Entidades seguem divididas sobre adesão à greve; motoristas prometem parar o país a partir da meia-noite deste domingo

A paralisação não é unanimidade entre os transportadores rodoviários. Algumas entidades apoiam a interrupção, outras são contrárias, e uma terceira parte ainda avalia se vai participar ou não dos atos que tendem a se estender ao longo desta semana

Reprodução de TV, Agência Estado e AFP
Credit…Reprodução de TV, Agência Estado e AFP

Por Jornal do Brasil

 

Entidades e associações que representam caminhoneiros seguem divididas quanto à adesão à paralisação prevista para ocorrer a partir da meia-noite deste domingo, 25, Dia do Motorista. A realização da greve não é unanimidade entre os transportadores rodoviários. Algumas entidades apoiam a interrupção das atividades e já estão organizando a paralisação, enquanto outras são contrárias e uma terceira parte ainda avalia se vai participar ou não dos atos que tendem a se estender ao longo desta semana, segundo representantes ouvidos pelo Broadcast.

Vídeos de transportadores organizando o movimento circulam pelas redes sociais na manhã deste domingo. Em Barra Mansa (RJ), caminhoneiros estendem faixas dos atos próximos à rodovia Presidente Dutra e se reúnem em postos de combustível. Nas faixas contam dizeres como “Estamos no limite”, pedidos de preço “justo” do diesel e lembretes ao cumprimento da lei 13.703/2018, que institui a Política Nacional de Pisos Mínimos do Transporte Rodoviário de Cargas. Em Natal (RN) também há mobilização de alguns transportadores.

“Folhas Mortas”, Jamelão: Uma estrela de primeira grandeza no Céu dos Grandes Cantores Brasileiros !!! Brilha, meu rei !!!

BOA SEMANA !!!

(Gilson Nogueira)

 

DO CORREIO BRASILIENSE

Larissa Pimenta competiu na categoria até 52kg, mas caiu nas oitavas de final para a líder do ranking mundial, Uta Abe, dando adeus à disputa olímpica

VP
VICTOR PARRINI*
 

 (crédito: Gaspar Nóbrega/COB)

(crédito: Gaspar Nóbrega/COB)

O Brasil conquistou sua segunda medalha nos Jogos de Tóquio. O bronze no judô veio do estreante Daniel Cargnin, na categoria até 66kg. Na trajetória até a semifinal, o gaúcho eliminou o egípcio Abdelmawgoud, o moldávo Mdavieru, o italiano Lombardo, mas foi derrotado por Hifumi Abe. O judoca gaúcho saiu de cabeça erguida, pois venceu o israelense Shmailov e garantiu a 23ª medalha verde-amarela na modalidade. A madrugada brasileira e manhã japonesa ainda teve Larissa Pimenta, nos 52kg. Na primeira fase, a paulista superou a polonesa Agata Perenc, mas caiu nas oitavas para a líder do ranking mundial, Uta Abe.

A estreia de Daniel Cargnin foi diante do egípcio Mohamed Abdelmawgoud, 19º no ranking. O brasileiro viu o adversário tomar as primeira iniciativas e depois receber uma punição leve. Os judocas não conseguiram aplicar boas investidas e a luta caminhou para o golden score. E logo no início do tempo extra, Daniel foi rápido e cirúrgico: aplicou um ippon e garantiu a vaga às oitavas de final.

Para avançar às quartas de final e garantir, no mínimo, o direito de disputar a repescagem, Daniel Cargnin precisou superar o moldávo Denis Mdavieru, 15º no ranking da Federação Internacional de Judô. Embalado pela primeira vitória, o brasileiro buscou o contato, mas o adversário estava atento. Novamente, o gaúcho precisou do tempo extra para aplicar um waza-ari e avançar de fase mais uma vez.

Confiante, nas quartas de final, o adversário foi um velho conhecido, o líder do ranking mundial, Manuel Lombardo. Em 2019, Cargnin enfrentou o italiano em solo candango, no Grand Slam de Brasília. Na ocasião, mesmo com uma costela quebrada, o brasileiro superou o adversário e conquistou o título. Tóquio 2020 colocou os dois frente a frente novamente. O gaúcho tentou impor o seu ritmo, mas o número um do mundo se defendia bem. Com os dois judocas punidos, parecia que a luta caminharia para o tempo extra, porém, nos instantes finais, Daniel encaixou um waza-ari e levou o Brasil às semifinais.

Mirando o pódio e a grande decisão, nas semifinais Cargnin encarou Hifumi Abe, irmão de Uta Abe, que eliminou Larissa Pimenta. Era a chance não só garantir a vaga na disputa pelo ouro, mas também de “vingar” a compatriota. A luta começou truncada, como esperado, contudo, o japonês assumiu o controle e aplicou um ippon, adiando o sonho do primeiro ouro brasileiro nos Jogos Olímpicos.

jul
26
Posted on 26-07-2021
Filed Under (Artigos) by vitor on 26-07-2021



 

Amarildo, NA

 

DO CORREIO BRAZILIENSE

Informações prestadas à Polícia Legislativa serão compartilhadas com autoridades de Brasília

RS
Renato Souza
 

 (crédito: SBT/Reprodução)

(crédito: SBT/Reprodução)

A Polícia Civil do Distrito Federal vai investigar as lesões sofridas pela deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP). A parlamentar diz ter acordado sangrando em seu apartamento na Asa Norte, no último domingo (18/7).

Joice prestou depoimento na Polícia Legislativa e no Ministério Público Federal. De acordo com a congressista, as informações serão compartilhadas com as instituições que fazem parte das diligências.

“Eu não sei bem o termo técnico. Mas a Polícia Civil do DF vai investigar o que aconteceu. Amanhã (26/7) vou fazer o exame do corpo de delito”, disse Hasselmann.

O exame de corpo de delito pode colaborar para entender a origem das lesões e determinar se elas ocorreram por queda, agressão ou qualquer outro tipo de trauma.

A parlamentar apresenta cinco fraturas no rosto, uma na costela e uma lesão superficial na parte se trás da cabeça. Em coletiva à imprensa, neste domingo (25/7), a parlamentar apresentou um hematoma na região da perna.

  • Arquivos