( Newsletter) por vitor em 19-07-2009 21:48


=================================================
Neste domingo(19) os talibãs difundiram um vídeo do soldado americano capturado no Afeganistão. Nele, o militar apela à retirada das tropas estrangeiras do país. Segundo o Jornal de Notícias, de Lisboa, em sua edição on-line, a mensagem já foi declarada autêntica pelas autoridades dos Estados Unidos, que falam em operação de propaganda.

O vídeo tem duração dee 28 minutos e vários trechos já circulam também no Youtube. Mostra um homem jovem, de cabelo rapado e barba fina e roupa afegã azul clara.
É a primeira vez que um soldado americano é capturado pelos talibãs desde a operação internacional no Afeganistão em 2001.

Nas preimeiras cenes dete vídeo que Bahia em Pauta apresenta na ilustração da notícia, o jovem militar parece “nervoso, aterrorizado, identificado pela placa ao pescoço”, como assinala o DN. A seguir fica mais calmo, toma chá e come qualquer coisa, “mas quando fala para a família fica novamente nervoso”, destaca a agência de notícia AFP, que teve acesso ao vídeo.

O homem, que disse ter 23 anos, é natural do estado norte-americano de Idaho e foi enviado para uma base da província afegã de Paktika, no sudeste do país.

(Postado por Vitor Hugo Soares, com informações do jornal Diário de Notícias, de Portugal, e AFP)

jul
19

Postado em 19-07-2009 15:35

Arquivado em ( Newsletter) por vitor em 19-07-2009 15:35

Mata Pires com a esposa Teresa (primeiro plano):  jogo pesado
acm

Deu na revista
——————————————————————
Em sua edição desta semana, que acaba de chegar nas bancas de revistas de Salvador, a VEJA publica na coluna Holofote, assinada pelo jornalista Felipe Paturi, a seguinte nota sobre o tempo quente na TV Bahia, apesar do inverno baiano:

================================================

Mais pimenta na Bahia – “Numa briga interminável, os herdeiros de Antonio Carlos Magalhães agora disputam o comando da TV Bahia, afiliada da Rede Globo. O senador ACM Junior e o empresário Luis Eduardo Magalhães Filho, o Duquinho, juntaram-se para comprar a parte do terceiro herdeiro, Cesar Mata Pires, dono da construtora OAS. O empreiteiro topou, mas não muito: cobra 200 milhões de reais por suas ações, um terço do total. ACM Junior e Duquinho acham caro e dizem que, por esse valor, venderiam suas partes a Mata Pires. Ele não quer.”

======================================================

jul
19

Postado em 19-07-2009 14:05

Arquivado em ( Artigos, Eventuais) por vitor em 19-07-2009 14:05

Cartel em Salvador: até quando?
cartel
===================================================
Um leitor escreve para Bahia em Pauta dizendo-se impressionado com a omissão das agências reguladoras da Bahia. No sábado(18) ele trafegava pela Av. Luiz Viana Filho e afirma ter tomado um susto ao parar nos postos de combustíveis para abastecer.

Conta o leitor:

“Até quinze dias atrás estavam cobrando o alcool R$ 1,39 aumentou para 1, 66 e depois para 1, 77. O curioso que esse aumento só foi observado em todos os postos da Paralela, nos demais bairros o álcool continua a ser comercializado pelos mesmos 1, 66, variando no máximo dois centavos de um posto para outro”.

Pergunta e comenta a seguir o leitor na mensagem, identificada, mas cujo nome este site-blog mantém preservado por motivos óbvios. Afinal, mexe com gente graúda que, em geral se considera acima da lei e dos controles do poder público, este quase sempre omisso e, não raramente, complacente.

“Será que o cartel agora tá atuando por bairro? Eu acho que a preocupação é inútil, pois o diretor da Agência Nacional do Petróleo – ANP, senhor Francisco Nelson, disse numa emissora de TV que na Bahia não existe cartel. Então podem continuar atuando sem medo. Nesta terra ainda somos obrigados a conviver com essas prevaricações”, encerra o caro leitor suas observações pelos abusos sofridos na pele e no bolso.

Aguardando explicações e, principalmente, ações para conter os abusos e punir os infratores, Bahia em Pauta assina em baixo.

(Vitor Hugo Soares, editor)

jul
19

Postado em 19-07-2009 11:38

Arquivado em ( Multimídia) por vitor em 19-07-2009 11:38


Por falar em San Francisco – mesmo quando, infelizmente, não seja através de uma boa notítica -, nenhum outro interpréte no mundo se identifica tanto com a bela, moderna,livre e cosmopolita cidade do oeste da Califórnia quanto Tony Bennet. “For once on my life” é a música escolhida para começar o dia no Bahia em Pauta neste domingo chuvoso de inverno em Salvador, cantada aqui por Bennet em dueto formidável com uma das legendas da Motown, Stevie Wonder. Para ouvir, e repetir.
(Vitor Hugo Soares)

jul
19

Postado em 19-07-2009 00:13

Arquivado em ( Newsletter) por vitor em 19-07-2009 00:13

Trens depois do choque
trens
===============================================
Pelo menos 47 pessoas resultaram feridas -algumas gravemente -quando dois trens se chocaram em uma estação na cidade de San Francisco, na Califórnia, costa oeste dos Estados Unidos, segundo informações que acabam de ser divulgadas por veículos de comunicação da cidade americana.

Por motivos ainda não determinados, um trem se chocou com a parte posterior de outro que estava parado em uma plataforma, segundo informação do canal de televisão CBS 5.

Ao menos quatro pessoal sofreram ferimentos graves, indicou uma portavoz do serviço de transporte. Bombeiros e equipes de resgate deram tratamento médico a dezenas de pessoas no local do acidente. Muitas fora trasladadas a hospitais.

De acordo com a edição on-line do San Francisco Chronicle, testemunhas presenciaram uma cena caótica que terminou com o choque dos trens. O impacto destroçou o parabrisa frontal de um dos trens.O ferido de maior gravidade é o condutor de uma das máquinas.

(Postado por Vitor Hugo Soares, com informações de radios e tevês de San Francisco e jornal El Mundo. de Madri, edição on-line)

jul
18

Postado em 18-07-2009 22:13

Arquivado em ( Newsletter) por vitor em 18-07-2009 22:13

Serra: “eu vou mostrar pra vocês”…
serra
==================================================

O inesperado acaba de acontecer neste sábado(18), no Vale do Anhangabaú, centro histórico das grandes manifestações políticas e populares de São Paulo, durante a noite de homenagens ao pernambucano de Exu, Luiz Gonzaga, o Rei do Baião e do forró. O sisudo governador tucano José Serra topou um desafio do sanfoneiro Dominguinhos e os dois cantaram juntos o clássico “Baião”, de Gonzagão.

O repórter baiano Claudio Leal estava na área, presenciou a festa nordestina e a performance surpreendente de Serra no palco armado sob o Viaduto do Chá. O resultado está no texto delicioso publicado no Terra Magazine, que o Bahia em Pauta reproduz a seguir.

Os mineiros diriam:”política é o cão”. Nesta noite paulista, porém, política foi baião. Confira (VHS)

=======================================================
Claudio Leal

“O governador de São Paulo, José Serra (PSDB), aceitou um desafio do sanfoneiro Dominguinhos e cantou o clássico “Baião”, de Luiz Gonzaga, em noite de homenagem ao Rei do Forró, no Vale do Anhangabaú. No palco armado sob o Viaduto do Chá, Dominguinhos contou que ficou admirado, no palácio do governo paulista, com o conhecimento de Serra sobre a obra de Gonzagão. “Parecia que tinha andado pelo sertão com ele”, brincou. “Aí eu disse: governador, vou lhe dizer uma coisa: o senhor topa cantar o Baião n.1 comigo?”. Serra respondeu: “Aceito. Mas você baixe o tom!”.

Às 19h07 deste sábado, Serra foi chamado ao microfone, para cumprir a promessa de forrozeiro. De casaco azul, um tanto tímido, o governador entoou: “Eu vou mostrar pra vocês/ Como se dança o baião/ E quem quiser aprender/ É favor prestar atenção”. Dominguinhos não rasgou o acordo: baixou o tom. E ajudou Serra a pegar o ritmo nordestino. “Morena chega pra cá/ Bem junto ao meu coração/ Agora é só me seguir/ Pois eu vou dançar o baião”.

Ao fim da peleja vocal, o pré-candidato do PSDB à Presidência da República foi aplaudido pela maioria dos espectadores, apesar de algumas reprovações faciais ao desempenho. Serra deixou às 19h11 o palco da “Homenagem a Luiz Gonzaga”, que atrai milhares de nordestinos ao Centro de São Paulo. Depois de permanecer por quatro minutos no camarote oficial, despediu-se do evento”.

Terra Magazine (http://terramagazine.terra.com.br)

jul
18

Postado em 18-07-2009 18:38

Arquivado em ( Artigos, Gilson, Multimídia) por vitor em 18-07-2009 18:38


===================================================
Tom Jobim, de óculos, com um puro Havana entre os dedos da mão esquerda, está na foto. Lê uma partitura. Parece vivo. Na parede, tem sentido estético. Faz parte do meu acervo de jornais, revistas, livros, CD e DVD sobre o maestro soberano.

Anos Dourados está disponibilizada no site-blog-blog-site Bahia em Pauta. A Bossa Nova, estado de espírito, estética do processo, silêncio que encanta, divisor de águas da música brasileira, tem mais vez, na Bahia. Viva, Vitor!!!

Dia e noite, em constante estado de oração, ou melhor, de BN, estou a cantar e a ouvir canções do gênero, a recordar momentos vividos com quem fez e faz a Bossa ser eterna. Por isso, vou providenciar, já, reprodução de foto do saudoso Luizinho Eça, para ficar ao lado da foto de Tom, aqui, no gabinete do meu computador.

Luizinho, o maior pianista de todos os tempos da Bossa Nova, com quem compartilhei gargalhadas à moda carioca-baiana, não morreu. Em algum lugar do Cèu, ele se movimenta, cria, toca magistralmente, sorri, como faz ao executar Na Baixa do Sapateiro, de Ary Barroso, com Lilian Carmona, à bateria, e Luiz Alves, no baixo, nesse vídeo. Ouça, curta, sonhe e diga que a Bossa Nova vai arrasar!!!

Vai, amigo, solta o pau, como disse, a Luizinho Eça, no dia em que o conheci, em uma das viagens do lendário Tamba Trio, a Salvador, no início da década de 70 do século passado, a caminho do Teatro Castro Alves, onde o Tamba iria fazer show memorável!

Eu estava lá, na primeira fila, embasbacado com o som do Tamba, o melhor trio que o Brasil conheceu. Havia ganho o passaporte que faltava. Tom e Luizinho permanecem vivos, em nossos corações. A Bossa continua linda, gente boa!

(Gilson Nogueira é jornalista)

  • Arquivos

  • setembro 2018
    S T Q Q S S D
    « ago    
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930