set
09

Fé em Juazeiro
grotas

===================================================

GRAZZI BRITO

JUAZEIRO (BA) – Milhares de católicos lotaram a praça Imaculada Conceição, ontem (08) em Juazeiro, para uma missa campal onde renderam homenagens a Nossa Senhora das Grotas, santa padroeira da cidade. A procissão que trazia a imagem da santa saiu do bairro João XXIII às 16h chegando à praça por volta das 18h.Entre os participantes da procissão e da missa para a santa católica, o prefeito comunista da cidade, Isaac Carvalho, do PC do B.

Muitos dos fieis que acompanharam a procissão vinham descalços pagando promessas por alguma graça alcançada por intermédio da santa, como a aposentada Francisca Cândida de 64 anos. “Cheguei em Juazeiro há dois anos, na primeira vez em que entrei nessa igreja fiz um pedido e fui atendida, pedi pela minha saúde e me sinto curada, fiz a promessa de acompanhar a procissão descalça até quando não puder mais andar”, conta emocionada.

A procissão contou também com a participação do prefeito Isaac Carvalho, entre outras autoridades e políticos da região. A missa foi celebrada pelo Bispo de Juazeiro Dom José Geraldo da Cruz, que não se agradou da quantidade de barracas de lanches e brinquedos para a criançada instaladas na praça, segundo ele tomando o lugar dos fieis. “Precisamos olhar com mais carinho para essa praça que também é patrimônio da igreja”, disse o Bispo.

A SANTA E A BARONESA – A padroeira de Juazeiro recebeu o nome de Nossa Senhora das Grotas quando um índio a encontrou em uma grota e logo se deparou com um vaqueiro que, também, mostrou-se confuso diante daquela imagem. Levaram-na para um franciscano, que lhes explicou todo o mistério daquela bela peça trabalhada em madeira. Juntos mostraram a imagem da Santa a uma baronesa que morava aqui. A notícia espalhou-se por toda a vizinhança e os fiéis vinham em romarias conhecer a Santa.

Em 1710, os franciscanos construíram de alvenaria uma igreja no local da aparição da imagem e Nossa Senhora das Grotas passou a ser a Padroeira do município de Juazeiro.

Grazzi Brito, jornalista, mora em Juazeiro da Bahia, no Vale do São Francisco.

set
08
Posted on 08-09-2009
Filed Under (Municípios, Newsletter) by vitor on 08-09-2009

Juazeiro: gente na rua
jua

GRAZZI BRITO

============================================
JUAZEIRO (BA)- Os juazeirenses acordaram cedo no feriado de 07 de Setembro para participar das festividades cívicas, que este ano comemoram os 187 anos de independência do Brasil. A população tomou conta das ruas para assistir os desfiles militares e de escolas públicas da cidade, que teve como cenário o rio São Francisco.

O mestre de capoeira, cantor, compositor, produtor cultural e publicitário Tonho Matéria, deu prova da sua versatilidade em Juazeiro. Na cidade há 4 dias, veio para assistir uma palestra sobre Marketing, e ficou para participar de apresentações de capoeira. Logo após o desfile, a capoeira foi atração para as pessoas que continuaram na orla. “Acho importante essa postura de ir às ruas no 7 de Setembro, isso deve acontecer em todas as cidades, é uma maneira de conservar o patriotismo e mostrar para as novas gerações a importância desses fatos históricos”, disse, “A capoeira sempre está presente nessas manifestações populares, isso é importante, mas temos ainda muitas outras manifestações culturais que podiam se fazer presentes, mas isso não acontece principalmente porque não temos políticas publicas que incentivem essas atividades”, observou

Grazzi Brito, jornalista, mora em Juazeiro

ago
27
Posted on 27-08-2009
Filed Under (Municípios, Newsletter) by vitor on 27-08-2009

Prefeitos em protesto
pref

GRAZZI BRITO
==================================================
JUAZEIRO (BAHIA) – Os prefeitos da Região Integrada de Desenvolvimento Econômico (RIDE) do Vale do São Francisco protestaram hoje (27), pela manhã, contra os cortes feitos pelo governo federal nos repasses do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Saíram do centro de Petrolina em caminhada, pela ponte Presidente Dutra, até a Ilha do Fogo.

Reunidos na Ilha do Fogo, pequena ilha do Rio São Francisco, localizada entre Juazeiro (BA) e Petrolina (PE) nove prefeitos assinaram um decreto com medidas que visam sensibilizar o Governo Federal, determinando a contenção de despesas no âmbito da estrutura administrativa dos municípios envolvidos.

O prefeito de Petrolina, Júlio Lóssio (PMDB), disse acreditar na sensibilização do presidente Lula. “Esse é um protesto sem nenhuma conotação política, estamos aqui solidários uns com os outros com a finalidade de mostrar para a imprensa e consequentemente para toda a sociedade, a atual situação dos municípios”, completou Lóssio.

Leandro Duarte (DEM), prefeito de Santa Maria da Boa Vista e presidente da Ride, foi mais contundente e falou sobre as perdas dos municípios por conta da diminuição do repasse do Governo Federal, justificando a mobilização. “De 2008 a 2009 os municípios brasileiros perderam mais de R$ 1 bilhão e estão recebendo cada vez menos dinheiro, o que nos fez buscar soluções de forma coletiva”, afirmou.

O prefeito de Juazeiro Isaac Carvalho (PC do B), comentou as dificuldades enfrentadas atualmente na administração municipal. “A situação em Juazeiro não é diferente, não é fácil fazer muito com poucos recursos, então, estamos todos aqui trabalhando politicamente para que seja reduzido o menor valor possível”, enfatizou.

Além dos prefeitos já citados, também, assinaram o decreto Rose Garziera (PMDB) de Lagoa Grande-PE, Josenildo Soares (PSB) de Cedro-PE, Geomarco Coelho (PSB) de Dormentes-PE, Mário Barros de Cabrobó-PE, Eliane Soares (PR) de Santa Cruz-PE e Jorge Lobo (DEM) de Uauá-BA.

Grazzi Brito, jornalista, mora em Juazeiro, região do Vale do São Francisco

Governador Wagner em Jequié…
wagner
…e a presença de Wally
salomão
=================================================

O encenador teatral Gerald Thomas escreveu de Nova Iorque, uma semana depois do falecimento prematuro do mordaz , criativo e sempre polêmico poeta e compositor baiano Wally Salomão: “Não consigo imaginar que ele tenha morrido”.

Se estivesse em Jequié na segunda-feira (24), dia em que a cidade recebeu a visita do governador Jaques Wagner, para a aula magna da universidade da terra de Wally (que deveria ter sido ministrada pelo secretário da Saúde, Jorge Solla, mas foi abreviada por um protesto dos estudantes de Odontologia contra a falta de incentivo do estado ao curso local), Thomas teria tido a oportunidade de verificar como suas suspeitas ainda têm sentido.

Wally Salomão, ou o seu espírito, parecia andar solto, invisivelmente, pelo auditorio da universidade batizado com o nome do poeta. O governador e o secretário foram surpreendido pela agitação no salão, no protesto chamado de “silencioso” dos estudantes fantasiados de palhaços, com nariz e tudo. O jornalista Ary Moura registra, em seu blog, que o auditório parecia desfavorável principalmente para a aula de Solla. Tanto que o secretário, anunciado pelo cerimonial, mal fez uso da palavra, diante da reação da moçada indócil.

“Quem falou por mais de 25 minutos foi o governador Jaques Wagner que brincando com os alunos de odontologia disse que deveriam bater palmas para os alunos de medicina. Terminou levando uma vaia…”, conta Ary, no blog.

Sobre Wally Salomão escreveu Gerald Thomas: “Não me lembro bem se foi Rudolph Steiner ou Wilhelm Reich que dizia que um bom poeta precisava comer e trepar com seu meio ambiente, não poupar ninguém, regurgitar tudo, e cuspir aquela antropofagia de volta em sua arte. Wally Salomão era isso, e mais alguma coisa”. Os fatos da segunda-feira na terra do ator de “Vapor Barato” dão o que pensar.

Morto Wally Salomão? Quem pode acreditar?

( Vitor Hugo Soares, editor)

GRAZZI BRITO

JUAZEIRO (BA) -Morreu na noite de ontem (20) a estudante Adinair Oliveira da Silva, 20 anos, quando voltava para casa na cidade de Curaçá em um carro de lotação para estudantes. A jovem que estudava em Juazeiro, como é comum, retornava todas as noites em um trajeto curto e simples, se não fosse a insegurança que apavora a todos que costumam usar a BA 210.

O disparo de arma fogo que atingiu Adinair na cabeça foi feito por um policial militar durante operação policial mal conduzida e desastrada realizada na estrada. Uma viatura da PM estava parada na rodovia e pediu que o carro dos estudantes encostasse, nesse momento o policial conhecido como Tadeu disparou contra o carro atingindo a estudante. O soldado que estava há apenas oito meses na função foi preso em flagrante pelos colegas.

Segundo o comando do 3º Batalhão da PM, em Juazeiro, onde o soldado está preso, o mesmo alega que a arma disparou inesperadamente.
A população da cidade, em especial os estudantes estão revoltados com tragédia e fizeram durante a tarde desta sexta-feira, 21, um protesto com cerca de 2 mil pessoas pelas ruas de Curaçá.

Grazzi Brito é jornalista, mora em Juazeiro, no Vale do São Francisco

ago
18
Posted on 18-08-2009
Filed Under (Municípios, Newsletter) by vitor on 18-08-2009

O fotojornalista da politica…
OBrito
…mostra corpo e alma humana
Falcão
=====================================================

GRAZZI BRITO

JUAZEIRO (BA)- Esta cidade baiana do Vale do São Francisco vem sendo agraciada com exposições dos melhores fotojornalistas do país, através do Mural Galeria Euvaldo Macedo Filho – MAGEM. Depois do Evandro Teixeira, o premiado repórter fotográfico do Jornal do Brasil, agora são as fotos do não menos famoso Orlando Brito, fotógrafo da política e do poder em Brasília, que vem despertando o interesse do público juazeirense.

A exposição “Corpo e Alma”, selecionada a partir do livro de mesmo nome da mostra,é composta por 24 fotografias e permanecerá aberta para visitação até o dia 20 de agosto, no Departamento de Ciências Humanas, da UNEB, em Juazeiro.

Orlando Brito, mais conhecido por suas fotos mais focadas na temática da política nacional, surpreende e emociona ao retratar o ser humano em sua mais bela expressão de corpo e alma. São fotografias que revelam a alma do ser humano fotografado, de quem observa a mostra e do próprio fotógrafo.

O caráter documental do trabalho está nas minúcias, no emaranhado de detalhes e na concepção autoral de cada fotografia. Seja na força do olhar, seja na intimidade da introspecção, o que pulsa das imagens é essencialmente a mensagem projetada em cada indivíduo.

Tecnicamente o que mais chama atenção nas fotografias é a ousadia do fotógrafo na utilização plena do contraste. A luz é o outro elemento trabalhado com maestria por Brito, gerando uma textura nas imagens que impressiona sempre com os detalhes.

O mineiro Orlando Brito chegou a Brasília antes mesmo da inauguração da capital, começou sua carreira aos 14 anos de idade como laboratorista na sucursal brasiliense do jornal carioca Última Hora. Trabalhou em O Globo, depois transferiu-se para a Revista Veja, onde ficou por 16 anos, produziu 113 capas como fotojornalista, trabalhou ainda no Jornal do Brasil, no Rio, como editor de fotografia. Atualmente mantém, em Brasília, a agência de notícias ObritoNews.

Grazzi Brito , jornalista , mora em Juazeiro, no Vale do São Francisco

ago
07

Juazeiro em transe
vale
=============================================
Luz, Câmera e Punição!

Grazzi Brito

JUAZEIRO (BA) – Foi preso ontem em um shopping de Salvador, enquanto tentava tirar passaporte, Alessandro Bezerra, mais conhecido na região como Alex “Papelão”. Ele estava foragido desde abril de 2007, quando veio a público as gravações de suas relações sexuais com oito mulheres da cidade, sem o consentimento das mesmas, com uma câmera escondida em seu quarto. Dentre elas uma menor, cuja imagem também foi divulgada.

O DVD ultrapassou as fronteiras da cidade. Várias cópias foram vendidas, só não assistiu quem não quis. Complicando assim a vida das namoradas de Alex que tiveram suas vidas invadidas e arrasadas pelo escândalo.  Algumas delas, casadas, foram rechaçadas por seus maridos e a sociedade, outras perderam seus empregos e sumiram. Desses escândalos de parar a cidade, principalmente de interior. Em todas as esquinas, salões, bares, não se comentava outra coisa.

Com a volta de Alex “Papelão” a Juazeiro, para o complexo penal da cidade, onde na época ele era agente penitenciário, deve retomar o assunto. O retorno do criminoso infelizmente deve reaquecer a venda dos DVDs que na época rendeu um bom dinheiro a pessoas oportunistas que comercializaram a gravação criminosa.

E, para as vítimas de Alex, vê-lo agora preso também tem um preço elevado: o assunto que estava esquecido já toma conta novamente das ruas da cidade ribeirinha.

Grazzi Brito, jornalista, mora em Juazeiro da Bahia

ago
06
Posted on 06-08-2009
Filed Under (Municípios, Newsletter) by vitor on 06-08-2009

Câmara de Juazeiro: bonança volta
juazeiro
===================================================
GRAZZI BRITO

JUAZERO(BA)- Pode não ser um Senado mas a semana de reabertura dos trabalhos legislativos em Juazeiro, na margem baiana do Vale do São Francisco, aumentou bastante a temperatura da política local. A Câmara de Vereadores tem sido a caixa de ressonância dos conflitos de interesses partidários que antecipam as composições para a sucessão estadual e as eleições legislativas de 2010.

Na terça (04) nove dos doze vereadores assinaram uma moção de repúdio a atual administração municipal, comandada por um representante do PC do B. Este documento questiona acidamente a administração dos serviços públicos, principalmente a saúde, devido ao fechamento da Santa Casa de Misericórdia. Uma discussão entre os vereadores adiou para o dia seguinte a votação da moção de repúdio, que segundo o vereador Mitonho Vargas (PT), aliado do prefeito Isaac Carvalho, não tinha destinatário, sendo dirigido à nova administração municipal de forma vaga.

Na sessão de ontem (05) com a moção devidamente endereçada ao prefeito , cinco vereadores da base aliada do governo retiraram suas assinaturas do documento alegando que não haviam lido devidamente o que assinaram e que tinham assim o feito em solidariedade a colega Vereadora Valdeci Alves (PV) mais conhecida como Neguinha da Santa Casa, que tem esse apelido pelo seu trabalho naquela entidade filantrópica, onde sempre atuou como técnica de enfermagem.

O documento encabeçado pelos vereadores Alex Tanuri (PSDB), Leonardo Bandeira (PT) e Ronaldo Campina, o ‘Roninho’(PMDB), os dois primeiros assumidamente oposição, tem ainda a assinatura de Neguinha da Santa Casa. Voltaram atrás: Suzana Ramos (PT do B), Mozaniel Silva, Janileide Mota (PSL), Benedito Marques (PSDB) e Damião Medrado (PMDB). Os cinco dizem ser contra o fechamento da Santa Casa, mas não atribuem isso ao prefeito Isaac.

Os rumores são a cerca de uma entrevista do Secretário de Comunicação Fernando Veloso, a uma rádio local na manhã de ontem (05), ou seja, antes da sessão. Na entrevista Veloso disse duvidar que estando a moção endereçada ao prefeito, um aliado do governador Jaques Wagner, as assinaturas dos vereadores permanecessem. E não deu outra.

Durou pouco, portanto, o lampejo de dissonância da Câmara em relação ao governo Isaac. Os vereadores foram devidamente enquadrados e tudo segue “como dantes no quartel de Abrantes”. O São Francisco volta a correr tranquilo nas margens juazeirenses.

Grazzi Britto é jornalista, mora em Juazeiro.

jul
24

GRAZZI BRITO

JUAZEIRO (BA) -A desembargadora Cynthia Resende, durante sessão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), que julga o processo de impugnação da candidatura do deputado por Juazeiro, Misael Neto (DEM), divergiu do parecer prévio do Ministério Público que recomendava o arquivamento do processo, em março de 2008 , assinado pelo procurador geral eleitoral Cláudio Gusmão. Após o pedido de cassação do mandato do deputado o julgamento foi suspenso e remarcado.

No processo Misael Neto é julgado por prática de abuso de poder econômico na campanha eleitoral 2006, onde é acusado de distribuição de brindes, utilização de trios elétricos e shows artísticos, inauguração de obras públicas, por parte do gestor municipal da época (pai do deputado) em que realizava atos de campanha para o filho, utilizando de funcionários da prefeitura durante a campanha de Misael Neto e caixa dois.

Em nota Misael Neto diz-se surpreso pela decisão da Desembargadora, e que o processo é “movido por razões partidárias e pouco transparentes” esclarecendo que “os votos contrários ao parecer inicial da Promotoria basearam-se em depoimentos testemunhais, que nossos advogados irão refutar no Pleno do TRE sem nenhuma dificuldade”. O deputado finaliza reiterando “a disposição de defender este mandato que é do povo da Bahia e especialmente, das comunidades mais carentes do São Francisco”, porque, enfim, em 2010 tem eleição novamente.

Grazzi Brito, jornalista, mora em Juazeiro, no Vale do São Francisco

FENAGRI: “a força do vale”
Vale
=================================================

GRAZZI BRITO

JUAZEIRO (BA)- A Feira Nacional de Agricultura Irrigada-Fenagri, maior evento econômico da região do Vale do São Francisco, cuja vigésima edição encerrou suas atividades no último sábado (18), em Juazeiro, faz agora a avaliação de seus resultados financeiros, científicos e políticos, e tira como primeira conclusão na avaliação dos analistas, que o evento de 2009 foi exitoso, apesar de realizado em um ano de crise ainda em andamento.

A conquista mais evidente, segundo o prefeito Isaac Carvalho (PC do B), foi mostrar como o Vale do São Francisco é forte ,tanto em seus resultados econômicos atuais, como no potencial a ser ainda explorado.
“Hoje a região do Vale do São Francisco é a maior área de agricultura irrigada do país. Então eu acho que nada mais justo a região ser promotora dessa articulação nacional ocorrida na FENAGRI”, pontuou o prefeito.

O secretário de Agricultura do município, Jairton Fraga, revela que, apesar da crise mundial com reflexos no país, esta foi a maior e mais variada programação científica da Feira nesses vinte anos. “Nunca na edição da Fenagri houve uma consistência tão grande em termos de programação, embora pudesse ter sido ainda melhor, se tivéssemos tido o apoio do Ministério do Desenvolvimento Agrário, o que não ocorreu”, criticou o secretário. ”Mas, ainda assim,  tivemos a participação de estados importantes como o Piauí, Tocantins, Ceará e, é claro, dos produtores do Vale”, salientou Fraga.

A Feira, realizada no Campus III da Universidade Estadual da Bahia – Uneb, teve como tema central a sustentabilidade e buscou retomar e reforçar o seu conceito maior, que é o de difusora de tecnologia e geração de negócios. “No primeiro momento, estivemos reunidos com 43 entidades, discutindo um novo modelo e formato, e tudo passou primeiro por quebrarmos paradigmas, como trazer a feira para um espaço acadêmico, de pesquisa”,  observou o secretário municipal de Agricultura.

Fato público e político, o maior destaque da Fenagri segundo a organização foi a realização da I Conferência sobre Políticas Públicas para a Agricultura Irrigada do Semiárido, realizada no segundo dia da Feira (16), reunindo representantes dos entes federativos, da sociedade civil e organizada. Os resultados econômicos em si, cuja perspectivas antes do evento começar eram de R$ 100 milhões, ainda estão sendo computados para divulgação nos próximos dias.

A conferir

(Grazzi Brito, jornalista, mora em Juazeiro, região do Vale do São Francisco)

Pages: 1 2 3 4 5

  • Arquivos

  • setembro 2018
    S T Q Q S S D
    « ago    
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930