CRÔNICA/ TEMPO, TEMPO

90`s: anos Sampa de uma carioca

Maria Aparecida Torneros

Encontro esta foto e minha memória traz a saudade de trabalhos diversos. Atendi por um longo tempo a antiga Associação de Empresários Espanhóis de São Paulo com serviços de Assessoria de Imprensa e organização de eventos. Tinha me aposentado na Prefeitura do Rio depois de 25 anos de trabalho. Como estava com meus quarenta e tantos, aceitei o freela em São Paulo e a foto mostra um dos Congressos em que participei, justamente o desta imagem, com duas jornalistas espanholas, assistindo e anotando uma palestra.
Ainda não tinha cabelos brancos e trabalhava muito entre Rio e São Paulo, além de dar aulas na Universidade no Rio de Janeiro.

Em Sampa, minha vida era sempre correria. Foi uma época de exercer a profissão e ganhar dinheiro para dar uma casa aos meus pais.
Meu filho ficava no Rio com minha mãe e meu pai, na maior parte do tempo mas falávamos por telefone diariamente.

São Paulo é uma metrópole apinhada, focada na luta pela sobrevivência e minhas atividades incluíam vida noturna e diurna intensas, com muitos encontros, almoços, jantares e coquetéis de negócios ou comemorações.

Foram anos em que aprendi muito e abri mão de vida pessoal em função de trabalho.

Fiz amigos e amigas. Alguns perdi de vista, outros, ocasionalmente, falam comigo.

Eu frequentava o clube espanhol no Cambuci e era fã da sua “paella” nos domingos.
Morei em hotel, e também me hospedei em casa de amigas, a espanhola Maria Luiza, em Moema, e a paulistana Vera Pastorelli, na Freguesia do O. Voltei a Trabalhar em cargo em comissão no Município do Rio a convite do Prefeito Luiz Paulo Conde em 1999.

Meu período de atividades em Sampa foi de quase quatro anos.
Experiência importante e extenuante. Cidade multifacetada que conheci bem. Gosto da garra da Paulicéia. Amo a Avenida Paulista . A Livraria Cultura do Conjunto Nacional e o MASP. O restaurante Terrace Itália era um point dos empresários espanhóis e lá fomos muitas vezes apreciando do Alto a grande cidade. Mas lugares como a Praça da República e o Largo do Arouche eram especiais naqueles tempos. Gostava da Igreja da Consolação e da estação da Luz. Vida cultural pra todos os gostos . Os bares da Vila Madalena começavam a proliferar nos anos 90. O Morumbi e o Pacaembu eram bairros chiques. Os engarrafamentos astronômicos a gente sempre saía com antecedência para os compromissos. E grandes distâncias como por exemplo a extensa avenida 23 de maio a gente sonhava driblar pegando metrô com muitas baldeacoes. Transportes lotados. Uma vez lembro que peguei engarrafamento na Augusta às duas da manhã voltando para o hotel.

São Paulo surpreende. Entontece mas atrai nossa sede de produzir.
Ultimamente quando visito Sampa, fico na casa da Lília, minha filha “postiça”, que mora no Paraíso, na Abílio Soares.
Há 6 anos que não vou lá. Preciso ir e rever pessoas e lugares. Sinto falta daquele frenesi paulista . Estive em 2010 para lançar um dos meus livros na Bienal, e voltei em 2011 para me despedir de uma amiga que estava internada no hospital das Clínicas, a Dalva, que logo faleceu.
Com ela, um ano antes, tinha ido no Bar Brahma assistir o show de Elza Soares. Naquela noite tão alegre nem podia imaginar que um ano depois ela partiria desta vida.
Mas é assim a vida. Hoje para homenagear os que já se foram. Os que amamos e todos que nos legaram algum convívio em nossa história.

Saudades, todos nos deixaram.
Os mais próximos, claro, lembramos no dia a dia e chega a doer.
Entretanto, seguimos, e s.
Aqui estou olhando esta foto em que eu tinha uns 45 ou 46, e me voltava freneticamente para a profissão.

Passaram-se 20 anos em que meus dias foram mudando muito. Veio a segunda aposentadoria e daqui a 2 anos, se tiver saúde, chegarei aos 70. Meu oficio agora, como escritora, exerço devagar, gosto de poder relembrar tantos momentos e tantas histórias. Para mim isso quer dizer que lutei e luto ainda para valorizar e descrever este milagre que é a própria vida.

Cida Torneros é jornalista e escritora, mora no Rio de Janeiro, na vila famosa de Noel, onde edita o Blog da Cida, postagem original deste artigo.

Comentários

Maria Aparecida Torneros on 4 outubro, 2017 at 23:58 #

Obrigada Vitor por publicar esse pedacinho da minha história profissional vivida em Sampa!


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments: