jun
11
  • Redação O Antagonista
Presidente do Supremo falou que “anulações formais” de investigações não apagam a corrupção, o “dinheiro na mala”
“Ninguém pode esquecer o Mensalão, a Lava Jato”, diz Fux
Luiz Fux durante evento no Tribunal de Contas do Pará. Foto: TCE/PA

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, disse nessa sexta-feira (10) que a “anulação formal” de investigações pode ter prejudicado a Lava Jato, mas que isso não apaga a corrupção descoberta pela operação. Fux falou em solenidade pelos 75 anos do Tribunal de Contas do Pará, em Belém.

Ninguém pode esquecer o que ocorreu no Brasil, no Mensalão, na Lava Jato, muito embora tenha havido uma anulação formal, mas aqueles 50 milhões das malas eram verdadeiros, não eram notas americanas falsificadas”, disse Fux.

“O gerente que trabalhava na Petrobras devolveu 98 milhões de dólares e confessou efetivamente que tinha assim agido”, completou.

O presidente da Suprema Corte se referiu aos R$ 51 milhões encontrados em um bunker do ex-ministro Geddel Vieira Lima e aos US$ 98 milhões que o ex-gerente da Petrobras Pedro Barusco devolveu após assinar sua delação premiada.

Assista:

 

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos