CG
Camilla Germano
 

 (crédito: ANTHONY DEVLIN / AFP - Reprodução/Liverpool Echo)

(crédito: ANTHONY DEVLIN / AFP – Reprodução/Liverpool Echo)

Após perder a partida contra o Everton na Liga Inglesa de futebol no sábado (9/4), Cristiano Ronaldo protagonizou uma cena que não repercutiu bem nas redes sociais. O atacante do Manchester United derrubou o telefone de um adolescente de 14 anos, em uma atitude muito parecida de Carelli na final do Campeonato Paulista entre São Paulo e Palmeiras.

Após a cena ter viralizado, CR7 pediu desculpas nas redes sociais e chegou a convidar o menino para assistir um jogo no estádio Old Trafford, como sinal de fair-play e desportivismo. No entanto, a mãe do menino acusou o atacante português de agressão, em entrevista para o site Liverpool Echo.

Sarah Kelly, revelou ainda que o filho, Jake, é autista e que aquela era a primeira vez que ele ia ao estádio de futebol. “Ele (Jake) filmou todos os jogadores do United passando. E então ele abaixou o telefone porque Ronaldo havia puxado a meia e sua perna estava sangrando. Ele abaixou o telefone para ver o que era”, comentou a mãe.

 
 

No relato de Sarah, ela indica que CR7 estava com um temperamento terrível. “Ronaldo passou, com um temperamento terrível, terrível, e atirou o telefone para fora da mão do meu filho e continuou a andar. Eu fiquei abalada e o Jake em choque completo. Ele é autista e tem dispraxia (dificuldade motora rara) também, realmente não digeriu o que estava acontecendo. Ele não quer voltar a um jogo de futebol. Este foi o primeiro que ele foi e aconteceu isto. Isso arruinou completamente o nosso dia.”

Segundo ela, Cristiano era o ídolo do filho, mesmo não sendo jogador do Everton, time para o qual Jake torce. “Meu filho estava o tempo todo ‘Ronaldo vai estar lá’. Ele é um ícone”, disse Sarah.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos