jun
29
Postado em 29-06-2021
Arquivado em (Artigos) por vitor em 29-06-2021 00:26

Autor real afirma que William expulsou Harry do Palácio de Kensington

Brigados, Harry e William ficarão frente a frente no evento de inauguração da estátua da mãe, a princesa Diana, no Palácio de Kensington

Príncipe Harry e WilliamTolga Akmen – WPA Pool/Getty Images
A atenção da mídia e dos súditos está voltada ao próximo encontro dos príncipes William e Harry na quinta-feira (1º/7). Brigados, os irmãos ficarão frente a frente no evento de inauguração da estátua da mãe, a princesa Diana, no Palácio de Kensington. Muito se especula sobre o conflito entre os dois filhos do príncipe Charles. Segundo o historiador Robert Lacey, a rixa entre a dupla começou meses após o casamento dos duques de Sussex, Harry e Meghan Markle, em 2018.

Autor do livro Battle of Brothers, Lacey está prestes a lançar uma edição atualização da publicação dedicada aos irmãos. Conforme investigou o comentarista da realeza, Harry e William tiveram um confronto “feroz e amargo” por causa das queixas de Meghan. As reclamações intimidaram os colaboradores da casa real. Embora a duquesa de Sussex tenha negado as declarações, quem não gostou do disse me disse foi o marido de Kate Middleton.

Em entrevista à Hello! Magazine, o especialista de assuntos da dinastia Windsor revelou detalhes da batalha entre os duques de Cambridge e Sussex. De acordo com Lacey, William foi quem começou a dividir a família real e chegou a pedir ao irmão para sair do Palácio de Kensington. “William expulsou Harry”, disse um amigo em comum da dupla. O pai dos príncipes George, Charlotte e Louis ficou “horrorizado” com o que tinha ouvido dos funcionários e tomou uma atitude drástica.

 
PUBLICIDADE
Paul Grover- WPA Pool/Getty ImagesPríncipes William e Harry
Príncipes William e Harry estão brigados

Na avaliação do historiador, o evento em memória à Lady Di pode ser a oportunidade ideal da dupla pôr um ponto final na série de desentendimentos. “Acho que isso criará um grande progresso”, analisou Robert Lacey em entrevista à Hello! Magazine. “Eles estão vindo de lados opostos do mundo com o propósito expresso de homenagear a mãe e o que mais eles poderiam fazer para homenageá-la do que pelo menos começar a voltar juntos”, acrescentou o escritor.

William e Harry se encontraram pela última vez no funeral do avô paterno, o príncipe Philip. À época, a imprensa especulava que as “feridas seriam curadas”, entretanto não houve uma reconciliação. “Eu não posso acreditar que qualquer um deles gostaria que esta ocasião fosse divisiva. Se eles tiveram todo esse trabalho para erguer um monumento à Diana e o que ela representa e representou, então certamente é o momento para eles alinharem sua própria posição com o que ela teria desejado”, ponderou Lacey.

 
1

Na entrevista, o autor do livro Battle of Brothers continuou a argumentar a respeito da solenidade ser a chance dos irmãos selarem a paz: “E, se naquele momento, eles estão unidos em homenagear Diana, por que não, em outros momentos contínuos do tempo, eles não deveriam estar unidos de outras formas? Afinal, preferiria esvaziar a ocasião de significado se eles apenas se reúnem por causa da estátua e, em seguida, retomam a guerra”.

O duque de Sussex chegou a falar a amigos sobre “querer se reconciliar” com os parentes, e sobre estar disposto a admitir alguns erros que cometeu, conforme apurou Robert Lacey. “Acredito que para William seguir em frente, ele precisaria de alguma garantia de que não haveria mais entrevistas reveladoras”, sustentou o autor. No ponto de vista do comentarista real, para a confiança ser restaurada entre os irmãos, é necessário negociar uma reconciliação séria e discutir tópicos em particular.

Pool/Samir Hussein/WireImage/Getty ImagesPríncipe Harry
Príncipe Harry é neto da rainha Elizabeth II

O especialista em questões da Coroa britânica defende a tese de que o Jubileu de Platina da Rainha, em junho de 2022, pode sinalizar outro ponto de virada no relacionamento de Harry e William. Robert prevê que os duques de Sussex levarão os filhos, Archie e Lilibet, para se juntar à realeza na varanda do Palácio de Buckingham. “As crianças são um importante caminho para a reconciliação”, garantiu.

conteudo patrocinado

 
 

InPixio inPixio Photo Studio 11 – Remova objetos com apenas um clique!
 

King Shoes O tênis mais concorrido de 2021 agora com 70% de desconto!
 

Dr. Julio Benevides – Especialista em Saúde Masculina Truque pouco conhecido faz de qualquer homem em um leão na cama

Outros experts da família argumentam que a caçula de Meghan e Harry, Lilibet Diana, será usada como uma “bebê band-aid” por ajudar a fechar o abismo entre o pai e o tio, William. Quem também entrou em cena a fim de acalmar os ânimos foi a rainha Elizabeth II, avó dos dois príncipes. Uma fonte contou ao The Sun que a monarca aproveitará a oportunidade do duque de Sussex está no Reino Unido para agir como uma pacificadora. Eles se encontraram nessa sexta-feira (25/6).

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos