abr
29
Postado em 29-04-2022
Arquivado em (Artigos) por vitor em 29-04-2022 00:53

DO CORREIO BRAZILIENSE

“Eu diria que o ideal é (definir o reajuste) até o fim de maio, para dar o tempo do trâmite de Orçamento”, afirma Paulo Valle, secretário do Tesouro Nacional

RH
Rosana Hessel
 

 (crédito: Jefferson Rudy/CB/D.A Press)

(crédito: Jefferson Rudy/CB/D.A Press)

Se o presidente Jair Bolsonaro (PL) quiser agradar os servidores com reajuste salarial neste ano, como prometeu para os policiais, ele precisará correr contra o tempo para o enquadramento na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Bolsonaro prometeu reajuste apenas para os policiais neste ano, e, para isso, o governo reservou R$ 1,7 bilhão no Orçamento.

Contudo, devido à chiadeira das demais categorias que estão sem reajuste desde o início da pandemia, o Palácio do Planalto tem sinalizado um reajuste linear de 5%, que é abaixo da inflação acumulada nos últimos três anos, em torno de 20%, pelas estimativas de analistas. Essa sinalização não tem acalmado os ânimos do funcionalismo, que continua fazendo manifestações e paralisações em busca de um reajuste maior.

Oficialmente, contudo, de acordo com o secretário do Tesouro Nacional, Paulo Valle, Bolsonaro ainda não comunicou os técnicos da decisão.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos