Quem é Simone Tebet? Conheça a candidata à Presidência da terceira via

Simone Tebet(MDB-MS): a face da Tercaira Via se define.

ARTIGO DA SEMANA

Marqueteiro tucano na 3ª Via: a escada de Tebet

Vitor Hugo Salvador

Não será por falta de marqueteiro que o centro democrático, para uns – ou Terceira Via, para outros tantos – deixará de largar com a senadora Simone Tebet na cabeça de chapa, da cada dia mais estreita pista da corrida que levará um nome ao Palácio do Planalto nas eleições deste ano, ou manterá lá o ocupante do turno por mais quatro anos, pois “castigos existem, e não são poucos” (no dizer da gente das barrancas do Rio São Francisco), desde os tempos bíblicos da construção da Torre de Babel. Afinal, até o PR Jair Bolsonaro, desafiando a “maldição” do filho dileto, Carlos (que tocou sozinho sua propaganda nas presidenciais passadas), e por influência do notório Valdemar da Costa Neto (PL), manda-chuva do Centrão, decidiu aceitar ajuda do marqueteiro do partido e já aparece, com ares de bom moço, nas inserções do horário gratuito da TV, em especial na Globo, nos intervalos da novela “Pantanal”, de audiência recorde.

A campanha de 2022 sinaliza claramente que 2018 não se repetirá, salvo no laboratório de 02. Alguns mais apressados chegaram a apregoar “a morte do marketing político no Brasil”. Mas, com a chegada do baiano Sidônio Palmeira, no comando da propaganda política de Lula (PT), líder das pesquisas, entrou no jogo também o marqueteiro da via alternativa: Felipe Soutello, de 50 anos, um especialista e intelectual do PSDB, que desde os 15 anos de idade está no metier. Talento precoce nas campanhas de Mario Covas e José Serra, em São Paulo. Sem falar em João Santana, que dispensa  apresentações, na campanha de Ciro Gomes (PDT.
Tudo pronto (ou quase) depois das querelas tucanas com o  MDB, na tentativa de um acordo – afinal conseguido nesta quinta-feira -para a formação do palanque da pré-campanha da senadora Simone Tebet (MDB/MS), que tem agora na retaguarda considerada essencial nas campanhas eleitorais brasileiras – as presidenciais principalmente – um profissional do marketing tido como de trânsito fácil entre várias linhas e tendências.

 Nesta condição Soutello, a exemplo de Sidônio, deu discreta mas eladora entrevista ao jornal Estado de S. Paulo, reproduzida na Tribuna da Bahia, esta semana, que segue tendo ressonância nos ambientes mais sensíveis da publicidade e da política nacional. A missão de Felipe Soutello, segundo revelado no Estadão, é administrar a pressão pelo crescimento de Simone nas pesquisas de intenção de votos e transformar uma pré-candidata com 2% em um projeto eleitoral viável. “Em uma campanha de construção de imagem como a da Simone não existe elevador para pegar. Tem escada para subir, degrau por degrau”. Na entrevista, o marqueteiro revela, também, não ter expectativa de crescimento “vertiginoso” antes do horário eleitoral gratuito de TV. “Não há instrumentos de comunicação suficientes para isso. A TV é o veículo de comunicação determinante para estabelecer a agenda política da eleição. Sem ela, o candidato não se coloca,  sobretudo os que não são conhecidos do eleitorado”.  

Nesta quinta-feira, 09/06, a Executiva do PSDB aprovou, em Brasília, a coligação partidária para a candidatura presidencial de Simone Tebet.Ficou por definir a escolha do vice, que caberá ao PSDB, e feitura das linhas centrais de um projeto de governo a ser anunciado nos próximos dias, com os acertos finais no comando da tríplice aliança partidária. Mas uma coisa ficou certa: Tem jogo na Terceira Via. O resto, a conferir.

Vitor Hugo Soares é jornalista, editor do site blog Bahia em Pauta. E-mail: vitors.h@uol.com.br

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos