“Sergio Moro precisa se unir a um grande partido”
Foto: Daniel Medeiros/O Antagonista

“Acho que o Moro precisa se unir a um grande partido”.

Foi o que disse Marcos Cintra, ex-secretário da Receita Federal, em conversa com a Folha de S. Paulo.

“Só com o Podemos, por mais que a imagem dele seja muito boa do ponto de vista pessoal, ele tem ainda uma exposição fraca politicamente. Ele é visto pelo eleitor não como um candidato, mas como uma personalidade do mundo jurídico. Precisa transformar esse ativo em eleitoral, coisa que não fez ainda. Precisa de um partido grande, e o União poderia dar essa estrutura, mas não dá para perder muito tempo”.

Marcos Cintra, que foi demitido por Jair Bolsonaro, assim como Sergio Moro, é conselheiro de Luciano Bivar. Ele disse também:

“Estamos começando a nos colocar à disposição do Moro. Ele tem conversado bastante com o nosso presidente Bivar. E a ideia é nos aproximarmos. Ele já tem o grupo dele, comandado pelo Affonso Celso Pastore, então, ficamos de discutir”.

Ele está certo: para derrotar o bolsonarismo e o lulismo, Moro precisa urgentemente de gente capaz de fortalecer sua candidatura e, em seguida, governar. Não é uma questão de dinheiro ou de tempo de TV, e sim de discurso e estratégia.

Escrevi sobre isso na Crusoé, numa coluna intitulada “Bivar para vice”.

“Ela é Carioca”, Tim Maia e Os Cariocas: a mais harmônica e perfeita maneira de interpretar uma das mais belas e soberanas composições de Tom Jobim . onfira, cante e vibre,

BOM DIA!!!

(Vitor Hugo Soares)

 

jan
05
Posted on 05-01-2022
Filed Under (Artigos) by vitor on 05-01-2022

Obstrução intestinal

DO CORREIO BRAZILIENSE

Bolsonaro está internado desde segunda-feira com um quadro de obstrução intestinal

TM
Thays Martins
 

 (crédito: AFP)

(crédito: AFP)

Os médicos que acompanham o presidente Jair Bolsonaro (PL) descartaram a necessidade de uma nova cirurgia no chefe do Executivo. De acordo com Boletim Médico divulgado na manhã desta terça-feira (4/1), o quadro de “suboclusão intestinal se desfez não havendo a indicação cirúrgica”.

Bolsonaro deverá começar com a dieta líquida ainda hoje, mas não há, ainda, previsão de alta.

“O Hospital Vila Nova Star informa que o quadro de suboclusão intestinal do Senhor Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, se desfez, não havendo indicação cirúrgica. A evolução do paciente clínica e laboratorialmente segue satisfatória e será iniciada hoje uma dieta líquida. Ainda não há previsão de alta”, diz o boletim.

O médico Antônio Luiz Macedo, que acompanha o presidente desde a facada em 2018, chegou ao hospital na manhã desta terça para avaliar Bolsonaro.

jan
05
Posted on 05-01-2022
Filed Under (Artigos) by vitor on 05-01-2022

Charge do Amarildo

Amarildo no Blog do Noblat (Portal Metrópoles)

 DO CORREIO BRAZILIENSE

Filha de 10 anos da vítima estava na casa no momento do crime e teria presenciado a morte da mãe

AR
Ana Raquel Lelles*/Estado de Minas

 (crédito: Reprodução /Redes sociais)

(crédito: Reprodução /Redes sociais)

Uma jornalista de 41 anos foi assassinada a tiros pelo marido na noite do novo, na última sexta-feira (31/12), em Porto Seguro, na Bahia. A filha de 10 anos da vítima, fruto de outro relacionamento, estava na casa no momento e há informações de que ela tenha presenciado o crime.

Além da garota, a irmã da jornalista, uma adolescente de 13, filha do autor do crime, o filho do casal de 11 meses e duas funcionárias estavam no local na hora do crime

A jornalista Juliana de Freitas Alves chegou a receber atendimento do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). O marido, o engenheiro Reges Amauri Krucinski, de 42, foi encontrado com a roupa suja de sangue em uma rua próxima à casa do casal no condomínio.

Ele é praticante de tiro esportivo. O engenheiro assumiu o crime e foi preso.

O feminicídio teria sido motivado por uma discussão na noite de ano novo. Conforme o jornal Radar 64, Juliana e Reges eram casados há dois anos. O engenheiro e a jornalista saíram de São Bernardo do Campo, em São Paulo, para morar na cidade da Bahia com a intenção de abrir um hotel.

O que é feminicídio?

Feminicídio é o nome dado ao assassinato de mulheres por causa do gênero. Ou seja, elas são mortas por serem do sexo feminino. O Brasil é um dos países em que mais se matam mulheres, segundo dados do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos.

A tipificação do crime de feminicídio é recente no Brasil. A Lei do Feminicídio (Lei 13.104) entrou em vigor em 9 de março de 2015.

Entretanto, o feminicídio é o nível mais alto da violência doméstica. É um crime de ódio, o desfecho trágico de um relacionamento abusivo.

O que diz a Lei do Feminicídio?

Art. 121, parágrafo 2º, inciso VI
“Considera-se que há razões de condição de sexo feminino quando o crime envolve:
I – violência doméstica e familiar;
II – menosprezo ou discriminação à condição de mulher.”

Qual a pena por feminicídio?

Segundo a 13.104, de 2015, “a pena do feminicídio é aumentada de 1/3 (um terço) até a metade se o crime for praticado durante a gestação ou nos 3 (três) meses posteriores ao parto; contra pessoa menor de 14 (catorze) anos, maior de 60 (sessenta) anos ou com deficiência; na presença de descendente ou de ascendente da vítima.”

Como denunciar violência contra mulheres?

Ligue 180 para ajudar vítimas de abusos.
Em casos de emergência, ligue 190.

  • Arquivos

  • Janeiro 2022
    S T Q Q S S D
    « dez   fev »
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930
    31