fev
12
Postado em 12-02-2022
Arquivado em (Artigos) por vitor em 12-02-2022 01:10
Moro posa com estátua de Padre Cícero, dias após polêmica de Bolsonaro

Moro: aos pés do Padre Cícero em Juazeiro do Norte

 ARTIGO DA SEMANA

Padre Cícero e Velho Chico: Bolsonaro e Moro buscam milagres

Vitor Hugo Soares

Desde a campanha de 1994, quando o refinado acadêmico Fernando Henrique Cardoso, candidato ao Palácio do Planalto, pelo PSDB, encarou e se deu bem à mesa da buchada de bode servida na mítica Canudos – epicentro, no começo da República, das sangrentas batalhas das tropas federais, enviadas ao sertão baiano para sufocar a revolta dos seguidores do beato Antônio Conselheiro na “Guerra do Fim do Mundo” – raramente se viu tanta movimentação política e marqueteira no Nordeste, quanto nesta semana de fevereiro: a região foi visitada pelo ex-juiz Sérgio Moro, candidato do Podemos, e o presidente Jair Bolsonaro, em campanha para a reeleição.Ambos à caça de votos e de milagres do Padre Cícero ou das águas do Rio São Francisco.  

Moro, no domingo (6), apareceu aos pés da estátua do Padre Cícero, em Juazeiro do Norte, no começo da sua visita ao Ceará. O presidente Bolsonaro baixou em Recife quase ao mesmo tempo, na viagem de dois dias a Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte, onde as pesquisas indicam estar o maior filão de votos do ex-presidente Lula (PT), que tenta voltar ao governo. O “mito” aposta no dom das águas da transposição do Rio São Francisco, projeto que desde seu lançamento, no governo do ex-presidente petista, dá palanque e produz “milagres” de multiplicação de votos para candidatos federais.

Antes de pegar o avião, o capitão fez bravatas e promoveu aglomerações anunciando sua ida, dia 8, à região dos “paus-de-arara” (como ele chamou), para comícios mal disfarçados em atos administrativos de “segurança hídrica”. Silenciosamente, nas redes sociais, Moro postava sua foto ao lado da estátua do Padre Cícero, lendário líder religioso católico, o Padim Ciço (nos cânticos e cordéis sertanejos): “Estou em visita ao Ceará, e acabei de chegar a Juazeiro do Norte, neste domingo (6). Estou muito feliz de estar aqui e com as homenagens recebidas na terra do Padre Cícero (incluindo o título de cidadania honorária, da Câmara Municipal de prefeitura administrada por prefeito do Podemos).

Moro se movimentou com desembaraço em Juazeiro e Fortaleza, quase sempre com Bolsonaro na mira. Ironizou os mais recentes disparates do presidente, que chamou assessores nordestinos de “paus-de-arara” e disse que o religioso das grandiosas romarias em Juazeiro era natural de Pernambuco. Na segunda-feira, ao se despedir da cidade, o candidato do Podemos, em foto-mensagem com uma imagem do religioso na mão, explicou: “Vou levar uma imagem do Padre Cícero como lembrança para minha mãe, que é cristã”, disse  o ex-ministro, antes de seguir viagem para Fortaleza, onde foi  lançar seu livro “Combate ao Sistema da Corrupção”.

O presidente desceu em Recife, na terça-feira, 8. E deixou claro estar assustado com Lula e o PT. Em cada parada nos quatro estados visitados bateu pesado nos dois, à sombra e custas do Rio São Francisco. Participou de corrida de jegues; foi comparado com Jesus, pelo blasfemo prefeito, e sanfoneiro, de Jardim do Seridó, na cerimônia da chegada das águas do Velho Chico no município, levada pelo “novo Messias”, segundo cantou o prefeito; soltou palavrões em atos públicos; disse que uma vitória de Lula e do PT será “o retorno do país ao atraso e a roubalheira” e voltou ao Planalto. O resto a ver. Provavelmente na Rússia de Putin, semana que vem 
Vitor Hugo Soares é jornalista, editor do site blog Bahia em Pauta. E-mail: vitors.h@uol.com.br

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • Fevereiro 2022
    S T Q Q S S D
    « jan   mar »
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    28