mar
20
DO CORREIO BRAZILIENSE
AF
Agência France-Presse
 

 (crédito: Paul Ellis/AFP)

(crédito: Paul Ellis/AFP)

Federico Martín Aramburu, ex-jogador da seleção argentina de rugby, morreu aos 42 anos na madrugada deste sábado (19/3) ao ser baleado em uma briga que ocorreu em um bar parisiense. Autoridades anunciaram a abertura de uma investigação por “assassinato”.

Os fatos ocorreram por volta das 06h00 no Boulevard Saint Germain, no coração de Paris, numa “disputa” entre dois grupos de pessoas, segundo uma fonte policial, acrescentando que os agressores “retornaram em um veículo e dispararam” contra o outro grupo.

Os investigadores constataram “vários impactos de balas” no local. O ex-jogador morreu no local como resultado de seus ferimentos.

Um antigo colega de Aramburu no Biarritz Olympique, presente no local e que pediu anonimato, explicou à AFP que eles estavam no bar Le Mabillon comendo um hambúrguer. “Houve uma briga como pode acontecer de madrugada. Foi resolvida, mas aqueles homens voltaram e atiraram três vezes em Aramburu”, disse.

A polícia francesa abriu uma investigação por assassinato, segundo a Promotoria de Paris, contatada pela AFP.

Segundo as primeiras informações, dois homens teriam disparado os tiros. Uma terceira pessoa, uma mulher que dirigia o veículo, também é uma das suspeitas.

“Acabamos de saber da morte de Federico Martín Aramburu em circunstâncias trágicas. A equipe do Biarritz Olympique expressa suas mais sinceras condolências à sua família”, tuitou seu ex-clube de rugby.

“Imensa tristeza”

Federico Martín Aramburu jogou como ‘wing’ ou centro em vários clubes de rugby franceses: Biarritz (2004-2006), Perpignan (2006-2008) e Dax (2008-2010).

A Federação Francesa anunciou que lhe será prestada homenagem antes do jogo deste sábado entre França e Inglaterra do torneio Seis Nações.

Para a Liga Nacional de Rugby Francesa (LNR), Aramburu “deixa uma marca indelével em Biarritz, Perpignan e Dax, mas também na Argentina, com quem iluminou os campos com sua maestria”.

“Que pesadelo. Estou chocado e triste por sua família, seus filhos, todos os seus amigos do rugby, o Biarritz, a Argentina. Em um dia que deveria ser de festa para o rugby francês, meu coração está apertado e cheio de raiva”, tuitou Pierre Rabadan, ex-jogador do Stade Français e atual representante de Esportes da Prefeitura de Paris.

Aramburu foi presidente da torcida organizada do Biarritz entre 2015 e 2018 e também fez parte do conselho de administração do clube basco com o qual conquistou duas vezes o Top 14, o campeonato profissional francês (2005, 2006).

Aramburu também jogou pela seleção argentina em 22 ocasiões e disputou com os ‘Pumas’ a Copa do Mundo de 2007, na qual a seleção sul-americana ficou em terceiro lugar.

O jogador participou como titular na partida pelo terceiro lugar e marcou um ‘try’ na vitória da Argentina sobre a França (34-17).

“Um abraço a todos os familiares de Fede e seus amigos neste momento triste. Sentiremos muito a sua falta”, reagiu nas redes sociais Agustín Pichot, capitão do Pumas do time histórico de 2007.

“Lamentamos profundamente a morte de Federico Martín Aramburu. Acompanhamos sua família e amigos neste momento de tanta dor”, acrescentou mais tarde a conta oficial do Pumas.

Desde que encerrou sua carreira esportiva, morava em Biarritz, no sudoeste da França, e trabalhava para uma empresa do setor de turismo.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos