Morre Jânio Soares, secretário de Cultura e Esportes de Paulo Afonso, vítima de infarto aos 62 anos - Portal ChicoSabeTudo

Janio Ferreira Soares: hora de perplexidade.

CRÔNICA

                     JANIO E A CACHOEIRA DE PAULO AFONSO (EM MEMÓRIA)

 

                                Gilson Nogueira

 

        Era menino, já de calças compridas, e foi assim que, um dia, na carroceria de um ” Pau de Arara” da Chevrolet saímos de Serrinha para conhecer a Cachoeira de Paulo Afonso, uma ideia do meu avô Samuel. Aquela imagem do Oceano de Água Doce despencando lá de cima, até hoje, inunda minha cabeça. ” Que maravilha! “, devo ter exclamado quando vi de perto uma das riquezas da Bahia, junto ao cacau e ao petróleo.

Agora., impactado pela notícia da morte do colega de profissão Jânio Ferreira Soares, choro por dentro e naufrago em minhas perplexidades, sem saber o que dizer. Que a partida de Jânio para a Eternidade seja repleta de luzes! Valeu, grande Jânio, você vive na nossa lembrança! Para sempre!

    Gilson Nogueira é jornalista, colaborador da primeira hora do Bahia em Pauta.

==============================================================================================

Luiz Gonzaga Ferreira (de Portuga), na  área de Comentários do BP:

Não estou a acreditar com a notícia profundamente triste da morte de Janinho: lembro-me de seu pai, Zé da Silva, apaixonado pelo Janio Quadros, deu o nome de sua primeira filha de Jane! E eis que não satisfeito, tacou o nome de nosso Janinho! Nos deixou. Como conterrâneo, primo e admirador, sinto profundamente a perda de um generoso talento!
Meu último contato com a tia Alda (tia dele e quase mãe) foi perguntar pelo Juninho, Saudades muitas dele.

================================

Maria Aparecida Torneros , de Buenos Aires:

 

Cida Torneros on 14 dezembro, 2021 at 11:02 #

Maravilhosa homenagem. Eu virei fã dele ao ler seus textos. Ontem quando vi no face o post de Olívia, me deu um nó. Nem sei Explicar. Era na garganta, no coração e na alma. Tudo ao MESMO tempo. Entrei no avião com Destino ao RIO. Calei.

Cida Torneros é jornalista, escritora colaboradora e amiga do peito do Bahia em Pauta.

===========================================================

Regina Soares, de Santa Rosa, do vale californiano dos vinhedos de Napa e Sonoma, na Califórnia, costa oeste dos Estados Unidos.

Mais uma vez me vêm à mente os versos sábios de Chico Buarque de Holanda:

“A gente quer ter voz ativa
No nosso destino mandar
Mas eis que chega a roda viva
E carrega o destino prá lá …”

Como sempre ocorre quando um acontecimento, maior que nossa imaginação,
brutalmente interrompe o curso da história!!
Solidária aos sentimentos de pesar, envio o meu abraço a você, Vitor Hugo, em especial, por ser a pessoa mais ligada, do meu conhecimento, à Jânio por laços de amizade e companheirismo, como ribeirinhos e de um tempo compartido, ainda que em memórias, as quais jamais deixarão de existir e te acompanhar!!
A vida e a morte têm lá seus mistérios, mano…????

Regina Soares, advogada especializada em Eleições, mé colaboradora de raiz do BP. Mora há décadas nos Estados Unidos.

===============

Viva Janio Ferreira Soares, poderoso ser de luz e inteligência, que sempre estará entre nós, em qualquer esquina , como disse o jornalista Cláudio Leal em sua belíssima e verdadeira mensagem de recordação do amigo que se foi. (Vitor Hugo Soares).

 

 

 

 

 

Paulo Afonso”, Luiz Gonzaga: o rei do baião e grande  aniversariante da semana (13 de dezembro), no tributo musical do Bahia em Pauta, a um de seus pilares de sustentação desde o começo, que se foi de repente na madrugada desta segunda-feira.

BOM DIA!!!

(Vitor Hugo Soares)

dez
15
Posted on 15-12-2021
Filed Under (Artigos) by vitor on 15-12-2021

 DO CORREIO BRAZILIENSEd

Ex-juiz defendeu a tese de que sua candidatura à Presidência em 2022 será um diferencial pelo “real compromisso” no combate à corrupção em entrevista à CBN Goiânia nesta terça-feira (14/12)

BL
Bernardo Lima*

 (crédito: Evaristo Sá/AFP; Fabrice Coffrin/AFP)

(crédito: Evaristo Sá/AFP; Fabrice Coffrin/AFP)

Pré-candidato pelo Podemos, Sergio Moro diz que Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o presidente Jair Bolsonaro (PL) são “muito parecidos”. Para o ex-ministro da Justiça, seus dois potenciais adversários na corrida presidencial de 2022 são contra o combate à corrupção.

Ao ser questionado, nesta terça-feira (14/12), se sua candidatura seria um “bolsonarismo sem Bolsonaro”, Moro respondeu que é muito diferente do atual chefe do Executivo, que, de acordo com ele, é muito parecido com o ex-presidente Lula.

“Eu sou muito diferente tanto do Bolsonaro quanto do Lula. A gente tem até visto os dois muito parecidos. O Bolsonaro foi criticar a Lava-Jato, mentir contra o Deltan Dallagnol, que foi o procurador da força-tarefa, e é a mesma coisa que o Lula faz. Ambos são contra o combate à corrupção”, disse em entrevista à CBN Goiânia.

Em seguida, Moro reforçou oposição a Bolsonaro e criticou Lula e os governos petistas, que segundo ele, patrocinaram o “maior esquema de corrupção da história”.

“Um teve lá o maior esquema de corrupção da história [referindo-se a Lula e o PT] e o presidente atual desmantelou o combate à corrupção. Eu respeito muito a Polícia Federal, mas hoje ela não é a mesma da época da Lava-Jato. O combate à corrupção foi estancado. Então, a minha proposta é totalmente diferente”, afirmou.

Pesquisas

Lula e Bolsonaro hoje lideram as intenções de voto para o primeiro turno das eleições presidenciais de 2022 e são os principais adversários políticos de Moro. A pesquisa Quaest/Genial, divulgada na quarta-feira passada (8), também mostrava o petista na frente, com 46%, contra 23% do atual presidente. Na briga pela terceira via, Sergio Moro aparecia à frente de Ciro Gomes (PDT), com 10% das intenções de voto, enquanto Ciro tinha 5%. João Doria (PSDB) aparecia com 2% e Rodrigo Pacheco (PSD), com 1%, assim como Felipe d’Avila (Novo). 

*Estagiário sob a supervisão de Andreia Castro

dez
15
Posted on 15-12-2021
Filed Under (Artigos) by vitor on 15-12-2021



 

Amarildo, NA

 

dez
15
Posted on 15-12-2021
Filed Under (Artigos) by vitor on 15-12-2021

CORREIO BRAZILIENSE

Ministro do STF acatou recurso do Ministério Público do RS e suspendeu habeas corpus que mantinha os quatros condenados em liberdade. Réus foram condenados por homicídio simples com dolo eventual

GB
Gabriela Bernardes*

 (crédito: Fotos: Juliano Verardi/Ascom TJRS)

(crédito: Fotos: Juliano Verardi/Ascom TJRS)

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, suspendeu, nesta terça-feira (14/12), o habeas corpus preventivo que impedia a prisão dos quatro réus condenados pelo incêndio da Boate Kiss, que resultou em 242 mortes, no ano de 2013, em Santa Maria (RS).

Agora, Elissandro Spohr, o dono da Boate Kiss; Mauro Hoffmann, outro sócio da boate; Marcelo de Jesus dos Santos, o vocalista da banda; e Luciano Bonilha Leão, o assistente de palco — réus condenados pelo Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul na última semana — poderão ser presos.

A decisão de Fux acatou um recurso do Ministério Público do RS. A Primeira Câmara Criminal do Tribunal da Justiça do estado deve ser informada para que a decisão do desembargador Manuel José Martinez Lucas, da 1ª Câmara Criminal do TJ/RS, de suspender a execução da pena e conceder o direito deles recorrerem em liberdade, seja revogada.

As penas variam de 18 a 22 anos e seu cumprimento se daria em regime inicialmente fechado. A prisão dos quatro chegou a ser decretada pelo juiz Orlando Faccini Neto durante a leitura da sentença.

“(…) Ex positis, DEFIRO o pedido liminar, com fundamento no §7º do art. 4º da Lei 8.437/92, para suspender os efeitos da decisão proferida nos autos do Habeas Corpus (…) a fim de haja o cumprimento imediato das penas atribuídas aos réus Elissandro Callegaro Spohr, Mauro Londero Hoffmann, Marcelo de Jesus dos Santos e Luciano Augusto Bonilha Leão, pelo Tribunal do Júri”, diz trecho do despacho do presidente da Corte.

As penas

-Elissandro Spohr, sócio da boate, responderá 22 anos e seis meses de prisão por homicídio simples com dolo eventual
-Mauro Hoffmann, sócio da boate, responderá 19 anos e seis meses de prisão por homicídio simples com dolo eventual
-Marcelo de Jesus, vocalista da banda responderá 18 anos de prisão por homicídio simples com dolo eventual
-Luciano Bonilha, auxiliar da banda, responderá 18 anos de prisão por homicídio simples com dolo eventual

*Estagiária sob a supervisão de Andreia Castro

  • Arquivos

  • dezembro 2021
    S T Q Q S S D
    « nov   jan »
     12345
    6789101112
    13141516171819
    20212223242526
    2728293031