mar
22
  • Redação O Antagonista
  • A deputada federal negocia com o Solidariedade ou ao MDB e pretende disputar o Senado nas eleições deste ano
Marília Arraes deixará o PT após sigla negociar chapa com o PSB sem ela saber
Foto: Reprodução/Redes Sociais

A deputada federal Marília Arraes (PE) deixará o PT para se filiar ao Solidariedade ou ao MDB. A decisão foi tomada após a executiva estadual petista ter negociado um acordo com o PSB para lançá-la ao Senado, sem a parlamentar ter sido consultada.

“A posição do PT de Pernambuco, indicando o meu nome para concorrer ao Senado revela, no mínimo, descuido com o tratamento de assunto tão sério e uma precipitação sem limites. Não fui consultada e não autorizei que envolvessem o meu nome em qualquer negociação, menos ainda que tornassem público, como se fossem os senhores do meu destino”, afirmou a deputada por meio de nota oficial.

Como forma de costurar o apoio com o PSB, a executiva estadual do PT abriu mão de uma candidatura própria ao governo do estado: o partido iria indicar ou o senador Humberto Costa, ou a deputada federal.

Após retirar a candidatura, o PT ficou com o cargo ao Senado e, sem consultar a parlamentar, indicou a neta de Miguel Arraes para o posto. Ela, porém, não quer qualquer tipo de acordo com o PSB após ter perdido as eleições de 2020 para João Campos, filho de Eduardo Campos, em uma campanha excessivamente agressiva.

Agora, ela pretende disputar o Senado pelo MDB ou Solidariedade.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos