dez
09
Posted on 09-12-2021
Filed Under (Artigos) by vitor on 09-12-2021
Reunião ocorreu na residência da presidente nacional do Podemos, deputada Renata Abreu, e durou 40 minutos
Moro e Doria se encontram em São Paulo
Foto: Luís Blanco/Governo de São Paulo

 

Sergio Moro (à direita na foto) se reuniu por 40 minutos hoje com o governador de São Paulo, João Doria (à esquerda na foto), e o vice, Rodrigo Garcia. O encontro, a pedido de Doria, ocorreu na capital paulista, na residência da presidente nacional do Podemos, deputada Renata Abreu. 

Como mostramos, mais cedo, Moro também se reuniu com Luiz Felipe D’ávila, pré-candidato à Presidência pelo Novo.

 “É preciso construir para o Brasil um projeto equilibrado, olhando para o futuro, para o resgate da esperança dos brasileiros e brasileiras”, disse Moro após os encontros.

O ex-juiz e pré-candidato do Podemos ao Planalto tem participado de diversos eventos com lideranças e empresários nos últimos dias. No sábado (4), Moro se encontrou com o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, em Porto Alegre.

“Pés de Milho”, Elba Ramalho: a grande atriz e intérprete nordestina canta maravilhosamente a filhos, pais, mães, primos, tios e amigos. Sensacional. Confira.

bom dia!!!

(Vitor Hugo Soares)

dez
09
Posted on 09-12-2021
Filed Under (Artigos) by vitor on 09-12-2021

DO CORREIO BRAZILIENSE

O presidente argentino, Alberto Fernández, se encontrará com o petista e o premiará com uma homenagem para defensores dos direitos humanos

dez
09
Posted on 09-12-2021
Filed Under (Artigos) by vitor on 09-12-2021



 

 J. Bosco, NO JORNAL

 

DO JORNAL DO BRASIL/CADERNO B

.

Foto: El Deseo D.A.S.L.U.
Credit…Foto: El Deseo D.A.S.L.U.

POR MYRNA SILVEIRA BRANDÃO

O Festival Internacional de Cinema do Rio – que realizará sua 23ª edição em formato presencial de 9 a 19 de dezembro – será palco da primeira exibição no Brasil de “Madres Paralelas”, do celebrado cineasta espanhol Pedro Almodóvar, que abrirá o evento.

Estrelado por Penélope Cruz, musa e parceira do cineasta, o drama segue duas mulheres que se encontram em um quarto de hospital onde vão dar à luz. Ambas são solteiras, engravidaram acidentalmente e, após o vínculo que surge entre elas, suas vidas nunca mais serão as mesmas. “Madres Paralelas” abriu o Festival de Veneza, quando Penélope Cruz conquistou o prêmio de Melhor Atriz.

“A seleção deste ano mostra um cinema brasileiro forte, pleno de reflexão e, apesar das batalhas diárias, pronto para resgatar um lugar junto ao público. Nosso lema este ano é “ganhe duas horas de vida e vá ao cinema ver o mundo”, diz Ilda Santiago, diretora de programação do Festival.

Nas competitivas e paralelas da Première Brasil, principal mostra do evento, estão produções de diretores consagrados e estreantes de todo o país. As competitivas reúnem filmes de ficção e documentários, tanto longas quanto curtas-metragens.

O Festival do Rio realizará o Painel no Encontro do Centro de Pesquisadores do Cinema Brasileiro (CPCB) – “A Importância da Preservação Fílmica para a História e Memória Cultural” – do qual participarão, entre outros, o consagrado cinematógrafo e Cineasta Walter Carvalho e o documentarista Joel Pizzini.

Além do filme de Almodóvar, vale citar alguns destaques na diversificada programação do festival.

Na competição de longas de ficção, entre os mais esperados estão “Medida Provisória”, drama de Lázaro Ramos sobre um Brasil distópico, no qual um governo autoritário ordena a todos os cidadãos de origem africana que se desloquem para a África; e Medusa, de Anita Rocha da Silveira, selecionado para a última edição de Cannes.

Na competição de longas, documentários, é aguardado com muita expectativa “Uma Baía,” de Murilo Salles, filme de formato observacional, que conta com imagens de lugares e ângulos da Baía de Guanabara desconhecidos do público. Em oito capítulos, medita sobre os habitantes da Baía, a porta de entrada dos primeiros navegantes que chegaram ao Rio de Janeiro e um ecossistema vital para o estado. O filme teve première mundial na Mostra Competitiva do DOK Leipsig – o mais antigo e um dos mais importantes festivais de documentários do mundo.

“São investigações sobre o conflito entre vida e história, beleza e espanto no entorno da Baía de Guanabara. Fábulas que querem pulsar aquilo que dá sentido à jornada de cada um de seus personagens. Onde o olhar e a linguagem corporal das pessoas revelam mais do que estatísticas ou textos sociológicos sobre suas naturezas”, resume o diretor.

Na Première Brasil Hors Concours, a competitiva de novas linguagens, os destaques são “Turma da Mônica 2: Lições”, de Daniel Rezende, que traz uma história sobre educação, sentimentos e o valor da amizade; e “Marinheiro das Montanhas”, de Karim Aïnouz, filme memória do cultuado cineasta, que foi ovacionado na última edição de Cannes.

A Première Brasil Especial vai prestar homenagens a filmes clássicos e grandes nomes do nosso cinema. Na mostra, entre outros, serão mostrados “Dona Flor e seus dois Maridos”, de Bruno Barreto, “Chico Mario – a Melodia da Liberdade”, de Silvio Tendler; e Terra Estrangeira, de Walter Salles e Daniela Thomas.

A mostra “O Estado das Coisas” reúne produções que discutem questões contemporâneas de grande relevância, com óticas diversas e inovadoras narrativas. Os destaques ficam por conta do tocante “Saudade do Futuro”, de Anna Azevedo; e do documentário “Segredos do Putumayo”, de Aurélio Michiles, que narra as investigações do ativista irlandês Roger Casement, então Cônsul Britânico no Brasil, sobre a escravização e assassinato de milhares de indígenas que eram forçados a trabalhar na coleta da borracha.

FILMES SELECIONADOS

Première Brasil – competição de Longas Ficção

A Viagem de Pedro, de Laís Bodanzky

Casa Vazia, de Giovani Borba

Cora, de Gustavo Rosa de Moura e Matias Mariani

Medusa, de Anita Rocha da Silveira

Medida Provisória de Lázaro ramos

Meu Tio José, de Ducca Rios

Mundo Novo, de Álvaro Campos

O Pai da Rita, de Joel Zito Araújo

O Livro dos Prazeres, de Marcela Lordy

Sol, de Lô Politi

Première Brasil – competição de longas documentário

BR Trans, de Tatiana Issa e Raphael Alvarez

Cafí, de Lírio Ferreira e Natara Ney

Manguebit, de Jura Capela

O Melhor Lugar do Mundo é Agora, de Caco Ciocler

Rolê – Histórias de Rolezinhos, de Vladimir Seixas

Uma Baía, de Murilo Salles

Première Brasil – Novos Rumos – competição de longas

Barragem, de Eduardo Ades

Diário de Viagem, de Paula Kim

Os Grandes Vulcões, de Fernando Kinas e Thiago B. Mendonça

Os Dragões de Gustavo Spolidoro

Os Primeiros Soldados, de Rodrigo de Oliveira

O dia da Posse, de Allan Ribeiro

Rio Doce, de Fellipe Fernandes

Première Brasil – competição de curtas-metragens

Colmeia, de Maurício Chades (GO)

Da janela vejo o Mundo, de Ana Catarina Lugarini (PR)

Depois quando, de Johnny Massaro (RJ)

Fim do Dia, de Rafael Raposo (RJ)

Jamary, de Begê Muniz (AM)

Masar – Caminhos à Mesa, de Amina Nogueira e Ana Sans (RJ)

Modelo Vídeo, de Leonardo Lacca (PE)

O Nascimento de Helena, de Rodrigo Almeida (RN)

Quando o tempo de lembrar bastou, de Felipe Quadra (RJ)

Solitude, de Tami Martins e Aron Miranda (AP)

Tecido, sigilo de Lucílio Jota (RJ)

Tereza Joséfa de Jesus, de Samuel Costa (RJ)

VIVXS!, de Claudia Schapira, Roberta Estrela D’Alva e Tatiana Lohmann (SP)

Première Brasil Novos Rumos – competição de curtas-metragens

Centelha, de Renato Vallone (RJ)

Chão de Fábrica, de Nina Kopko (SP)

Ibeji Ibeji, de Victor Rodrigues (RJ)

Lina, de Melise Fremiot (RJ)

O Fundo dos Nossos Corações, de Letícia Leão (RJ)

Okofá, de Daniela Caprine, Mariana Bispo, Pedro Henrique Martins,
Rafael Rodrigues e Thamires Case (SP)

Meu Coração já não aguenta mais, de Fabrício Brambatti (SP)

Uma Paciência Selvagem me trouxe até aqui, de Érika Sarmet (RJ)

Première Brasil Hors Concours Longas

Alemão 2, de José Eduardo Belmonte

A Suspeita, de Pedro Peregrino

Capitu e o capítulo, de Júlio Bressane

Eduardo e Mônica, de René Sampaio

Ela e eu, de Gustavo Rosa de Moura

Marinheiro das Montanhas, de Karim Aïnouz

Meu álbum de amores, de Rafael Gomes

O circo voltou, de Paulo Caldas

Papei é Pop, de Caíto Ortiz

Turma da Mônica 2: Lições, de Daniel Rezende

Premiére Brasil Hors Concours Curtas

Ato, de Bárbara Paz

Romance, de Karine Telles

Première Brasil Especial

Dona Flor e seus dois maridos, de Bruno Barreto

Chico Mario – a Melodia da Liberdade, de Silvio Tendler

Já que ninguém me tira para dançar, de Ana Maria Magalhães

Nelson filma o Rio, de Luiz Carlos Lacerda

Tempo Ruy, de Adilson Mendes

Terra Estrangeira, de Walter Salles e Daniela Thomas

Ziraldo – Era uma Vez um Menino…, de Fabrizia Pinto

Première Brasil – O Estado das Coisas

American Thief, de Miguel Silveira

Antígona 442 A.C., de Maurício Farias

Nuhu Um Yõg Hãm, Essa Terra é Nossa, de Isael Maxakali, Sueli
Maxakali, Carolina Canguçu e Roberto Romero

Saudade do Futuro, de Anna Azevedo

Segredos do Putumayo, de Aurélio Michiles

The Last Election and Other Love Stories, de Miguel Silveira

Você não sabia de mim, de Alan Minas

  • Arquivos

  • dezembro 2021
    S T Q Q S S D
    « nov   jan »
     12345
    6789101112
    13141516171819
    20212223242526
    2728293031