• Redação O Antagonista
Em ofício enviado ao presidente do TSE, Luiz Edson Fachin, o ministro da Defesa, Paulo Sérgio Nogueira, pediu a retirada do general Heber Garcia Portella
Em escalada de crise, ministro da Defesa substitui general na comissão eleitoral
Foto: Divulgação Exército Brasileiro
 

Em mais um passo na escalada da crise entre o Planalto e o TSE, o ministro da Defesa, Paulo Sérgio Nogueira (foto), pediu a retirada do general Heber Garcia Portella da Comissão de Transparência das Eleições, para substituí-lo.

Em ofício enviado ao ministro Edson Fachin, presidente do TSE, Nogueira diz que, a partir de agora, quer receber diretamente as demandas da comissão.

“Solicito a Vossa Excelência que, a partir desta data, as eventuais demandas da CTE (Comissão de Transparência das Eleições) direcionadas às Forças Armadas, tais como solicitações diversas, participação em reuniões, etc, sejam encaminhadas a este Ministro, como autoridade representada naquela Comissão.”

Na semana passada, o general cobrou do TSE a divulgação das sugestões feitas pela Defesa para, segundo ele, dar mais transparência ao voto eletrônico. Fachin respondeu que não via problemas em divulgá-las e que os documentos haviam sido classificados como reservados pelos próprios militares.

No ofício de hoje, o ministro da Defesa bolsonarista fala em “reafirmar o compromisso das Forças Armadas em contribuir no que for necessário para a paz e a segurança do pleito eleitoral”.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • Maio 2022
    S T Q Q S S D
    « abr    
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    3031