ago
14
Não precisamos falar dos tanques de fumaça de Bolsonaro

Tanques e fumaça em Brasília: à moda de república banaeira.

ARTIGO DO DIA

Via Bolsonaro: Moto circo, tanques à vista e Auxilio Brasil

Vitor Hugo Soares

Com arcaicos e fumacentos tanques de guerra, da Marinha, desfilando em Brasília, dia 10 de agosto, foi derrotada e arquivada, na Câmara, a proposta de emenda constitucional (PEC), da tentativa de retorno, nas eleições que se aproximam, ao “voto impresso” de vergonhosa memória, em disputas eleitorais com digitais históricas de corrupção e fraudes escabrosas, em passado recente. Com estas e outras manobras – mal ou bem sucedidas – o governo Bolsonaro e sua tropa de choque de apoio (o  Centrão de Ciro Nogueira à frente) delineia a estratégia da campanha do atual ocupante do Palácio da Alvorada, para continuar por lá mais quatro anos, depois de 2022. Esquema montado sobre três pilares principais de sustentação: o circo das motociatas, em substituição aos proibidos showmícios, para animar palanques no País; a imposição do temor, às oposições, através da ostensiva exibição de tanques, baionetas caladas e coturnos militares em desfile nas ruas, e a promessa de pão amanteigado nas casas de eleitores de bolsões mais carentes, com alguns trocados a mais e mudança do nome do Bolsa Família (marca da esquerda petista) para Auxilio Brasil (ao jeito e gosto da direita bolsonarista).

Maquiavelismo misturado com malandragem da grossa é pouco, mesmo que primários e patético nos dois casos. À  exemplo do teste fracassado, dos veículos de guerra em desfile na “cidade do Arquiteto”, em dia também de depoimento na CPI da Covid 19 – que apura omissões e malfeitos do governo federal no combate à pandemia a caminho das 570 mil vidas ceifadas no país – e da votação, na Câmara, contra as urnas eletrônicas – com 25 anos de eleições limpas e seguras.

Ato estranho (para dizer o mínimo), promovido a pretexto de entregar um convite ao atual ocupante do Palácio do Planalto, para as manobras militares em treinamento dos Fuzileiros Navais na região de Formosa (GO), a 80 km da capital federal, que acontecem periodicamente, mas, desta vez, utilizado com o fito político mambembe de amedrontar o Congresso e o Supremo Tribunal Federal. Olhando bem, a ostensiva “demonstração de força” não passou de mais um triste e grotesco espetáculo de truculência do governo do capitão, do tipo que se costuma ver em repúblicas bananeiras da América Central e Caribe – também na Venezuela sob o mando de Maduro e seus selvagens grupos milicianos de sustentação, como alertou o ministro do STF, presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Luís Roberto Barroso, em entrevista ao programa Manhattan Connection, na TV Cultura.

Registre-se, a bem dos fatos: os três comandos militares participaram, mas a bravata governista deixou evidente um alinhamento mais próximo do comandante da Marinha, almirante Almir Garnier, com Bolsonaro e seu modus operandi autoritário e de choque. Desde o começo do ano, o presidente cobra “provas de fidelidade”, dos chefes de tropas, aos atos políticos do governo. Mas o capitão quer bem mais que simples condescendência aos seus desvarios. Direto em sua reação foi o vice, Hamilton Mourão, que decidiu, claramente, se distanciar do vexame de terça–feira no DF.
Falta testar agora o terceiro pilar da estratégia do “mito” para 2022: transformar o Bolsa Família (fonte de votos nos governos petistas) em Auxílio Brasil (que vira braço de apoio eleitoral bolsonarista) nas presidenciais do ano que vem. Ô, Brasil! Mas isso é outra história, e fica para depois. 

Vitor Hugo Soares é jornalista, editor do site blog Bahia em Pauta. E-mail: vitors.h@uol.com.br 

ago
14

“Spining Wheel”, Sammy Davis Jr.: a voz, o suingue e o jeito todo Sammy de cantar . Confira.

BOM DIA!!!

(Gilson Nogueira)

ago
14
Posted on 14-08-2021
Filed Under (Artigos) by vitor on 14-08-2021

DO CORREIO BRAZILIENSE

O apresentador do SBT, de 90 anos, está internado no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo

VO
Victória Olímpio
 

 (crédito: Antonio Nehemias/SBT)

(crédito: Antonio Nehemias/SBT)

Silvio Santos está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de covid-19 do Hospital Albert Einstein, no bairro do Morumbi, em São Paulo. O apresentador de 90 anos deu entrada nesta sexta-feira (13/8). A informação foi confirmada nas redes sociais por Patrícia Abravanel.

“Nosso pai está clinicamente bem. Daquele jeito que a gente ama… brincando com todos, fazendo piadas, curioso, descontraindo o ambiente. Mas testou positivo para covid e, por conta da idade e necessidade de exames frequentes, os médicos decidiram interná-lo, informou.

As filhas do apresentador agradeceram ainda a preocupação: “Logo logo mandaremos mais boas notícias. Obrigada pelo carinho de sempre, Cintia, Silvia, Daniela, Patrícia, Rebeca e Renata”. Nesta quinta-feira (12/8), o SBT, emissora em que o apresentador trabalha, negou que ele teria dado entrada no mesmo hospital.

Silvio Santos foi um dos primeiros brasileiros imunizados contra a covid-19. Ele recebeu a primeira dose assim que os idosos começaram a ser vacinados, em fevereiro. E a segunda dose foi tomada algumas semanas depois.

Aos 90 anos, o veterano da TV brasileira voltou às gravações para o programa Roda Roda em junho. Ele chegou a ficar um ano e meio longe dos estúdios por causa da pandemia do novo coronavírus.

ago
14
Posted on 14-08-2021
Filed Under (Artigos) by vitor on 14-08-2021



 

Sid, NO PORTAL DE HUMOR em

 

ago
14
 

DO CORREIO bRAZILIENSE

Equipes da Polícia Federal visitam endereços ligados ao acusado para cumprir o mandado

RS
Renato Souza
postado em 13/08/2021 08:31 / atualizado em 13/08/2021 09:32
 

 (crédito: Arthur Menescal/Esp. CB/D.A Press)

(crédito: Arthur Menescal/Esp. CB/D.A Press)

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou a prisão do ex-deputado Roberto Jefferson, presidente do PTB, por ataques à instituições democráticas. Equipes da Polícia Federal estão em busca do acusado para efetuar a prisão preventiva. A prisão foi solicitada pela Polícia Federal, que identificou sérias ameaças em publicações do parlamentar. Jefferson foi preso em casa, em Levy Gasparian, sul do Rio de Janeiro.

Além da reclusão, Moraes determinou busca e apreensão de computadores e celulares para aprofundar as investigações. Pelas redes sociais, o próprio ex-parlamentar afirmou que as equipes policiais foram até a casa da sua ex-mulher.

De acordo com o despacho do magistrado, Jefferson faz parte de uma milícia digital especializada em atacar o Supremo, seus ministros e demais instituições. As diligências fazem parte de um novo inquérito aberto pelo ministro. No YouTube e nas redes sociais, o ex-deputado aparece empunhando armas e ameaçando os ministros, assim como pregando o fechamento do Supremo.

  • Arquivos