ARTIGO/OPINIÃO

Temer está mais fora do que dentro

Maria Aparecida Torneros

Temer está mais fora do que dentro! Lembrei da viúva Porcina!
“A que foi sem nunca ter sido”. Ela era a viúva Porcina. Personagem inesquecível de Roque Santeiro, novela de Dias Gomes, cujo enredo era uma grande metáfora do nosso próprio país. Sucesso de audiência com elementos caracterizados mostrando o quanto o poder é corrupto e ambicioso. Sinhozinho Malta vivido na época por Lima Duarte é o retrato de tantos senhores que se acham detentores do comando de gado que pode ser o povo.

Michel Temer é como Porcina. Foi Presidente sem nunca ter sido. Aliás tentou ser. Não conseguiu nem popularidade e nem credibilidade. Mas se equilibrou num Congresso composto de muitos Sinhozinhos Malta e algumas viúvas Porcinas.

Propôs reformas de interesse das elites sem ouvir com atenção o anseio de uma população que não o engoliu. Quem paga o Pato? A FIESP? Ora , o Povo, evidentemente. Sua base “aliada”escafedeu-se nos plenários tão logo foi informada da delação premiada dos irmãos Batista. Estes sim, fizeram o dever de casa direitinho. Embora no papel de corruptores e pagantes, recorreram à Justiça e foram acompanhados e rastreados. Obtiveram inclusive autorização para sair do Brasil.

Sua indústria é a maior contribuinte de campanhas eleitorais via legal e escorregou na ilegalidade ou achaque tão comum entre nossos pseudo representantes sem caráter.
Não importa o partido. Há décadas eles se acostumaram ao toma lá dá cá do rodízio eleitoral.
Fora Temer virou frase repetida. Jargão. Parecia brincadeira infantil.
O talzinho seguiu esticando dedos e de costas eretas andou pelo mundo atuando como o Salvador da Pátria amada. Agora, provas cabais o forçam a renunciar ou passar por impeachment.

Talvez o povo e a crise nos empurrem para novas eleições diretas. O menino Neves correu mas sua irmã já foi presa.

Diretas já foi um movimento onde Tancredo Neves teve papel exponencial.
O novo “diretas já ” deve ter um ator principal e ele se chama Zé Povinho.
Os irmãos Batista tem mais de 50 indústrias de processamento de frango e carne nos EUA.
A carne é nossa. Nela é que dói a fome. Nela é que dói o frio do desamparo. Na carne (que não tem a marca Friboi) está outro tipo de cicatriz. A vergonha de termos confiado em criaturas tão indignas.
Mas, como diria o baiano…Viva o povo brasileiro… Fora Temer. Fora Cunha. Fora Lula. Fora Dilma. Fora FHC. Fora Sarney. Fora Aécio. Fora foro privilegiado. Fora gente exploradora.
Nosso grito é de justiça.
Queremos votar em gente séria. Onde estão os honestos desta nação?

Cida Torneros é jornalista e escritora, mora no Rio de Janeiro. Edita o Blog da Cida, onde o texto foi publicado originalmente.

Comentários

Cida Torneros on 19 maio, 2017 at 7:14 #

Viva o povo brasileiro é o título do maravilhoso livro do saudoso João Ubaldo Ribeiro.


Vanderlei on 19 maio, 2017 at 16:48 #

Ótimo e coerente texto. Só destaco que a nossa Constituição de 1988 não prevê “eleição direta”, caso o Temer seja destituído do cargo. Temos de seguir a constituição em vigor, se não estaremos adotando o que se adota na Venezuela.


Lucia Jacobina on 19 maio, 2017 at 17:40 #

Cida, excelente análise do atual crise brasileira. Lamentável tudo o que está sendo revelado, mas que de alguma forma desconfiávamos.
E para complementar sua informação, o romance “Viva o Povo Brasileiro” foi escrito por nosso talentoso e grande romancista João Ubaldo Ribeiro que inclusive está fazendo falta por seus lúcidos e corajosos comentários semanais em jornais de grande circulação.


GILSON NOGUEIRA on 19 maio, 2017 at 17:49 #

Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments: