mar
16
Postado em 16-03-2022
Arquivado em (Artigos) por vitor em 16-03-2022 00:16
Juiz Austregésilo Trevisan, da 15ª Vara Cível do Paraná, diz que tuíte chamando o pré-candidato de “corrupto” é “pura ofensa” e atenta contra honra
Justiça manda Twitter excluir post de Glenn contra Moro
 

O juiz Austregésilo Trevisan, da 15ª Vara Cível do Paraná, determinou ao Twitter que retire do ar postagem em que Glenn Greenwald chama Sergio Moro de “corrupto”. Para o magistrado, a publicação é desprovida de “efetiva comprovação”, pois sem sentença judicial transitada em julgado, e tem “aparente intenção de prejudicar publicamente a imagem” do presidenciável.

Glenn tuitou contra Moro no dia 28 de fevereiro, comentando uma postagem em que o ex-juiz da Lava Jato criticava a postura ambígua de Lula e Jair Bolsonaro na guerra da Ucrânia.

corrupta 423x353

Segundo Trevisan, trata-se de “pura ofensa”, enquadrando-se como “abuso do direito de manifestação/comunicação”. “A publicação em questão, além de não se revestir de interesse público, atenta contra a honra objetiva do autor”, prejudica sua imagem como “pessoa pública e pré-candidato à Presidência da República”.

A liminar foi concedida em pedido apresentado pelos advogados Gustavo Guedes e Luis Felipe Cunha, que também coordena a campanha de Moro.

Glenn é responsável pela “farsa jato”, série de matérias forjadas em mensagens de integrantes da Lava Jato — roubadas por estelionatários de Araraquara –, que, mesmo desprovidas de provas, foram usadas pelo STF como “reforço argumentativo” para anular as condenações de Lula, reabilitando-o politicamente.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos