ago
06
Postado em 06-08-2010
Arquivado em (Artigos, Olivia) por vitor em 06-08-2010 10:36

Adoniram: homenagens merecidas

===================================
MARIA OLÍVIA

O cantor e compositor paulista Adoniran Barbosa – autor de ‘Trem das Onze’ (música consagrada como o hino de São Paulo), ‘Samba do Arnesto’, entre tantas outras pérolas – se estivesse vivo faria hoje, 6 de agosto, 100 anos.

O centenário de nascimento do compositor Adoniran Barbosa será comemorado nesta sexta-feira, com diversas atrações culturais em São Paulo , na capital e no interior do estado.

Na belíssima Estação da Luz, no Centro de São Paulo, 20 bailarinos vão dançar ao som das principais músicas de Adoniran Barbosa. O espetáculo marca o centenário de nascimento do músico. A apresentação será realizada às 12h, no saguão principal da estação. Programação obrigatória para quem vive ou está na cidade da garoa.

No Museu do Bixiga, bairro muito frequentado pelo compositor, alguns objetos pessoais de Adoniran estarão expostos. São marcas registradas de Adoniran, como o chapéu, o cachecol, o isqueiro, a gravata borboleta e capa de um disco de 1980. “O Bixiga era a cara do Adoniran, e o Adoniran era a cara do Bixiga. Descendente de italianos, ele encontrou aqui uma boa forma de traduzir as suas músicas”, explicou Valkiria Lacocca, diretora-geral do museu, que funciona de terça a sexta-feira, das 14h às 18h.

Na cidade onde nasceu, Valinhos, na região de Campinas, a celebração do centenário de Adoniran será grandiosa. Nesta data, ele ganhará uma placa comemorativa no obelisco da Praça Brasil 500 anos, na Avenida dos Esportes com a Rua Rui Barbosa.

Às 20h30, será realizada uma apresentação da cantora Maria Alcina, com o espetáculo “100 anos de Adoniran Barbosa”, no Auditório Municipal da cidade. Os convites deverão ser retirados uma hora antes do espetáculo, na bilheteria do auditório – que fica na Rua 21 de Dezembro, 66, Centro.

No domingo, dia 8, os grupos Sem Tempo e Demônios da Garoa sobem ao palco do Centro de Artes, Cultura e Comércio (CACC) Adoniran Barbosa, a partir das 17h. As apresentações são gratuitas.

Maria Olívia é jornalista

Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments: