“Só a união da Terceira Via tira Bolsonaro do segundo turno”
Reprodução/redes sociais
 

Simone Tebet, em entrevista ao Estadão, disse:

“Eu sou pré-candidata a presidente. Não tenho plano B, nem de ser vice. Temos apenas uma bala de prata, que será dada por pesquisa qualitativa”.

O cálculo que ela faz é o seguinte:

“Para acabar com a polarização, as pessoas querem algo novo. Eu sou o novo porque sou a única pré-candidata mulher e hoje quem mais rejeita os dois pré-candidatos é o eleitorado feminino”.

Isso ainda não apareceu nas pesquisas porque, segundo ela, “tem uma franja que só está com Bolsonaro por medo do PT. Quando essa franja sentir que tem um candidato do centro, isso migra. Conversei com Doria, com o Eduardo Leite, com o Bivar, tinha conversado com Sergio Moro e nós selamos um pacto em favor do Brasil. Só essa união da Terceira Via tira Bolsonaro do segundo turno”.

Ela está certa, evidentemente. Mas metade da Terceira Via só pensa em sabotar a Terceira Via.

Tristez de nós dois”, Bebeto Castilho:

Bebeto Castilho, na vitrola do BP, para bossanovar seu dia! Boa sorte!
BOA QUINTA-FEIRA DE ABRIL!!!
(Gilson Nogueira)

abr
07
Posted on 07-04-2022
Filed Under (Artigos) by vitor on 07-04-2022

 

DO CORREIO BRAZILIENSE

Em nota divulgada nesta quarta-feira (6/4), os quatro partidos definiram a data para a candidatura única. O União Brasil divulgará pré-candidato em 14 de abril

Vc
Victor correia

Na foto, os presidentes do MDB, Baleia Rossi; do União Brasil, Luciano Bivar; e do PSDB, Bruno Araújo - (crédito: Divulgação/União Brasil)

Na foto, os presidentes do MDB, Baleia Rossi; do União Brasil, Luciano Bivar; e do PSDB, Bruno Araújo – (crédito: Divulgação/União Brasil)

Em nota conjunta divulgada nesta quarta-feira (6/4), os partidos União Brasil, MDB, PSDB e Cidadania afirmaram que o candidato da terceira via unificada para o Planalto será divulgado no dia 18 de maio, em Brasília. Além disso, o União Brasil apresentará, no dia 14 de abril, a sua indicação à pré-candidatura à Presidência.

As quatro legendas definiram as datas durante reunião feita hoje em Brasília. Até o momento, os pré-candidatos do grupo são a senadora Simone Tebet (MDB) e o ex-governador de São Paulo João Doria (PSDB).

“Conclamamos outras forças políticas democráticas para que possam se incorporar a esse projeto em defesa do Brasil e de todos os brasileiros”, afirma ainda a nota.

O documento foi assinado pelos presidentes nacionais dos partidos: Luciano Bivar (União Brasil); Baleia Rossi (MDB); Bruno Araújo (PSDB); e Roberto Freire (Cidadania).

abr
07
Posted on 07-04-2022
Filed Under (Artigos) by vitor on 07-04-2022
Duke no jornal O Tempo (MG)

abr
07

DO CORREIO BRAZILIEN

Segundo nota, o público gritou “Fora Bolsonaro” em diversos momentos, e que em determinado momento um grupo decidiu se manifestar contra o ex-presidente petista

CB
Correio Braziliense
 

Imagem do show da banda Ira em Serra, no Espírito Santo - (crédito: Reprodução/Instagram/@oficialira/Rodrigo Kokkolakis)

Imagem do show da banda Ira em Serra, no Espírito Santo – (crédito: Reprodução/Instagram/@oficialira/Rodrigo Kokkolakis)

Após um vídeo em que fãs da banda Ira puxam gritos de “Lula ladrão seu lugar é na prisão” viralizar, a banda resolveu se pronunciar sobre o caso. As imagens foram feitas durante o show do grupo em Recife, no último sábado (2/4).

Em nota ao Correio, a assessoria da Ira informou que durante vários momentos da apresentação a própria plateia puxou gritos de “Fora Bolsonaro”, e que a banda se manifestou em refrões da música, mas que não houve propaganda política. “Não houve discurso pró candidato A, B ou C, não foram mencionadas as palavras Lula ou qualquer coisa do tipo, não fazemos campanha prá ninguém”, afirma o texto.

O que foi captado em vídeo é um momento em que fãs da banda entoam cantos contra Lula, mas segundo a nota, o vocalista da banda Ira, Nasi, nem percebe os cantos e no momento da gravação ele aparece falando sobre uma música da banda. “Não estava comentando nada de política”, diz a nota. 

O vídeo com gritos contra Lula foi gravado por um grupo que estava a quase 100 metros do palco, segundo a assessoria, como resposta a palavras de ordem contra Bolsonaro gritadas por outros fãs. De acordo com a assessoria, o vídeo foi editado e não é uma resposta ao posicionamento da banda. “Era um duelo interno de fãs, cada um pelo seu presidente e o IRA! e seu show nada tinha com isso”, diz nota. 

  • Arquivos