“A DESORDEM MUNDIAL” DE MONIZ BANDEIRA

“Viva a Internet”, diz a articulista e escritora Lúcia Jacobina, no e-mail enviado ao editor deste site blog, para registrar mais cedo a mensagem que ela recebeu de Moniz Bandeira, da Alemanha, sobre o texto que resenha o livro “A Desordem Mundial”, publicado nesta terça-feira. Bahia em Pauta publica a íntegra da curta mas significativa mensagem, para compartilhar com os leitores o conteúdo rico e elegante – que fala também da primavera na Alemanha 2017- até quando corrige “pequenos equívocos”.

Confira abaixo. ( Vitor Hugo Soares, editor).

===================================

“Querida Lúcia, teu artigo muito me comoveu e confortou, com tão generosas palavras a meu respeito. Há, porém, três pequenos equívocos. Passei a morar Rio de Janeiro não nos fins da década de 1960, mas nos meados, 1954/55. Sou cônsul honorário em Heidelberg, não em Hannover, e fui assessor de Brizola, não de Jango, de quem também amigo.

Quando voltas aqui à Alemanha. As flores agora desabrocham. A Alemanha na primavera e verão é um jardim.

Estou a trabalhar muito, a reescrever todo O Ano Vermelho.

Mais uma vez minha gratidão pelo artigo. Abs., para Joca.

Bjs. E carinhoso abraço para ti”. Luiz

Comentários

Lucia Jacobina on 11 abril, 2017 at 18:15 #

Vitor,
meu agradecimento por ter feito de pronto a divulgação dessa mensagem de Moniz Bandeira, a fim de corrigir não “pequenos”, como ele generosamente nominou, mas imperdoáveis equívocos de quem é leitora de tantos anos de sua vasta obra como também é admiradora de sua surpreendente e rica história de vida, que ele se orgulha em narrar.
Peço-lhe, também, Vitor, como esse artigo ficará arquivado neste blog, o grande favor de fazer as devidas correções no texto, já que não poderei eu mesma efetuar.


Lucia Jacobina on 12 abril, 2017 at 14:08 #

Já reli o artigo, ficou perfeito. Obrigada, Vitor.


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments: