Vitória histórica no senado americano

=================================================

EUA:Vitória histórica dos direitos civis

Regina Soares
Direto de Belmont (EUA-CA)

“Don’T Ask, Don’T Tell,” refere-se a norma que regulava desde 1993, a conduta dos homossexuais no serviço militar dos Estados Unidos. No último sábado o controverso – e por muitos considerado irregular – estatuto foi banido da legislação por  63 x 33 votos no Senado, frustrando assim o esforco Republicano de bloquear a votação final que eliminaria a rejeição da norma.

Uma decisão histórica, equiparada ao momento que acabou com a segregação racial no serviço militar. Depois de 17 anos homens e mulheres poderão servir seu pais abertamente, sem a obrigação de negar sua orientação sexual. Uma vitória também do Presidente Obama que apoiou e fez campanha a favor da reforma e deverá assinar a nova legislação aprovada pelo Senado. Sua implementação no entanto estará pendente de arranjos feitos nos regulamentos militares com o fim de impedir transtornos nas tropas americanas em combate. Espera-se que casos de expulsão do serviço militar, relacionados a gays e sua habilidade de revelar sua conduta, sejam perdoados logo que a lei seja assinada por Obama.

A maioria dos americanos apóiam a decisão de banir a ordem de DADT e consideram uma hipocrisia o fato de cidadãos americanos serem forçados a mentir enquanto servem seu país. “Hoje nós corrigimos um erro” disse o Senador Joseph Liberman, Independente do Estado de Connecticut que liderou o movimento, “Hoje fizemos justiça”.

“Não me importa quem você ama” manifestou o Senador Ron Wyden, Democrata de Oregon, ao abrir a sessão de debates, “Se você ama o seu país ao ponto de arriscar sua vida por ele, você não tem que esconder quem você é”.

Regina Soares, advogada especializada em eleições nos Estados Unidos, mora em Belmont, na área de Baia de San Francisco, Califórnia.

Comentários

rosane santana on 20 dezembro, 2010 at 13:49 #

Os EUA têm muitos pecados na política externa, quando desejam exportar a democracia para o Oriente Médio, por exemplo, para combater o fundamentalismo islâmico, como quem exporta tecnologia ou outros produtos manufaturados.Mas, internamente, convenhamos, continua sendo porta-estandarte das liberdades democráticas. Belo exemplo. Enquanto isso, no Brasil, gays são espancados barbaramente na Avenida Paulista, em São Paulo, suposto centro da civilização brasileira…Negros em grande maioria vivem nas favelas, nos presídios de segurança máxima e as mulheres. Ah, estas, matam-se as dúzias diariamente. E ainda tem quem venha com a velha história de que somos um povo pacífico. Bata-me um abacate!


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments: