jul
27
Postado em 27-07-2022
Arquivado em (Artigos) por vitor em 27-07-2022 00:51

 

DO CORREIO BRAZILIENSE

Magistrado disse que Corte está trabalhando para evitar violência política e desinformação para proteger o processo eleitoral

LP
Luana Patriolino
 

 (crédito: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)

(crédito: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Edson Fachin, disse, nesta terça-feira (26/7), que a Justiça não vai tolerar violência como arma política nas eleições. O magistrado também garantiu que a Corte está trabalhando para combater a “desinformação como prática do caos”.

As declarações de Fachin foram dadas em reunião com juristas no início da tarde desta terça. “Não toleraremos violência eleitoral, subtipo da violência política. A Justiça Eleitoral não medirá esforços para agir, a fim de coibir a violência como arma política e enfrentar a desinformação como prática do caos”, disse.

Segundo Fachin, “o TSE não está só, porquanto a sociedade não tolera o negacionismo eleitoral”. Ele destacou ainda “o ataque às urnas eletrônicas como pretexto para se brandir cólera não induzirá o país a erro. Há 90 anos, criamos a Justiça Eleitoral para que ela conduzisse eleições íntegras e o Brasil confia na sua Justiça”.

O ministro reiterou que o tribunal terá atuação vigilante durante as eleições. “Amarrada à Constituição e à institucionalidade, qual ‘Ulisses’ de Homero, a Justiça Eleitoral não se fascina pelo canto das sereias do autoritarismo, não se abala às ameaças e intimidações”, disse.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • julho 2022
    S T Q Q S S D
    « jun   ago »
     123
    45678910
    11121314151617
    18192021222324
    25262728293031