jan
27
Postado em 27-01-2022
Arquivado em (Artigos) por vitor em 27-01-2022 00:12

 

Movimentação com o TCU e o Ministério Público começou após uma provocação do PT, que demonstrou inclusive a disponibilidade em abrir uma CPI para investigar atuação do ex-juiz após deixar governo Bolsonaro

CN
Cristiane Noberto
 

 (crédito: Podemos/Reprodução)

(crédito: Podemos/Reprodução)

Sergio Moro afirmou nesta quarta-feira (26/1) que irá divulgar quanto recebeu do escritório americano Alvarez & Marsal. O presidenciável trabalhou para a consultoria logo após deixar o cargo de ministro da Justiça do governo Bolsonaro. O questionamento partiu do Tribunal de Contas da União (TCU) que não teve acesso aos valores repassados a Moro.

Pelo Twitter, o ex-juiz escreveu que irá divulgar os valores por “consideração aos brasileiros”. “Apesar da natimorta CPI e das ilegalidades do processo no TCU, eu, por consideração aos brasileiros e em nome da transparência que deve pautar a política, na sexta divulgarei meus rendimentos na empresa em que trabalhei”, disse.

Em vídeo postado, Moro afirmou que se houvesse investigação, não seria encontrado “nada de errado” e que iriam “quebrar a cara”. Disse também que o processo “é um abuso, cheio de ilegalidades”. O ex-juiz destacou que postará em suas redes sociais os valores na próxima sexta-feira (28).

A movimentação com o TCU e com o Ministério Público começou após uma provocação do Partido dos Trabalhadores (PT), que demonstrou inclusive a disponibilidade em abrir uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a atuação do ex-juiz, em especial no escritório que atendia empreiteiras citadas na Lava-Jato.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • Janeiro 2022
    S T Q Q S S D
    « dez   fev »
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930
    31