ACM Neto: na contramão do DEM?

=========================================

DEU NO SITE DE CHICO BRUNO

http://www.chicobruno.com.b

O deputado federal ACM Neto (Democrata-BA) deveria ver e rever o excepcional programa tocado pelo jornalista e marqueteiro baiano José Fernandes para o seu partido na TV.

É que o discurso do deputado destoa da estratégia nacional traçada por Zé Agripino para o Partido Democrata.

ACM Neto insiste em criticar pontos negativos do governo baiano inerentes a todas as administrações estaduais do país, independente da cor partidária.

A violência e a criminalidade assolam todos os quadrantes do país.

A insistência de ACM Neto na comparação entre a Bahia e Pernambuco destoa o discurso traçado pelo partido, pois enche a bola de uma legenda da base aliada do governo federal e prejudica a oposição que o Democrata faz ao governo de Pernambuco.

Na medida em que ACM Neto elogia o desempenho de Eduardo Campos em desfavor de Jaques Wagner ele atira contra o próprio quartel.

Além disso, não é verdade que “as principais indústrias estão indo pra Pernambuco” como alega o deputado.

A verdade é que novas unidades industriais estão se espalhando por todo o Nordeste.

Vale lembrar ao deputado que o complexo portuário da Baía de Todos os Santos é o líder do Nordeste. O porto de Salvador movimenta 50 milhões de toneladas, contra pouco mais de doze milhões de toneladas do segundo lugar, o Porto de Suape, em Pernambuco.

A Bahia é o estado líder em atração de investimentos no Nordeste e o quarto do país, abaixo de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais.

São dados oficiais que desmentem a comparação entre Bahia e Pernambuco feita por ACM Neto.

ACM Neto também tem criticado as viagens internacionais de Wagner com ênfase as empreendidas pelo governador a China.

Nesse sentido, o deputado deveria conversar com o professor Carlos Arruda, da Fundação Dom Cabral, que coordena no Brasil dois importantes estudos internacionais sobre competitividade.

O professor Arruda em conversa com a jornalista Regina Alvarez, de O Globo, afirma “que o Brasil tem muito a aprender com os chineses, pois eles têm visão de longo prazo, investem fortemente em tecnologia e inovação, em infraestrutura, em formação e qualificação profissional. E vão fundo quando se trata de conhecer um parceiro em potencial. É assim que agem em relação ao Brasil”.

- O país deveria olhar a China não como um concorrente, mas como parceiro – recomenda.

Como a China tem produtos em excesso e capital para investir, o professor Arruda anota.

- Por que então não deixar os chineses instalarem aqui suas fábricas e exigir como contrapartida investimentos em infraestrutura, por exemplo? – sugere o economista.

Resumo da ópera.

Justamente o que aconselha Arruda é o que o governo baiano vem fazendo em relação à China, inclusive com a abertura de um escritório no país asiático.

O governo da Bahia foca a atração de investimentos chineses, tanto que o estado é o líder desta agenda no país.

Por tudo isso, vale a pena ao deputado ACM Neto rever o seu discurso e se adequar ao que foi expresso no programa partidário do Partido Democrata na TV.

Um pequeno lembrete: Zé Fernandes e o deputado moram em Salvador, o que facilita um papo entre os dois.

Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments: