“Quem inventou o Amor”, Nana Caymmi: composição primorosa do imortal na interpretação inigualável da filha dileta e de infinitos recursos vovais. Viva!!

BOM DIA!!!

(Vitor Hugo Soares) 

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos