fev
09

DO SITE O ANTAGONISTA

Ministro do STF também autorizou o ex-deputado a descontar 681 dias de sua sentença de 13 anos e quatro meses; ele cumpre pena desde julho de 2017
Fachin dá liberdade condicional a Geddel no caso do bunker da propina
Foto: Polícia Federal

Edson Fachin autorizou nesta terça-feira (8) o ex-ministro e ex-deputado federal Geddel Vieira Lima, do MDB da Bahia, a cumprir pena em liberdade condicional no caso do apartamento em que foram encontrados R$ 51 milhões em dinheiro vivo, o bunker da propina (foto).

Além da progressão de regime, o ministro do STF também liberou a dedução de 681 dias da sentença de 13 anos e quatro meses imposta no processo, que a defesa de Geddel havia pedido por sua participação em cursos de capacitação profissional e pela aprovação no Enem.

O ex-ministro dos governos Lula e Michel Temer cumpre pena desde julho de 2017, quando foi decretada sua prisão provisória. Em setembro do ano passado, ele foi autorizado a migrar para o semiaberto; agora, na condicional, vai poder trabalhar e voltar para casa.

O Antagonista pergunta: e Sérgio Cabral, hein?

´“Agua de Coco”, Marcos Valle: Saravamos nessa, grande Marcos Valle !!! Agora e sempre !!!

BOM DIA!!!

(Gilson Nogueira)

fev
09
Posted on 09-02-2022
Filed Under (Artigos) by vitor on 09-02-2022
IS
Ingrid Soares
 

 (crédito: Reprodução / TV Brasil)

(crédito: Reprodução / TV Brasil)

Em meio ao ano eleitoral, o presidente Jair Bolsonaro (PL) iniciou nesta terça-feira (8/2) o périplo pela região Nordeste, reduto do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, principal opositor político e que aparece na liderança nas pesquisas de intenção de voto. A estratégia é baseada na entregas de obras hídricas, onde, sabidamente, a região sofre com a seca. A agenda deve durar dois dias.

Pela manhã, o chefe do Executivo desembarcou em Salgueiro, Pernambuco, onde participou da cerimônia de inauguração do Núcleo de Controle Operacional da Transposição do Rio São Francisco. No discurso, em uma tentativa de aproximação e de quebrar resistências, Bolsonaro chamou a região de “meu Nordeste”.

“É uma satisfação muito grande retornar ao meu Nordeste. Sou de São Paulo, a cidade que tem mais nordestinos no Brasil, até mesmo a minha filha é neta de um cearense. Esse é um só povo”, apontou.

Bolsonaro aproveitou para intensificar ataques ao PT, apontando que o partido defende a destruição das famílias, citando escândalos de corrupção envolvendo a Petrobras e BNDES, dizendo que a sigla não concluiu obras de transposição iniciadas na região, em 2007, durante o governo Lula. A primeira etapa foi inaugurada em 2017 pelo então presidente Michel Temer (MDB).

“Os números não mentem, tivemos há pouco um Brasil administrado por 14 anos por um pessoal que levantava uma bandeira vermelha. Falando então em números, o total desta obra deve ficar em R$ 14 bilhões aproximadamente R$ 14 bi. Água para o Nordeste”.

“Ao longo de 14 anos, a Petrobras por desvios e projetos mal feitos enfrentou endividamento de R$ 900 bi. Vocês estão pagando essa conta no preço do combustível na bomba”, completou citando o Auxílio Emergencial, dizendo que o mesmo equivale a 15 anos de Bolsa Família.

“Essa estação elevatória no Nordeste, que termina a água chegando no RN, um dia de funcionamento de vocês equivale a 30 dias de carro pipa pelo Nordeste. É uma obra que mais economizar recursos dos impostos de voces, vai efetivamente levar aquilo que está na bíblia, água é vida, algo que o ser humano não pode abrir mão”, emendou.

O presidente também falou em “gratidão” e disse que “alguns não souberam cultivar essa virtude”.

Mais cedo, o presidente postou nas redes sociais um vídeo mostrando sua chegada à região e anunciou a agenda para amanhã em Jardim de Piranhas, onde deverá participar de uma jeguiata. Depois, seguirá para Jucurutu no Rio Grande do Norte.

À tarde, na quarta-feira (9), a previsão é de que o presidente siga para Jati, no Ceará, onde deverá participar da cerimônia alusiva ao ato de Liberação das Águas do Rio São Francisco para o Estado do Ceará, com pernoite em Caicó no Rio Grande do Norte.

No último dia 3, Bolsonaro confundiu a origem do Padre Cícero, ao comentar sobre a revogação dos decretos de luto. O chefe do Executivo citou o estado de Pernambuco como procedência do religioso. Ao tentar confirmar a informação com assessores, ele se irritou e os chamou de “pau de arara”.

Por conta do ocorrido, ele se tornou alvo de uma notícia-crime protocolada no Supremo Tribunal Federal (STF). A notícia-crime foi protocolada pelo advogado pernambucano João Arnaldo Novaes, pré-candidato ao governo do estado pelo PSol. O pedido é pela remoção do conteúdo das redes sociais do presidente, já que a frase foi proferida durante uma live do presidente.

fev
09
Posted on 09-02-2022
Filed Under (Artigos) by vitor on 09-02-2022



 

 Fred , NO PORTAL DE HUMOR

 

fev
09
Posted on 09-02-2022
Filed Under (Artigos) by vitor on 09-02-2022

Pré-candidato Sergio Moro (Podemos) questionou a presença de Jair Bolsonaro no estado enquanto ex-juiz ainda está na região

JV
João Vitor Tavarez*
 

 (crédito: EVARISTO SA)

(crédito: EVARISTO SA)

Cumprindo agenda eleitoral no Ceará desde o último domingo (6/2), o pré-candidato à Presidência da República, Sergio Moro (Podemos), disse achar estranho a visita do presidente Jair Bolsonaro (PL) ao estado nesta semana, justo no momento em que ele se encontra por lá.

“Muito estranho. Acho que ele [Bolsonaro] está nos seguindo. Porque a gente esteve na Paraíba e também lá houve uma discussão de que ele iria lá, logo em seguida de nós. Não sei se foi de fato. E agora a gente vem ao Ceará, que era uma viagem planejada há semanas, há meses, na verdade. Está tentando copiar”, disse Moro, nesta terça-feira (8/2), em entrevista ao Jornal Jangadeiro.

O ex-juiz ainda afirmou que está articulando, em seu programa de governo, uma medida que reduza a carga tributária, “principalmente sobre a folha de salário de quem ganha menos”.

“É uma forma de estimular a contratação e especialmente a formalização das relações de trabalho. Ou seja, um trabalho com carteira assinada. Tem uma discussão colocada com uma cortina de fumaça, que é a reforma trabalhista”, completou.

Moro afirmou que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) quer revogar a reforma trabalhista feita durante o governo de Michel Temer. “Isso já gerou impacto ruim na economia, porque foi uma reforma que ajudou a modernizar. Eles (interlocutores da equipe de Lula) falam como se revogar a medida fosse voltar os empregos. Não vai”, disse.

Nesta terça-feira, Bolsonaro esteve em Salgueiro, Pernambuco, para inaugurar trechos da transposição do Rio São Francisco. Durante conversa com apoiadores, o chefe do Executivo se justificou sobre uma fala polêmica em uma live da semana passada, quando usou a expressão “pau de arara” em referência aos nordestinos.

*Estagiário sob a supervisão de Andreia Castro 

  • Arquivos

  • Fevereiro 2022
    S T Q Q S S D
    « jan   mar »
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    28