ago
06

DEU NO BLOG O ANTAGONISTA

A “prisão domiciliar” de Sérgio Machado

Mais de um ano após a homologação de sua delação premiada, o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado, formalmente livre, vive como se estivesse numa prisão domiciliar de luxo, segundo o Estadão.

O ex-senador, que confessou ter desviado ao menos R$ 100 milhões para aliados políticos, “passa a maior parte do tempo recluso em casa com piscina, quadra, extensos jardins no alto de uma colina com vista para o mar azul da Praia do Futuro.

A residência toma meio quarteirão no Bairro de Dunas, um dos mais nobres e caros de Fortaleza, onde também moram expoentes do mundo empresarial e político do Ceará”.

O delator optou por não antecipar a pena e ainda vai cumprir três anos de prisão domiciliar de fato, seja qual for o resultado dos inquéritos nos quais está envolvido. Depois, passará para o regime semiaberto diferenciado.

“Ele pode ser condenado a no máximo 20 anos de reclusão, mas se as penas ultrapassarem os três anos serão automaticamente convertidas na punição alternativa.”

Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments: