maio
10
Posted on 10-05-2009
Filed Under (Artigos) by vitor on 10-05-2009


Vem de Belmont, localizada na área da baia de San Francisco, cidade irmã de Salvador, na distante costa oeste dos Estados Unidos,  a sugestão da música para começar o dia neste domingo (10) dedicado às mães.  É da advogada, leitora e colaboradora deste site-blog, Regina Soares, que dedica a canção do cearense Belchior, na voz e interpretação incomparáveis da gaúcha Ellis Regina, a todas as mães do Brasil (como ela própria), com os olhos voltados para os filhos (Pablo e Gabriela, e a neta Cloe), tão longe e tão perto. Se você, leitora ou leitor, também tiver uma proposta de canção apropriada para a data é só mandar, que o Bahia em Pauta acolherá de coração aberto durante este Dia das Mães- 2009.

(Vitor Hugo Soares)

maio
10
Posted on 10-05-2009
Filed Under (Artigos) by vitor on 10-05-2009

Vida pelo filho/Eduardo Marini -2007
maes

POESIA ESSENCIAL/MÃE

PARA SEMPRE

Carlos Drumond de Andrade

“Por que Deus permite
que as mães vão-se embora?
Mãe não tem limite,
é tempo sem hora,
luz que não apaga
quando sopra o vento
e chuva desaba,
veludo escondido
na pele enrugada,
água pura, ar puro,
puro pensamento.

Morrer acontece
com o que é breve e passa
sem deixar vestígio.
Mãe, na sua graça,
é eternidade.
Por que Deus se lembra
– mistério profundo –
de tirá-la um dia?
Fosse eu Rei do Mundo,
baixava uma lei:
Mãe não morre nunca,
mãe ficará sempre
junto de seu filho
e ele, velho embora,
será pequenino
feito grão de milho.

maio
09
Posted on 09-05-2009
Filed Under (Artigos) by vitor on 09-05-2009

Nestor Kirchner:”el pinguim” no palanque/El Mundo
pinguim

O ex-presidente argentino e chefe do peronismo no governo, Néstor Kirchner, oficializou neste sábado (9) sua candidatura a deputado nacional para as eleições legislativas do próximo 28 de junho. Segundo os analistas políticos portenhos, esta é uma tentativa estratégica para reforçar o declinante governo de sua esposa, a presidenta Cristina Fernández de Kirchner.

“Se Cristina não tem maioría legislativa, o país pode voltar ao vazio da crise de 2001… a pobreza, a desocupação… o país explode” alarmou o ex-presidente (2003-2007), segundo assinala o jornal espanhol “El Mundo” em sua edição on-line. Há um mês o ex-presidente está em campaha proselitista, e recomendou aos argentinos “a dar o voto peronista para que haja uma governabilidade plena”.

As pesquisas pré-eleitorais, segundo o diário de Madrid, de fato porgnosticam que o governo de Cristina não alcançaria os 50% dos votos que necessita para manter a maioria parlamentar que desfrutou até agora. E, em consequência, perdería o quorum próprio na Câmara dos Deputados e no Senado, que renovam a metade e um terço de suas cadeiras, respectivamente.

A campanha começa a ferver tanto em Buenos Aires quanto nas demais províncias argentinas, principalmente nos redutos divididos do peronismo.

(Vitor Hugo Soares, com El Mundo e agências internacionais de notícia)

maio
09
Posted on 09-05-2009
Filed Under (Artigos) by vitor on 09-05-2009

Imagem Diário de Notícias/Portugal
inundacao

Os graves danos causados pelas chuvas e inundações desta semana diluviana no Nordeste repercutem na Europa. Em sua edição deste sábado (9), o Jornal Diário de Notícias, o mais lido de Lisboa, publica a seguinte notícia:
==================================================

Chuvas já mataram 44 pessoas

“Os prejuízos devido às inundações na região Norte e Nordeste já ascendem a mil milhão de reais (R$ 1 bilhão).

As chuvas que causaram as inundações nas regiões Norte e Nordeste do Brasil e já mataram pelo menos 44 pessoas vão continuar nos próximos dias. As cheias atingem 11 estados e deixaram mais de 180 mil desalojados.

As inundações já causaram prejuízos no valor de mil milhões de reais (mais de 350 milhões de euros), havendo 207 cidades em estado de emergência. Quase um milhão de pessoas foram afetadas pelo mau tempo nestas regiões.

No Sul do país, que no ano passado foi também atingida pelas cheias – no estado de Santa Catarina morreram 135 pessoas em 2008 – o problema é a seca. Pelo menos 102 municípios decretaram o estado de emergência por não chover há mais de um mês. A seca atinge um milhão de habitantes”.

maio
09
Posted on 09-05-2009
Filed Under (Artigos) by vitor on 09-05-2009

bar

Leia Blog:

Bahia em Pauta reproduz a crônica rica em informação e bom humor do jornalista Marcelo Torres, “Por que o baiano “come água”, aperitivo delicioso para um sábado chuvoso em Salvador, véspera do Dia das Mães. Marcelo vive em Brasília e edita um blog que vale a pena visitar: (http:/marcelotorres.zip.net).
(VHS
)

CRÕNICA/BAIANOS

POR QUE O BAIANO ‘COME ÁGUA’?

* Marcelo Torres

“Comer água”. Essa enigmática expressão que nós baianos usamos me veio à cabeça ao saber de uma pesquisa do Ministério da Saúde que mostra Salvador como a capital com maior consumo per capita de álcool do país, uma média de 24,9%.

Curiosamente, na Terra da Felicidade, a capital do estado da alegria, um quarto da população gosta de tomar umas. É que não se bebe só por alegria e felicidade. Come-se água, também, para esquecer os problemas – que não são poucos.

Salvador tem quatro bairros que – se fossem países – estariam entre os mais ricos do mundo. Por outro lado, os outros cento e tantos bairros (85%), se formassem um país, este seria o 2º país com maior desigualdade no mundo, à frente só da Namíbia.

A Soterópolis tem o maior percentual de desempregados do país, 21%, ou seja, quase o mesmo índice de pessoas que bebem. E uma música do paraibaiano Renato Fechine, satiriza bem um pedaço dessa realidade escrota:

Ô vô bebê pa isquecê mos pobrema/ bebe, negão/ ô vô bebê pa isquecê mias dívida/ bebe, negão/ ô vô bebê pa isquecê mias angústia/ bebe, negão…

Na Bahia, ninguém bebe. Quero dizer, baiano não fala beber. Porque, na Bahia, beber é comer água. Nós dizemos: “Fulano come u’a água da porra”; “Beltrano é cumedô de água”; “Onti cê tava cumeno u’a água duríssima, né, papá?”

Esse “comer água”, porém, é um beber de leve, é um biritar, tomar umas, molhar a palavra. E a coisa vai mudando conforme o teor alcoólico: beber pesado é água dura, mas se tomar todas e mais um pouco, aí você come uma água duríssima.

Só mesmo um povo irreverente e inventivo como o baiano para dizer que beber é comer. E comer água, ainda por cima! Só que é a água que passarinho não bebe e onde jacaré não nada. E mais: você vê que baiano ”come água” até no superlativo absoluto sintético, ou seja, água duríssima.

Gaiato que só ele, o baiano reinventou aquela frase atribuída ao finado Jânio Quadros. Fala-se que Jânio, que foi um bebedor confesso, teria dito “Bebo porque é líquido; se fosse sólido, comê-lo-ia”. Na sua gaiatice, o baiano galhofa: “Eu num bebo. Eu como cum farinha” (tinha que ter uma farinhazinha).

Vê-se que, apesar de ser um ato profano, comer água é também algo sagrado na Bahia de todos os santos, de todas as igrejas e praias, e festas, e carnavais. Num sábado ou domingo de praia e sol, a cervejinha é de lei. É de lei também uma loirinha gelada depois do baba (pelada, futebol de baiano).

Gregório de Matos, o boca de inferno, Castro Alves, o poeta condoreiro, Ruy Barbosa, o Águia de Haia, esses devem ter comido uma aguazinha de vez em quando, pois baiano que se preza tem que tomar uma.

As novelas do baiano Dias Gomes sempre tinham um personagem bebedor.
Mas é na vida e obra de Jorge Amado e João Ubaldo Ribeiro que nós vamos encontrar as figuras que simbolizam todos os comedores de água da velha Bahia cansada de guerra.

Um dos personagens mais marcantes de Jorge Amado é Quincas Berro D’Água, o pinguço que sabia nome, origem e ano de tudo que era cachaça. Ele virava o copo e dizia tudo certinho. O apelido Berro D´Água surgiu porque um dia ele bebeu, de vez, uma garrafa de água pensando que era cachaça. Cuspindo tudo de volta, ele berrou bem alto: “ÁGUAAAAAAAA”.

Depois do personagem do bom Amado, a irreverência baiana criou a anedota de um bêbado que sabia todo tipo de bebida, ano, país etc. E aí, um dia, deram água para ele, que não soube o que era. Quando lhe disseram que era água, ele exclamou surpreso: “Ah, é essa que é a tal da água?”

É, meus amigos (comedores de água ou não), se a pesquisa antes referida me trouxe à lembrança essas coisas, ela também me fez perguntar: “Como, quando e onde surgiu esse tal de ‘comer água’, esse vício social e linguístico de quase meia Bahia?”.

Bom, quem souber aí me fale, pois eu não tô comendo nada,só bebendo água.

* Marcelo Torres é baiano, jornalista, mora em Brasília , email marcelocronista@gmail.com e blog http://marcelotorres.zip.net. Se repassar, não altere o conteúdo e preserve nome, blog e e-mail do autor.

maio
09
Posted on 09-05-2009
Filed Under (Artigos) by vitor on 09-05-2009

“Pensamento: Mesmo o fundamento singular do ser humano /De um momento para o outro poderá não mais fundar nem gregos nem baianos Mães zelosas pais corujas vejam como as águas de repente ficam sujas”. São versos de “Tempo Rei”, a canção emblemática do baiano Gilberto Gil, carregada de saber e ensinamentos. É a música escolhida pelo Bahia em pauta para começar o dia neste sábado (9) de tempo diluviano em Salvador e em mais seis estados afogados e sofridos do Nordeste. Ouça e medite.

(Vitor Hugo Soares)

maio
09
Posted on 09-05-2009
Filed Under (Artigos) by vitor on 09-05-2009

As chuvas não param em Salvador, enquanto os problemas se multiplicam na bela capital que se dissolve para todos, mas cujos desabamentos de casas, deslizmentos de encostas, casos fatais e insegurança se acumulam nas áreas onde vivem a população mais carente de tudo, principalmente de conforto, ação solidária e ajuda efetiva de seus governantes (VHS)

==================================================
Deu no Correio da Bahia On-line:

“A queda de uma árvore provoca transtornos na manhã deste sábado (09) na região do Iguatemi. De acordo com a Superintendência de Trânsito e Transporte de Salvador (Transalvador), a árvore caiu em frente ao supermercado Hiper Bompreço e acabou provocando o desligamento dos semáforos (sinais de trânsito).

Além disso, outros pontos da cidade estão interditados por causa de deslizamentos de terras: Estrada da Rainha, Avenida Centenário com Garibaldi e Canela,  Rua Paulo Jackson com Orlando Gomes e Av. Barros Reis com Baixinha de Santo Antônio”.

Leia mais sobre efeitos da chuva no CORREIO

maio
09
Posted on 09-05-2009
Filed Under (Artigos) by vitor on 09-05-2009

A  pergunta que não quer calar vem neste sábado (9) do jornalista Alex Ferraz, em sua coluna diária no jornal Tribuna da Bahia:

Não entendi -“Nas últimas chuvaradas em Salvador, um dos muitos problemas foi a praticamente paralisação da telefonia celular. Ora, se nenhuma torre foi derrubada e se o sinal é transmitido pelas (perigosíssimas!) ondas eletromagnéticas, o que isso tem a ver com alagamentos e coisas que tais?
E se me disserem que foi congestionamento”, serei obrigado a acreditar que as operadoras estão, vendendo mais, muito mais aparelhos do que efetivamente podem operar”…
==================================================
Em tempo: Bahia em Pauta também tem a mesma curiosidade (e indignação de usuário) do colunista da TB, e gostaria de saber se alguém vai dar alguma resposta convincente à pergunta de Alex ou vai ficar tudo por isso mesmo?

maio
09
Posted on 09-05-2009
Filed Under (Artigos) by vitor on 09-05-2009

Drama nordestino

 chuva

ARTIGO DA SEMANA

 

                                          BLOGUEIROS QUE SE CUIDEM

                                          Vitor Hugo Soares 

 

Olhando bem no meio do caos deste maio de aguaceiros na Bahia dá para ver: o Pacto Republicano plantado há menos de um mês em Brasília pelos presidentes dos três poderes – Lula, Gilmar, Sarney e Temer – já produz os primeiros e prematuros frutos. O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, por exemplo, fez, enfim, sua primeira viagem como chefe da Nação, ao Maranhão da família Sarney.

Símbolo petista de origem popular nordestina, Lula levou um aperto de mão solidário e um saco de promessa de ajuda material e recursos financeiros do poder federal à “frágil” aliada do PMDB, Roseana Sarney, na hora da tragédia. Tragédia a cujas causas a governadora está umbilicalmente colada, por suas ligações sanguíneas e políticas com um dos mais prolongados e socialmente injustos domínios oligárquicos já impostos à região, do qual Roseana é parte e segmento.

Faltou alguém para documentar tanta contradição, como fez o baiano Glauber Rocha com sua explosiva câmera na mão no tempo do governador Jose Sarney, na fundação da oligarquia maranhense, em 1966. As breves imagens nos canais de TV em rede nacional, no entanto, refletem, mesmo que palidamente, a extensão da miséria contida no pungente drama humano causado pelas enchentes.

Quer outro exemplo de fruto do Pacto? Veja que o ministro Joaquim Barbosa pediu licença esta semana e se afastou de sua polêmica cadeira no Supremo Tribunal Federal, para tratar de problemas de saúde. Seguramente, agravados nos últimos dias, a partir do bate-boca em que acusou o presidente da corte de chefiar “capangas em Mato Grosso” e de “destruir o poder Judiciário no País”, e das pressões sofridas a partir daí.

O fato tem efeito de repentino “freio de arrumação”. Cessa a turbulência no STF, faz-se silêncio no recinto aparentemente pacificado. Assim, o presidente Gilmar Mendes fica mais à vontade para seguir cantando no terreiro do Planalto, com ecos por outros quadrantes do País. Quarta-feira (6), “em tom de desabafo”, conforme assinalou o jornal “O Globo”, Mendes, com jeito de político em palanque, conclamou os juizes a desafiar a opinião pública. Segundo o presidente do STF, os magistrados não podem consultar “o sujeito da esquina”, antes de tomar decisões.

Mas Mendes dá um passo (ou vários) além, na sua retórica agressiva e desafiadora. Algo que ainda surpreende, mesmo partindo do ministro mato-grossense, porque pouco tem a ver com a proverbial moderação que o País se habituou a ver em seus principais jurisconsultos – motivo explícito da explosão indignada do ministro Joaquim Barbosa no recente bate-boca que assombrou a Nação.

“Não se dá independência ao juiz para ele ficar consultando o sujeito da esquina. Vamos ouvir as ruas para saber o que o povo pensa sobre o STF conceder ou não um habeas corpus? Ou os nossos blogueiros? A jurisdição constitucional, por definição, é contramajoritária. Ela só funciona por ser contramajoritária”, proclamou o presidente do Supremo ao discursar em um seminário da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB). Ao que se sabe, sem nenhuma contestação.

Em Salvador, na mesma semana, desembarcou Protógenes Queiroz no meio do temporal que quase faz o avião em que ele viajava ir pousar no aeroporto de Aracaju. O delegado da Polícia Federal que conduziu a Operação Satiagraha veio à sua cidade natal fazer conferência sobre “ética e assédio moral” na sede local do Ministério Público do Trabalho e visitar Igreja do Senhor do Bomfim.

Na colina sagrada, segundo ele, foi pedir “que a justiça seja feita para todos os criminosos do País, a começar pelo banqueiro Dantas”. O condutor da Satiagraha dever ter recebido como “um sinal” de acolhimento e aprovação do santo de maior devoção dos baianos, a inclusão do nome do banqueiro entre os denunciados no relatório final da CPI dos Grampos, em que o seu nome ficou de fora, apesar dos esforços ingentes de alguns, a começar pelo presidente da comissão, deputado Marcelo Itagiba, para que ambos – mais o ex-diretor geral da policia federal, Paulo Lacerda – fossem jogados no mesmo saco.

Mas o Pacto Republicano tende a seguir avançando. Agora, os blogueiros que se cuidem.

Vitor Hugo Soares é jornalista -E-mail:vitor_soares1@terra.com.br

maio
08
Posted on 08-05-2009
Filed Under (Artigos) by bahiaempauta on 08-05-2009

As chuvas fortes que voltaram no fim da tarde desta sexta-feira (8) seguem com intensidade agora à noite em Salvador, trazendo novas preocupações e temores de inundações e alagamentos em uma cidade que chegou ao limiar do caos na última terça-feira.

Subiu para sete o número de mortes relacionadas com as chuvas desta semana, e o caso mais preocupante desta sexta-feira, até as 23h, foi o desabamento de parte do muro de contenção em volta ao estádio de Pituaçu, inaugurado pelo governo do estado há quatro meses.

  Agora à noite, a recomendação da Defesa Civil é que as familias que moram em áreas consideradas de risco procurem casas de parentes, amigos ou vizinhos em áreas mais seguras para passar a noite. Recomenda também que as pessoas que não precisam necessariamente sair, por motivo de trabalho ou compromisso inadiável, permaneçam em casa, pois várias ruas e avenidas estão inundadas e escondem buracos no asfalto derretido pelas águas, que são verdadeiras armadilhas para os motoristas.  

A previsão da Meteorologia é de mais chuva em Salvador e região Metropolitana. Mas amanhã é outro dia, como na canção de Guilherme Arantes que Bahia em Pauta escolheu para encerrar este 8 de maio, e tudo pode ser diferente.

Para melhor, esperamos.  

Pages: 1 2 ... 1877 1878 1879 1880 1881 ... 1919 1920

  • Arquivos

  • julho 2018
    S T Q Q S S D
    « jun    
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    3031