dez
16
Posted on 16-12-2021
Filed Under (Artigos) by vitor on 16-12-2021

Aos nossos leitores

A edição em português do EL PAÍS despede-se hoje de seus leitores

A edição em português do EL PAÍS despede-se hoje de seus leitores. Esta edição nasceu em 2013 e durante oito anos informou sobre a atualidade brasileira e mundial. Neste tempo, apesar de ter atingido grandes audiências e um número considerável de assinantes digitais, ela não alcançou sua sustentabilidade econômica, o que levou à decisão por sua descontinuidade.

O EL PAÍS, que mantém correspondentes em São Paulo, conta com a mais extensa rede de jornalistas no continente. A partir de sua redação na Cidade do México, dos escritórios de Washington, Bogotá e Buenos Aires e de seus jornalistas nas principais capitais, a edição do EL PAÍS América oferece a mais completa cobertura em espanhol da área. Um esforço que será ampliado nos próximos meses e no qual o jornal concentrará suas energias.

Queremos agradecer aos profissionais do EL PAÍS Brasil por seu grande esforço e dedicação. Como também à fidelidade de nossos leitores, que poderão acompanhar a informação sobre a região e o resto do mundo em nossa edição da América. Para este jornal, o Brasil é um eixo da informação global tanto no plano político e econômico, quanto no cultural e social.

How Insensitive”, Tony Bennett:

Queremos você Bennett !!!
Feliz Natal !!!
(Gilson Nogueira)

dez
16
Posted on 16-12-2021
Filed Under (Artigos) by vitor on 16-12-2021

 

DO CORREIO BRAZILIENSE

Presidente disse que nem sabia o que era Iphan e reclamou do órgão: “Enquanto tá lá um cocô petrificado de índio, para a obra, pô!”, afirmou

PG
Pedro Grigori
 

 (crédito: Reprodução/TV Brasil )

(crédito: Reprodução/TV Brasil )

O presidente Jair Bolsonaro (PL) confirmou, nesta quarta-feira (15/12), que demitiu funcionários do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) após a autarquia ter interditado a construção de uma obra da Havan, empresa do bolsonarista de Luciano Hang.

“Há pouco tempo tomei conhecimento de uma obra de uma pessoa conhecida, o Luciano Hang, que estava fazendo mais uma obra e apareceu um ‘pedaço de azulejo’ durante as escavações. Chegou o Iphan e interditou a obra”, iniciou o presidente, durante discurso realizado no evento Moderniza Brasil, realizado na Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

“Liguei pro ministro da pasta (responsável pelo Iphan), e perguntei ‘que trem é esse?’ Porque eu não sou tão inteligente como meus ministros. ‘O que é Iphan, com PH?’ Explicaram para mim, tomei conhecimento, ‘ripei’ todo mundo do Iphan. Botei outro cara lá, o Iphan não dá mais dor de cabeça pra gente”, completou Bolsonaro, que é aplaudido pelos presentes no evento. 

O presidente já havia falado sobre interferir na autarquia durante a reunião ministerial de 22 de abril de 2020, divulgada posteriormente pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Na ocasião, o presidente afirmou ter recebido a queixa de Hang em relação ao embargo de uma obra no Rio Grande do Sul.

A construção foi paralisada em agosto de 2019, após uma empresa contratada pela Havan comunicar ao Iphan ter identificado cerâmicas e vestígios arqueológicos de civilizações passadas no local da obra.

“O Iphan, não é? Tá lá vinculado à Cultura. Eu fiz a cagada em escolher… não escolher uma, uma pessoa que tivesse um outro perfil. É uma excelente pessoa que tá lá, tá? Mas tinha que ter um outro perfil também. O Iphan para qualquer obra do Brasil, como para a do Luciano Hang. Enquanto tá lá um cocô petrificado de índio, para a obra, pô! Para a obra. O que tem que fazer? Alguém do Iphan que resolva o assunto, né? E assim nós temos que proceder”, disse o presidente na reunião interministerial.

Após a paralisação do empreendimento, Hang gravou e divulgou um vídeo nas redes sociais reclamando que a obra estava paralisada porque o Iphan encontrou “fragmentos de pratos”.

Uma das “ripadas” do Iphan é a ex-presidente da autarquia Kátia Bogéo, demitida em dezembro de 2019, quatro meses após a obra ser paralisada. Em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, em maio de 2020, Kátia denunciou ter sido demitida por pressão de Hang e do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos). “O vídeo feito por Hang foi mentiroso, ele vendeu essa mentira para o presidente e o presidente comprou essa mentira dele. Aí, a imagem que o presidente formou na cabeça dele do que seria o Iphan seria de um órgão que estava ali para paralisar obras, impedir o desenvolvimento”, disse ao jornal.

Katia afirma que ficou sabendo da exoneração pelo Diário Oficial da União (DOU), não tendo sido avisada antes ou chamada para auxiliar no processo de transição. A presidência ficou sendo ocupada interinamente pelo técnico Robson de Almeida durante seis meses.

Em maio de 2020, o governo federal nomeou como nova presidente do Iphan a servidora do Ministério do Turismo, Larissa Rodrigues Peixoto Dutra. A nomeação foi amplamente questionada por servidores do Iphan e pessoas ligadas a preservação do patrimônio histórico e cultural, pela ausência de experiência por parte da nova presidente. Dutra continua no cargo até o momento.

A reportagem entrou em contato com a assessoria de imprensa da Havan, mas não obteve retorno até a publicação desta reportagem

dez
16
Posted on 16-12-2021
Filed Under (Artigos) by vitor on 16-12-2021



 

Bira, NO PORTAL DE HUMOR

 

dez
16
Posted on 16-12-2021
Filed Under (Artigos) by vitor on 16-12-2021

DO CORREIO BRAZILIENSE

O pré-candidato à Presidência foi alvo de buscas da Polícia Federal; Ciro defende que ‘operação é absurda e arbitrária’

AL
Estado de Minas
 

 (crédito: AFP / Mauro Pimentel)

(crédito: AFP / Mauro Pimentel)

Alvo de buscas da Polícia Federal na manhã desta quarta-feira (15/12), na Operação “Colosseum”, o pré-candidato à presidência, Ciro Gomes (PDT), defende que o caso é arbitrário e que tem relações com o presidente Jair Bolsonaro (PL).

Para Ciro, a PF está “a serviço dos ladrões da família Bolsonaro”. Às vésperas de ano eleitoral, a operação teria o objetivo de constrangê-lo e sabotar sua candidatura na corrida presidencial de 2022. “Eu vi a dinâmica de escolha do diretor-geral da PF, que é um medíocre e que nunca foi, sequer, superintendente”, continuou. O democrata compartilhou sua versão dos fatos em entrevista à Globonews nesta tarde.

Em tom incisivo, Ciro se referiu aos filhos de Bolsonaro: “A intenção é me igualar a este bando de picareta que infernizaram a vida brasileira”. Em sua fala, inclusive, citou um caso de corrupção envolvendo o presidente, à época deputado federal, em que supostamente foi flagrado ao desviar o dinheiro da gasolina de seu gabinete.

Com 40 anos de vida pública e sem envolvimento em escândalos políticos ou investigações, a operação pode refletir, diretamente, no resultado do pleito eleitoral do próximo ano. “Essa é a primeira vez na minha vida que eu passei pelo constrangimento de uma operação da PF na minha casa”, afirmou. Cotado como um forte nome da terceira via, Ciro, repetidas vezes, citou sua dignidade e reiterou a urgência de “se fazer justiça”.

“Eu peço aos juristas, aos advogados e aos professores de direito que venham em socorro deste democrata honrado, que faz da vida pública um ato de decência”, disse. “Eu sou um crítico contundente do Bolsonaro e tenho coerência, porque eu não tenho uma mancha na minha vida pública.”

A operação visa apurar supostas fraudes e pagamento de propinas a agentes políticos e servidores públicos que envolvem as obras no estádio Castelão, em Fortaleza/CE, de 2010 a 2013. Entre os alvos das buscas estão o presidenciável Ciro Gomes e o ex-governador Cid Gomes, seu irmão.

Apoio político

Nas redes sociais, os ex-presidentes Lula (PT) e Dilma Rousseff (PT) prestaram apoio a Ciro. “Tiveram suas casas invadidas sem necessidade, sem serem intimados para depor e sem levar em conta a trajetória de vida idônea dos dois. Eles merecem ser respeitados”, escreveu o petista.

Ao comentar o apoio recebido, o pré-candidato agradeceu as mensagens. “Nós, democratas, temos que nos proteger”, declarou.

*Estagiária sob supervisão da subeditora Ellen Cristie.

  • Arquivos

  • dezembro 2021
    S T Q Q S S D
    « nov   jan »
     12345
    6789101112
    13141516171819
    20212223242526
    2728293031