mar
03
Postado em 03-03-2011
Arquivado em (Grazzi, Newsletter) por vitor em 03-03-2011 12:27


Mosquito trangênico para atacar Aedis Aegipt
=====================================================
GRAZZI BRITO

Direto de Juazeiro(BA)
Pesquisadores da Biofábrica Moscamed estão produzindo em laboratório e soltando uma versão transgênica do mosquito em bairros e distritos da cidade. O Programa de Controle Genético do Mosquito Aedes Aegypti busca um novo método para a erradicação do inseto transmissor da Dengue. O programa é fruto de um convênio entre a Moscamed e a Universidade de São Paulo (USP).

O inseto geneticamente modificado foi criado por cientistas ingleses para controlar as populações naturais do mosquito causador da dengue e já foi usado em outros países no controle da doença. Aqui no Brasil, a experiência está sendo realizada em Juazeiro, o Programa foi aprovado pela CTNBio (Comissão Técnica Nacional de Biossegurança).

A coordenação do convênio é constituída pela Dra. Margareth Capurro, pesquisadora da USP, e pelo Diretor Presidente da Moscamed, Aldo Malavasi. “A integração dos técnicos da Moscamed com os pesquisadores e estudantes da Universidade de São Paulo será uma associação de grande valia para novas tecnologias no controle de mosquitos”, ressalta Malavasi.

Os cientistas envolvidos misturam material genético de outro mosquito, a conhecida moscas-das-frutas, ao do Aedes aegypti. O bicho geneticamente modificado gera filhotes que não chegam à fase adulta, a transformação faz com que os novos insetos produzam uma proteína que causa sua morte ainda no estágio larval.

Em laboratório, os embriões são produzidos e identificados. Por diferença de tamanho em relação às fêmeas, os machos são isolados antes da fase adulta, quando serão liberados no ambiente. Soltos, concorrerão para procriarem com as fêmeas, o que, em longo prazo, deve reduzir a população local dos insetos.

Instalada em Juazeiro desde 2005, a Moscamed é uma organização social que desenvolve experimentos para o controle, a redução e a erradicação de pragas, principalmente as incidentes nas atividades agropecuárias, por isso sua instalação no Vale do São Francisco. E vem inovando em sua área de atuação. O Projeto de controle genético do mosquito da dengue tem como parceiros o Ministério da Saúde, a Secretaria da Saúde da Bahia e Prefeitura Municipal de Juazeiro.

Grazzi Brito é jornalista, mora em Juazeiro, na margem baiana do vale do Rio São Francisco

Comentários

joao on 10 janeiro, 2013 at 21:05 #

Entõa hoje ja temos a vacina descoberta pela fiocruz em 2011,a bactèria descoberta em 2011 eo mosq. trangênico desc. em 2011. e ainda gastamos 800milhoes no controle (seg radioagencianacional) e o MS ainda cobra da populaçao cuidados e respossabilidades?e sua responssabilidade?


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments: