jun
21
Postado em 21-06-2021
Arquivado em (Artigos) por vitor em 21-06-2021 00:08
FHC faz 90 anos e assiste a vídeo com exaltação a perfil democrático e homenagens de Doria, Temer e Huck

AOS LEITORES, OUVINTES E NAVEGANTES:

O site blog Bahia em Pauta traz nesta segunda-feira, 21 de junho, para o seu espaço principal de informação e opinião, o precioso texto crítico publicado originalmente na área de comentários do BP, a propósito da notícia do Correio Braziliense, sobre os 9o anos do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, comemorados na semana passada. Leitor a amigo do peitos da primeira hora dos que pensam e fazem este site blog, Volney é também um virtuose no talento e capacidade de escrever e dizer criticamente o que pensa com  a força da boa escrita. O texto que segue é prova cabal disso. Confira. (Vitor Hugo Soares, editor do BP). 
===========================================================
Pindorama é realmente Singular
Carlos Volney

Eu não aguento deixar passar em branco uma notícia como essa do Correio Brasiliense.
Pindorama é realmente singular.
Homenageia, enaltece, exalta uma figura como FHC sem fazer a mais leve referência a seu comportamento inegavelmente farsante.
Posa como mentor do Plano Real, quando seu verdadeiro criador foi Itamar Franco que inclusive resistiu a pressões – as quais eram até apoiadas por ele – para não efetivar a implantação da mudança.

Itamar colocou-o como Ministro da Fazenda para neutralizá-lo – ele entende de economia o que eu entendo de Física Quântica -, isolá-lo em uma função sobre a qual nada entendia.
Como Presidente da República comandou a mais deslavada corrupção de que se tem notícia, ao comprar literalmente o Congresso para instituir a reeleição.
Aliou-se aos maiores e mais notórios corruptos do país, começando por Maluf.
A privatização do sistema de telefonia foi efetuada com a prática de corrupção escancarada.

Enfim, falta memória para listar aqui todas as imoralidades praticadas em seus governos.

E aí, vemos a postagem de uma matéria que não faz sequer referência às vergonhosas atitudes, ações por ele praticadas, pelo contrário, é uma exaltação quase de endeusamento.
Há jeito para nós?????

Carlos Volney.

Be Sociable, Share!

Comentários

Taciano Lemos de Carvalho on 21 junho, 2021 at 12:36 #

Texto que é uma cacetada bem no meio do quengo do Príncipe da Privataria —salientando que não há privataria que não seja sinônimo de corrupção—, esse político abjeto. Parabéns a Carlos Volney pelo excelente artigo.

Por falar em Príncipe da Privataria, veio agora a lembrança de um fato. Quando o abjeto político era presidente do Brasil, soltou aquela estapafúrdia frase, dizendo que aposentados eram vagabundos. No dia seguinte à canalha frase, estava eu como diretor de um dos sindicatos de Brasília. Do Sindical, Sindicato dos Servidores do Poder Legislativo do DF e do TCDF. A indignação ainda fervia nas minhas veias de trabalhador, ainda não aposentado é verdade. Mas todo aposentado foi trabalhador por muitos e muitos anos. E conversando com um servidor do Sindical soltei um palavrão e explodiu da minha indignação e revolta pela canalhice da frase do Príncipe da Privataria, a frase: “VAGABUNDO É ELE”. Foi o suficiente para o servidor do Sindical, com o qual eu falava no momento, exclamasse: “É esta a frase”. Ele sentou em frente ao computador e fez uma arte simples de adesivo para carros. Um retângulo, fundo vermelho e letras brancas. Escrito no cantinho inferior direito o nome Fascal. Centralizado na arte do adesivo, um indignado “VAGABUNDO É ELE”. Só isso. Lembro que foram milhares de adesivos para carros. Cheguei a ver alguns até mesmo nas ruas de Salvador, Belo Horizonte, Goiânia, Barreiras (Bahia).

Então, ao tempo que parabenizo Carlos Volney pelo artigo que é um relato de quem foi o Príncipe da Privataria, reafirmo ainda sobre o Príncipe: “VAGABUNDO É ELE”. Está em caixa alta porque o adesivo era também em caixa alta.


Taciano Lemos de Carvalho on 22 junho, 2021 at 1:50 #

Só uma pequena correção:
Onde no meu comentário acima há a frase “Escrito no cantinho inferior direito o nome Fascal”, leia-se “Escrito no cantinho inferior direito o nome Sindical.”


Carlos Volney on 22 junho, 2021 at 21:50 #

É certo que a vaidade não deve nunca presidir nossa vida, mas não podemos também descartá-la totalmente, afinal um pouquinho só dela alimenta nossa autoestima e nos estimula a continuar buscando a evolução como ser humano, antes de tudo.
Isto posto, é até com emoção que registro aqui meu agradecimento a Taciano Carvalho pelo elogio mais que honroso acima postado, principalmente por ser ele jornalista de inteligência brilhante e seriedade incontestável, valores que lhe são unanimemente reconhecidos.
Por fim, não poderia deixar de registrar também meu forte sentimento de orgulho pela generosa deferência de meu querido mestre e ídolo Vitor Hugo Soares em postar em primeira página, dando-lhe até conotação de artigo, meu comentário sobre matéria do Correio Brasiliense.
Certo que tenho de dar o desconto da generosidade cometida, mas o mais ilustre e ilustrado baiano ficaria feliz e honrado por ser citado por você mestre Vitor, quanto mais este inculto seu amigo.
Meus afetuoso abraço a você e a Taciano.


Carlos Volney on 22 junho, 2021 at 21:52 #

Corrigindo, “meu afetuoso abraço…”


vitor on 22 junho, 2021 at 23:58 #

Querido Volney:

Duas informações a mais para você sobre seu brilhante e corajoso comentário: Taciano Carvalho, além de competente e corajoso editor do blog Gama Livre, em Brasília, é também irmão de Ivan de Cardoso, saudoso colunista político da Tribuna da Bahia, ex-editor de Raio Laser, e um dos melhores, mais brilhantes e mais digno jornalista político da Bahia. Portantos um elogio de quem sabe o que está dizendo.

Segundo: você precisa ver a quantidade aprovação e elogios ao seu comentário, no espaço do Facebook onde as principais publicações diárias do Bahia são reproduzidas. Só isso. No mais é o renobrado abraços de parabéns e agradecimento.


Carlos Volney on 23 junho, 2021 at 14:27 #

Conheci e acompanhei o trabalho do Ivan, só não sabia do laço familiar com Taciano.
Renovo meu agradecimento, mestre Vitor, eu e todos os baianos que sabem ler bem somos seus admiradores. Você honra e enobrece o jornalismo baiano.
Abraço forte.


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos