Neymar com o presidente do PSG, Nasser Al-Khelaïfi.
LIONEL BONAVENTURE AFP

Suas primeiras palavras como jogador do Paris-Saint Germain (PSG) giraram
DO EL PAÍS

Silvia Ayuso

Suas primeiras palavras como jogador do Paris-Saint Germain (PSG) giraram em torno de uma única ideia. “Quero desafios maiores”, repetiu Neymar em sua apresentação aos meios de comunicação em uma sala de imprensa lotada. Além disso, o atacante brasileiro avisou que está disponível “até como goleiro” para o técnico Unai Emery da equipe de Paris. Sobre sua saída do Barcelona, Neymar disse que foi “uma das decisões mais difíceis” que teve que tomar na sua vida e que terminou optando pelo clube francês apenas “dois dias” antes.

Tão grande foi a demanda para ouvir as primeiras declarações do brasileiro em sua chegada a Paris que foi necessário limitar o número de jornalistas por meio de comunicação. Mesmo assim, mais de 400 jornalistas foram credenciados. A expectativa também transborda nos portões do estádio, onde centenas de torcedores esperavam desde a manhã para ver pela primeira vez o novo reforço do clube de Paris.

Assim que foi confirmada a assinatura do contrato com o PSG, na noite de quinta-feira, centenas de torcedores começaram a se reunir no Royal Monceau, o hotel de luxo no elegante 8º distrito no qual o astro brasileiro vai passar suas primeiras noites parisienses, até se instalar definitivamente. Já estavam hospedadas ali na noite passada a irmã e a mãe do jogador, de acordo com a mídia francesa. Os torcedores comemoraram até bem tarde da noite a chegada iminente daquele que muitos consideram que colocará o futebol francês na primeira linha mundial.
Loucura pela camiseta

Prestes a entrar na loja situada em frente ao estádio no Parc des Princes que, pela grande quantidade de torcedores, os guardas de segurança só permitiam a entrada em pequenos grupos, Tanguy dizia que ainda não acreditava no que estava acontecendo. “É incrível”, disse sobre a contratação de Neymar. Torcedor do PSG desde a infância, o jovem de vinte e poucos anos estava feliz pela crescente qualidade do futebol francês que, com o brasileiro, “vai subir ainda mais.” Tanta confiança faz com que não se preocupe com o preço – mais de 150 euros – que estava disposto a pagar para ter a camiseta de Neymar. “Pago com gosto”, disse, assim como Ludovic. Este outro torcedor do PSG disse que estava “orgulhoso” de que tenham conseguido trazer Neymar após negociações intermináveis e dissimulações. Seu plano: ir ver na sexta-feira a chegada do astro ao estádio, para não ter que esperar até sábado durante sua apresentação oficial antes do jogo contra o Amiens, para o qual já estão esgotadas todas as entradas.

Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments: