maio
27
AF
Agência France-Presse
 

 (crédito: Amy Osborne / AFP)

(crédito: Amy Osborne / AFP)

São José, Estados Unidos — Oito pessoas foram mortas em um tiroteio nesta quarta-feira (26) em uma ferrovia na cidade de San José, na Califórnia, informou a polícia local, no último caso de violência mortal resultante do uso de armas de fogo nos Estados Unidos.

“Posso confirmar que agora há oito mortos e que um suspeito foi declarado morto”, disse Russel Davis, do Departamento de Polícia do Condado de Santa Clara, alertando que o número de mortos pode aumentar.

Além disso, várias pessoas ficaram feridas no ataque em San Jose, um centro de tecnologia do Vale do Silício com cerca de um milhão de pessoas, ao sul de San Francisco.

 

O suposto atirador era um funcionário da empresa de transporte público atacada, Valley Transportation Authority (VTA), disse Davis, sem detalhar as circunstâncias de sua morte ou o tipo de arma usada no crime.

Esquadrões antibombas foram chamados depois que explosivos foram relatados no local, e eles estavam tentando “limpar cada cômodo e cada canto” do prédio, acrescentou.

A polícia foi com urgência ao pátio dos trens, depois de receber alertas de sons de tiros e um “atirador ativo”, disse o Gabinete do Xerife do Condado de Santa Clara em sua conta no Twitter.

“Nossos corações estão com as vítimas e suas famílias”, disse a secretária de imprensa da Casa Branca, Karine Jean-Pierre.

“O que está claro, como disse o presidente, é que estamos sofrendo uma epidemia de violência armada neste país”, acrescentou ele, renovando os apelos para que o Congresso aprove as tão esperadas reformas no controle de armas.

“Horrível”

Dezenas de carros de polícia, caminhões de bombeiros e funcionários do FBI, ocuparam as ruas próximas ao pátio da ferrovia em San José.

Funcionários locais disseram que o tiroteio, inicialmente relatado antes das 7h locais (11h no horário de Brasília), ocorreu durante uma reunião sindical, com pelo menos 80 pessoas no local no momento.

Várias pessoas estavam recebendo tratamento médico na área do crime, disse o prefeito de San José, Sam Liccardo.

“Nossos corações estão com as famílias daqueles que perdemos neste horrível tiroteio”, disse ele em sua conta no Twitter.

“Nossos pensamentos e amor vão para a família VTA, a organização e o que eles passaram”, disse o presidente da VTA, Glenn Hendricks, a repórteres.

“Eu não poderia estar mais orgulhoso da organização VTA. Esta é uma tragédia horrível que aconteceu”, acrescentou.

A VTA notificou no Twitter que seus funcionários foram evacuados.

“Epidemia” de violência armada

Os Estados Unidos têm uma longa e dolorosa história de violência armada, com tiroteios e massacres em escolas, locais de trabalho e shopping centers.

Os homicídios, principalmente causados por armas de fogo, aumentaram nos Estados Unidos desde o ano passado.

Tiroteios em massa ocorreram nos últimos meses nas instalações de uma empresa de entrega da FedEx em Indianapolis, um prédio de escritórios na Califórnia, um supermercado no Colorado e em spas em Atlanta.

Em agosto de 2019, outro tiroteio em massa na área da baía deixou duas crianças e um homem de 25 anos mortos no festival do alho em Gilroy, quase 50 quilômetros ao sul de San José.

No mês passado, o presidente Joe Biden chamou a violência armada nos Estados Unidos de “epidemia” e “vergonha internacional”.

Houve mais de 43.000 mortes por armas de fogo nos Estados Unidos no ano passado, incluindo suicídios, de acordo com o Gun Violence Archive.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos