maio
03

Postado em 03-05-2010 10:27

Arquivado em ( Artigos, Gilson) por vitor em 03-05-2010 10:27


==============================
CRÔNICA/ ESQUADRÃO

O Bahia é coisa de Deus !

Gilson Nogueira

“O vento torce contra o Bahia,” é o que penso sorrindo, enquanto tento pendurar uma pequena bandeira do meu time que veio encartada em um jornal local na janela do meu apartamento. Tentei várias vezes fazer o escudo ficar de cara para a rua e o vento pirracento, com jeito de quem é Vitória, desde que Deus criou o mundo, enrola a bandeira e, assim, não permite que ela tremule, como eu gostaria, botando pra fora minha paixão tricolor. Já que não tem jeito, lutar contra a natureza, recolho minha idéia de pano e vou direto ao armário procurar um documento histórico da Revista Placar sobre a conquista do título de Campeão Brasileiro de 1988, pelo Bahia.

Lá está um pôster, gigante, da equipe formada por Ronaldo, Paulo Rodrigues, João Marcelo, Claudir, Paulo Róbson e Tarantini, Gil, Zé Carlos, Bobô, Charles e Sandro. Na publicação, a ficha de cada um dos comandados do técnico Evaristo de Macedo, chamados pela revista de tricolores elétricos. “ Um campeão em ritmo de lambada”, refere-se o texto à epopéia do Tricolor de Aço, no século passado. Ele começa dizendo que, até o dia 19 de fevereiro de 1989, a maior façanha já alcançada pelo time do Bahia era a primeira Taça Brasil, de 1959, conquistada em cima do Santos.

Dobro a quase revista e, na contracapa, está lá, o título, em negrito: A Primeira Grande Glória, com a foto do Bahia campeão da Taça Brasil de 1959 .Vê-se, em pé: Nadinho, Leone, Henrique, Flávio, Vicente e Beto; agachados: Marito, Alencar, Léo, Bombeiro e Biriba. Diz a legenda: “Este time derrotou o grande Santos de Pelé na final. Ao lado, a festa dos 3 x 1 da conquista no Maracanã”, referindo-se a um flagrante jornalístico de O Globo, com os heróis dando a volta olímpica, no Maraca, envergando um uniforme de listras verticais em azul, vermelho e branco, sem o escudo do clube.

Pronto, aí, de repente, pinta o que quero falar, aqui, agora, substituindo a vontade de pendurar a bandeirinha do Bahia na janela: um recado aos seus jogadores que, hoje, no Barradão, precisam vencer seu grande rival, por 2 x 0, na final do Campeonato Baiano de Futebol, para poder gritar, de novo, Sou Campeão!!!

Vejam bem, vocês estarão, hoje, à tarde, diante de um desafio monumental, vencer o Leão, em seus domínios. O leão é animal valente, símbolo de uma agremiação que orgulha a Bahia, por tudo que fez e faz pelo esporte. Por isso, viva o Vitória!

Sintam-se, jogadores tricolores, na hora do vamos ver, como gladiadores da bola e, no instante decisivo, lembrem que, naquele memorável triunfo do Bahia, em pleno Maracanã, contra uma das mais fortes esquadras do planeta, o escudo que não estava na camisa havia ficado invisível aos olhos de todos, no estádio. Ele era o coração de cada um daqueles atletas que deram ao clube seu primeiro título nacional e mais uma demonstração que o Bahia, antes de ser um time, é uma coisa de Deus a pulsar vida dentro da gente!

Gilson Nogueira, jornalista, colaborador do BP e esquadrão de aço pra valer. Texto escrito com brio tricolor antes do jogo de domingo no Barradão.

maio
03

Postado em 03-05-2010 10:05

Arquivado em ( Newsletter) por vitor em 03-05-2010 10:05

==========================

Comentário digno de nota ao editor mandado diretamente de Glória, no vale do São Francisco, por Janio Ferreira Soares, cronista e colaborador do Bahia em Pauta, sobre as desgraças do “Esquadrão de Aço” do futebol baiano.
=============================================

“O presidente do time da Quixaba, aqui perto de Glória, continua interessado em marcar um amistoso com o Bahia. O cachê continua sendo um rubacão de feijão verde, agora sem o bode assado. A mariola também já era. Abração”.

maio
03

Postado em 03-05-2010 09:39

Arquivado em ( Artigos, Ivan) por vitor em 03-05-2010 09:39

Serra no congresso evangélico

=======================================

Em seu artigo desta segunda-feira na Tribuna da Bahia o colunista político Ivan de Carvalho tra de uma dos temas mais delicados e polêmicos em qualquer campanha eleitoral: a questão religiosa. O colunista registra que, na noite de sábado, ao participar de um evento religioso em Camboriú, Santa Catarina – o 28º Congresso Internacional de Missões dos Gideões Missionários da Última Hora, promovido pela Assembléia de Deus – o candidato do PSDB a presidente da República, José Serra, falando para 10 mil pessoas, fez um discurso cheio de referências à Bíblia e pediu orações. É o gancho factual para o trexto de Ivan que BP reproduz.

( VHS )

========================================

OPINIÃO POLÍTICA

A crença de cada um

Ivan de Carvalho

Todo mundo sabe que uma das candidatas a presidente da República, a ex-ministra Marina Silva, ex-PT e hoje do PV, é evangélica.

Na noite de sábado, ao participar de um evento religioso em Camboriú, Santa Catarina – o 28º Congresso Internacional de Missões dos Gideões Missionários da Última Hora, promovido pela Assembléia de Deus – o candidato do PSDB a presidente da República, José Serra, falando para 10 mil pessoas, fez um discurso cheio de referências à Bíblia e pediu orações.

Serra começou o discurso repetindo uma saudação dos evangélicos – “Que todos estejam com a paz do Senhor” – e em seguida pediu ao povo que orasse, explicando: “Peçam que Ele me dê sabedoria para enfrentar as batalhas daqui por diante. Todas elas voltadas ao progresso do país”. Mas o candidato tucano a presidente não disse a qual denominação religiosa se considera ligado.

Nem teria essa obrigação, ainda que citando a Bíblia e pedindo à multidão que estava ali orações para que o Senhor lhe desse sabedoria. Com isso dava um sinal de que é espiritualista. Poderia ter uma crença judaica, católica ou evangélica, mas a rigor poderia ser bramanista e citar a Bíblia sem problema nenhum e, aprofundando o entendimento espiritual, também não seria incoerente que citasse a Bíblia se fosse budista ou islamita, já que Jesus é considerado um dos principais profetas pelos muçulmanos.

Mas a ligação de Serra tem sido com a Igreja Católica. Nos seus tempos de estudante, ele foi eleito presidente da UNE com o apoio essencial da Juventude Católica, à qual era ligado. E onde foram recrutados quadros para a Ação Popular (AP), da qual Serra foi um dos fundadores, em evento realizado em Salvador. Era uma organização ligada à esquerda católica e outro que a integrou foi o ex-presidente FHC. Na Bahia, por exemplo, Fernando Schmidt, competente executivo que é hoje chefe do Gabinete do Governador. Serra teve sempre essa ligação com o catolicismo. Quando a AP fundiu-se ao PC do B, ele não acompanhou.

Mas Dilma Rousseff – a candidata do PT a presidente por obra e graça, não, não é isso que você pode estar pensando, foi por obra e graça de Lula – também entrou, na semana passada, na área religiosa. Não porque quis. Mas porque a surpreenderam com uma pergunta direta quando falava com jornalistas. A resposta foi uma confusão, muito mais que uma confissão. Bem, ela deu a impressão de que não pensara antes no assunto. Disse achar que há uma “força superior”, e que ela, Dilma, vai se “equilibrando assim”, então disse que tinha uma cultura familiar católica (não disse que integrou o revolucionário grupo Política Operária – Polop, organização anarquista barra pesada e, por definição, materialista) e então completou, peremptória: “Sim, é isso, eu sou católica”.

Pois é. É?

maio
02

Postado em 02-05-2010 21:04

Arquivado em ( Newsletter) por vitor em 02-05-2010 21:04

DEU NA REVISTA:

VEJA, na coluna Radar, editada por Lauro Jardim, publica

========================================

SERRA, O CENTRALIZADOR

A organização da campanha de José Serra é a antítese perfeita de Dilma Rousseff. Enquanto a petista já contratou dezenas de pessoas e tem reuniões de coordenação com vários grupos de aliados, Serra organiza sua campanha com um grupo restritíssimo. Usando muito e-mail e telefone ele define as agendas nacionais ouvindo basicamente Sergio Guerra e Jutahy Junior. Depois desse crivo, entra em cena a senadora Marisa Serrano para agendar os eventos com as lideranças.

maio
02

Postado em 02-05-2010 20:33

Arquivado em ( Newsletter) por vitor em 02-05-2010 20:33

=================================================

Debaixo de chuva e depois de sofrer uma virada no placar em pleno Barradão, valeu o suor: Vitória é tetra-campeão baiano, depois de conquistar o Baianão 2010 – a derrota por 2 a 1 para o Bahia não tirou o título do Leão, que já havia vencido a partida de ida, em Pituaçu, por 1 a 0. Este é o segundo tetracampeonato da história do clube.

No começo tudo parecia bem mais fácil para o campeão. O Vitória começou ganhando, com gol marcado por Elkeson, que chutou forte de fora da área aos 20 minutos do primeiro tempo. Mesmo perdendo por 1 a 0 no intervalo, o Bahia voltou decidido a buscar o resultado.  Só um 3 a 1 faria o título mudar de mãos.

Mas o Bahia não estava entregue e mostrou isso logo no começo do segundo tempo: o gol de empate surgiu rapidamente, logo aos 2 minutos, quando depois de lançamento de Rogerinho e cabeçada de Nen, Viáfara deu rebote e Gral não perdoou – mandou para as redes.  Apesar do empate rápido e da maior posse de bola, o Bahia continuou tendo dificuldades em chegar à área rubro-negra. Quase no final veio o gol da virada tricolor.

Mas era tarde demais. Vitória é Tetra!

( Postado por Vitor Hugo Soares com informações do Correio da Bahia)

maio
02

Postado em 02-05-2010 19:51

Arquivado em ( Newsletter) por vitor em 02-05-2010 19:51


=============================================
Neymar: presença de campeão

=================================================

O time que joga o futebol mais bonito do Brasil é campeão paulista! Não com o show que o torcedor santista está acostumado, mas quem se importa? O Santo André bem que tentou acabar com a festa, venceu o Santos por 3 a 2, neste domingo, no Pacaembu, mas não levou o título, que ficou com o Peixe, seu 18º na história. De quebra, o ataque do Alvinegro da Baixada – o mais positivo do país – chegou ao centésimo gol em 2010.

Foram 18 vitórias, dois empates e apenas três derrotas no Estadual de 2010. Campanha digna de um campeão. E o ataque foi o grande pilar desta conquista: foram incríveis 72 gols marcados.  Neymar com 14, André com 13 e Paulo Henrique Ganso com 11, foram os principais goleadores do  Peixe. Com o título deste domingo, o Santos passou a ser, ao lado do Corinthians, o time com mais campeonatos paulistas nesta década: três.

Mas o santista sofreu no fim. Logo aos 55 segundos de jogo, o atacante Nunes abriu o placar para o Santo André, que precisava vencer por dois gols de diferença para ser o campeão.

Foi aí que Neymar, melhor jogador do Peixe no campeonato, chamou o jogo. Sem o óculos de proteção para o olho direito, lesionado na semana passada, o atacante fez grande jogada, driblou o goleiro e empatou o jogo aos 8 minutos.

E o Santo André foi para cima. Aos 16, Rodriguinho marcou de cabeça, mas o gol foi erradamente anulado graças a impedimento mal marcado pela assistente Maria Elisa Correia Barbosa. Na sequência, o Ramalhão acertou a trave de Felipe em chute de Branquinho. Mas aos 20, o time conseguiu o seu segundo gol com Alê, que aproveitou mais uma falha da zaga santista pelo alto.

Logo depois do tento do Santo André, houve  grande confusão na partida, com empurra empurrra, que começou após Neymar ter se jogado na entrada da área. Nunes e Léo acabaram expulsos após discussão. O Peixe ainda perderia Marquinhos aos 37 minutos depois de  falta violenta.

Mas o Santos resolveu voltar a jogar futebol. E tem Neymar! Aos 37 minutos do segundo tempo, mais um susto para os santistas: Roberto Brum, que entrara aos 32, acabou expulso. Mais pressão contra os “Meninos da Vila”. A torcida prendeu a respiração!

Aos 43 minutos, depois de muito sofrimento e alguma pressão, o Pacaembu voltou a pulsar com o som da festa dos santistas. O Ramalhão foi valente, tentou criar o gol e chegou muito perto do título quando Rodriguinho carimbou, mais uma vez, a trave de Felipe.

( Com informações do portal MSN )

maio
02

Postado em 02-05-2010 12:35

Arquivado em ( Newsletter) por vitor em 02-05-2010 12:35

Costa dos EUA: desastre à vista

==============================================

À medida que a maré negra de petróleo continua a ameaçar a costa norte-americana, o Presidente Barack Obama começa a ficar sob a mira dos críticos. “É o Katrina do Obama”, disse o conservador Rush Limbaugh, no seu programa de rádio, lembrando o furacão que causou a morte a 1800 pessoas, em 2005.

Segundo publica o Diário de Notícias (Lisboa) em sua edição on line neste domingo , analistas recusam de imediato esta comparação, mas tudo depende dos passos do Presidente. Hoje, Obama visita os locais afetados do golfo do México.
A explosão de uma plataforma da BP a 20 de Abril – que dois dias depois afundou – e vaza diariamente o equivalente a cinco mil barris de petróleo (cerca de 800 mil litros).

A chamada maré negra já chegou à costa do estado da Luisiana, apesar dos recursos utilizados para o impedir. Na área, revelou Obama na sua segunda declaração sobre este tema, estão 1900 pessoas e mais de 300 navios e aviões. O mau tempo, que deve continuar, dificulta as operações de limpeza.

Apesar da Casa Branca ter estado desde o primeiro dia em coordenação com as autoridades locais e com a BP, no sentido de avaliar a situação, há quem critique que só na sexta-feira tenha sido decretada emergência nacional. Daí a recordação do Katrina, que ficou marcado pela lenta reação do presidente George W. Bush, que continuou de férias apesar da tragédia que se desenhava.

Mas, segundo a Reuters, fórmulas semelhantes foram usadas contra Obama num momento ou noutro no caso do sismo do Haiti, em Janeiro, ou na epidemia da gripe A.
“Se isto se vai tornar ou não no Katrina de Obama depende do que acontecer quando os patinhos começarem a aparecer na CNN cobertos de alcatrão preto”, indicou o estrategista republicano Rich Galen.

“Pelo bem da costa, espero que façam o que está certo. Se confio que o vão fazer? Não, mas espero que provem que estou errado”, acrescentou à Reuters.

(Com informações da reuters e DN )

maio
02

Postado em 02-05-2010 11:52

Arquivado em ( Multimídia) por vitor em 02-05-2010 11:52


=============================================
O sugestão garimpada por Gilson Nogueira veio na noite de ontem para fechar musicalmente na Radio BP as comemorações do 1º de Maio. Desencontros nas esquinas da internet impediram a postagem, mas nunca é tarde para para ouvir Lamento Sertanejo. “E lembrar o homem do campo, no dia que também é dele”, como assinala Gilson na mensagem ao editor”

BOM DOMINGO!!!

(Postado por Vitor Hugo Soares )

maio
02

Postado em 02-05-2010 11:07

Arquivado em ( Newsletter) por vitor em 02-05-2010 11:07

A chanceler alemã Angela Merkel disse que Portugal, Espanha e Irlanda sabem certamente que o caminho que a Grécia terá de seguir ao lado do Fundo Monetário Internacional (FMI) não será fácil, e diante da crise grega, vão fazer tudo para não chegarem a uma situação similar.

«Estes países podem ver que o caminho percorrido pela Grécia na direcção do FMI não é fácil. Assim, eles vão fazer de tudo para evitar chegar a tal situação e já anunciaram planos de poupança», disse Angela Merkel,numa entrevista publicada este domingo no jornal Bild am Sonntag.

«Todos os especialistas consideram que Portugal, Espanha e Irlanda estão em melhor forma do que a Grécia», acrescentou.

Segundo o portal português TSF, o jornal alemão Der Spiegel avisa que os técnicos do FMI poderão permanecer na Grécia por dez anos para sanear a economia e realizar as reformas necessárias.

(Informações do portal TSF , de Lisboa)

maio
01

Postado em 01-05-2010 23:48

Arquivado em ( Multimídia) por vitor em 01-05-2010 23:48


========================================

Um Homem Também Chora (guerreiro Menino)

Composição: Gonzaguinha

Um homem também chora
Menina morena
Também deseja colo
Palavras amenas…

Precisa de carinho
Precisa de ternura
Precisa de um abraço
Da própria candura…

Guerreiros são pessoas
Tão fortes, tão frágeis
Guerreiros são meninos
No fundo do peito…

Precisam de um descanso
Precisam de um remanso
Precisam de um sono
Que os tornem refeitos…

É triste ver meu homem
Guerreiro menino
Com a barra do seu tempo
Por sobre seus ombros…

Eu vejo que ele berra
Eu vejo que ele sangra
A dor que tem no peito
Pois ama e ama…

Um homem se humilha
Se castram seu sonho
Seu sonho é sua vida
E vida é trabalho…

E sem o seu trabalho
O homem não tem honra
E sem a sua honra
Se morre, se mata…

Não dá prá ser feliz
Não dá prá ser feliz…

É triste ver meu homem
Guerreiro menino
Com a barra de seu tempo
Por sobre seus ombros…

Eu vejo que ele sangra
Eu vejo que ele berra
A dor que tem no peito
Pois ama e ama…

Um homem se humilha
Se castram seu sonho
Seu sonho é sua vida

BOA NOITE!!!
E vida é trabalho…

E sem o seu trabalho
O homem não tem honra
E sem a sua honra
Se morre, se mata…

Não dá prá ser feliz
Não dá prá ser feliz…

Não dá prá ser feliz
Não dá prá ser feliz
Não dá prá ser feliz…

  • Arquivos

  • Abril 2019
    S T Q Q S S D
    « mar    
    1234567
    891011121314
    15161718192021
    22232425262728
    2930