TA
Tainá Andrade
 

 (crédito: GovBa/Twitter)

(crédito: GovBa/Twitter)

As fortes chuvas que atingem a Bahia desde novembro levaram o governador Rui Costa (PT) a pedir ajuda ao governo federal. Segundo os registros oficiais, o volume de água aumentou muito na madrugada de Natal, chegando a aproximadamente 100mm. Desde o dia 17 de dezembro, o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) decretou situação de emergência em diversas cidades da Bahia por causa do mau tempo.

Até a última atualização da pasta, 26 municípios reportaram ocorrências com alagamento, inundação e enxurrada desde quinta-feira. Até o momento, 66 cidades foram atingidas no estado. Os temporais já mataram 17 pessoas, e o número de feridos chega a 286, com 378.286 pessoas atingidas. Relatórios da Superintendência de Proteção e Defesa Civil do Estado (Sudec) e das prefeituras dos municípios atingidos computaram 4.185 desabrigados e 11.260 desalojados.

Ontem, autoridades promoveram uma reunião virtual para enfrentar a emergência na Bahia. Participaram do encontro os ministros da Cidadania, João Roma; do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho; da Saúde, Marcelo Queiroga; e o secretário nacional de Defesa Civil, coronel Alexandre Lucas; além de senadores, secretários estaduais e municipais. O objetivo era organizar a força-tarefa com ações de socorro a serem realizadas e definir o tipo de apoio emergencial para a Bahia.

“A maior orientação do presidente Bolsonaro é que a gente possa fazer todo o empenho necessário para ajudar a população baiana (…)”, escreveu João Roma em uma rede social. “Ficou definida a criação de uma central de operações conjuntas para combater os efeitos desastrosos dessas chuvas”, detalhou.

O governador da Bahia, por sua vez, instalou uma base de apoio em Ilhéus, no sul do estado, com o intuito de otimizar os esforços e repasses de ajudas a todas as cidades afetadas. O governo federal se dispôs a enviar combustível e aeronave das Forças Armadas para auxiliar no resgate. Também foram enviados técnicos e equipes da Força Nacional do Sistema Único de Saúde (SUS) para o local, a fim de reforçar a vacinação contra a covid.

Rui Costa pediu reforço, também, de governadores de regiões próximas. Equipes de bombeiros de Minas Gerais, do Rio Grande do Norte, do Espírito Santo e do Maranhão levarão aeronaves e equipamentos para a operação.

tráfego nas estradas atingidas pelas chuvas.

“Futuros Amantes”. Chico Buarque: (Cidade Submersa): a maravilhosa canção futurista de Chico para embalar a última semana de 2001, que afoga a Bahia em estranhos temporais de dezembro.

BOM DIA!

(Vitor Hugo Soares)

dez
27
Posted on 27-12-2021
Filed Under (Artigos) by vitor on 27-12-2021
AB
Agência Brasil
 

 

O comandante da seleção do Brasil, Tite, é o único brasileiro no ranking de melhores técnicos de futebol do mundo elaborado pela revista especializada Four Four Two. Ele está na 35ª posição da relação.

Segundo a publicação inglesa, “o técnico do Brasil completou 60 anos este ano, lançou uma geração de estrelas da seleção e chegou à final da Copa América – seu time estará entre os favoritos para a Copa do Mundo no ano que vem e ele ainda é um técnico de seleção astuto, capaz de encontrar harmonia entre as estrelas do samba do Brasil”.

O primeiro colocado no ranking é o espanhol Pep Guardiola, que comanda o Manchester City (Inglaterra), sendo seguido pelos alemães Jürgen Klopp, do Liverpool (Inglaterra), e Thomas Tuchel, do Chelsea (Inglaterra).

dez
27
Posted on 27-12-2021
Filed Under (Artigos) by vitor on 27-12-2021
Cutuca!

Amarildo, na Gazeta Online, de Vitória(ES)

dez
27
Posted on 27-12-2021
Filed Under (Artigos) by vitor on 27-12-2021

DO CORREIO BRAZILIENSE

Foto: Presidência da República
Credit…Foto: Presidência da República

Por JORNAL DO BRASIL

Em oposição ao ex-ministro Sérgio Moro, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que o pré-candidato do Podemos à Presidência da República não prega a cartilha que o elegeu em 2018.

“Ele confessou que deveria ser mais taxativo contra o armamento”, disse Bolsonaro em entrevista a jornalistas no Palácio da Alvorada. “Não é a minha cartilha, a do povo que me elegeu.”

Além disso, Bolsonaro questionou os índices de intenção de voto do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que lidera as pesquisas mais recentes para a campanha presidencial de 2022. “Tem voto, mas não acredito nesse montante todo que está aí.”

O presidente afirmou que, após se filiar ao PL, pretende usar o tempo de propaganda eleitoral no ano que vem para mostrar o que fez. Dessa forma, de acordo com o chefe do Executivo, o eleitor poderá comparar o governo ao do petista. “Quando se fala em três anos sem corrupção, não é por acaso, são medidas que tomamos.”

Enquanto tenta a reeleição, Bolsonaro se movimenta para emplacar o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, como candidato a governador de São Paulo. Na sexta-feira (24), o chefe do Planalto confirmou Tarcísio na campanha. “Certeza que Tarcísio é o nosso candidato.”

 Nos últimos dias, Bolsonaro também conversou com o empresário Paulo Skaf e a deputada Janaína Paschoal, apontados como possíveis candidatos ao Senado ou a vice na chapa do governo, mas declarou que não fechou nada com os dois. (Daniel Weterman/Agência Estado)

  • Arquivos

  • dezembro 2021
    S T Q Q S S D
    « nov   jan »
     12345
    6789101112
    13141516171819
    20212223242526
    2728293031