AF
Agência France-Presse
 

 (crédito: AFP / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / Frazer Harrison)

(crédito: AFP / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / Frazer Harrison)

O cantor americano B. J. Thomas, intérprete da canção Raindrops keep fallin’ on my head, morreu no sábado (29/5), vítima de câncer no pulmão, em sua casa de Arlington (Texas), aos 78 anos.

B. J. Thomas venceu cinco prêmios Grammy entre 1977 e 1981. Ele conseguiu o primeiro sucesso em 1966 com uma versão de I’m so lonesome I could cry do cantor country Hank Williams e depois com a canção Hooked on a feeling, em 1968.

Mas foi com Raindrops keep fallin’ on my head, da trilha sonora do filme Butch Cassidy, de 1969, que realmente conquistou a fama. A canção venceu o Oscar e chegou ao número 1 das paradas de sucesso nos Estados Unidos.

 

“Poucos artistas deixaram uma marca mais mais indelével no cenário musical dos Estados Unidos que B.J. Thomas”, afirmaram seus agentes em um comunicado. “Com sua voz suave e rica, o senso musical infalível, a extensa carreira de Thomas envolveu diversos gêneros, incluindo country, pop e gospel”.

Após vários anos de luta contra o alcoolismo e o vício em drogas, em 1976 aconteceu o “ponto de inflexão” em sua vida com a conversão ao cristianismo evangélico, afirma o comunicado. Ele passou a se dedicar à música gospel e no mesmo ano o álbum Home where I belong vendeu mais de um milhão de cópias.

O cantor revelou em março que tinha uma forma avançada de câncer de pulmão. “Sou apenas mais um cara. Tive muita sorte. Eu tive uma vida maravilhosa”, declarou.

“Raindrops Keep Fallin on my Head”, B. J. Thomas: a maravilhosa e premiada canção da trilha do  filme “Butch Cassidy and Sundance”, eternamente consagradora do grande artista que agora nos deixa, depois de ter embalado inumeráveis paixões com a sua musica. Tribut e honras para sempre a B.J. Thomas.

BOM DIA!!!

(Vitor Hugo Soares).

 

maio
31
Posted on 31-05-2021
Filed Under (Artigos) by vitor on 31-05-2021
Justiça exclui imóveis de Marcela dos bens bloqueados de Michel Temer
Michel Temer e Marcela Temer
 

A 6ª Vara Cível de Campinas aceitou o pedido feito pela ex-primeira-dama Marcela Temer para anular a indisponibilidade de dois imóveis em seu nome.

Na decisão, o juiz Gilberto Luiz Carvalho Franceschini considerou que, embora os imóveis tenham sido adquiridos após o casamento de Marcela com o ex-presidente Michel Temer, não há provas de que a compra tenha sido resultado de um “esforço comum” do casal. 

Os bens de Michel Temer foram bloqueados em razão das ações que correm contra o ex-presidente. Marcela não é alvo desses processos.

Os imóveis objeto deste pedido de providências foram adquiridos através de operações de compra realizadas pela Sra. Marcela Tedeschi Araújo Temer, tendo ambas as escrituras sido levadas a registro, com transferência da propriedade plena em favor da autora, de forma exclusiva e isolada, na qualidade de única proprietária”, diz trecho da decisão.

maio
31
Posted on 31-05-2021
Filed Under (Artigos) by vitor on 31-05-2021

DO CORREIO BRAZILIENSE

O caso ocorreu por volta das 15h40 deste sábado (29/5) dentro de um supermercado localizado em Vicente Pires. Câmeras de segurança mostram o momento da ação que dura menos de 10 segundos

DD
Darcianne Diogo
 

Imagens do circuito interno de segurança de um supermercado em Vicente Pires mostram a ação do homem filmando por debaixo do vestido de uma mulher - (crédito: Reprodução )

Imagens do circuito interno de segurança de um supermercado em Vicente Pires mostram a ação do homem filmando por debaixo do vestido de uma mulher – (crédito: Reprodução )

Um servidor aposentado do Senado Federal foi detido em flagrante pela Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) dentro de um supermercado por suspeita de importunação sexual. Imagens do circuito interno de segurança do estabelecimento mostram a ação do homem de 59 anos.

O caso ocorreu por volta das 15h40 de sábado (29/5) dentro de um supermercado localizado em Vicente Pires. A vítima, uma mulher, anda pelo corredor e se apoia em uma prateleira para pegar um produto. O servidor público, que está próximo dela, aproveita o momento e coloca o celular debaixo do vestido da moça. A ação dura menos de 10 segundos.

A equipe da PMDF de Vicente Pires recebeu o chamado e compareceu ao local. Segundo a corporação, uma funcionária que trabalha como auxiliar de limpeza presenciou a ação e alertou a vítima. O fato, no entanto, foi comprovado pelo circuito interno da TV. Os seguranças do supermercado detiveram o homem até a chegada da polícia. Ele foi preso e encaminhado à 12ª Delegacia de Polícia (Taguatinga Centro), onde foi autuado por importunação sexual.

 Em busca no Portal da Transparência, o homem aparece como servidor público aposentado do Senado Federal no cargo de técnico legislativo. A reportagem entrou em contato com o Senado e aguarda retorno.

 

maio
31
Posted on 31-05-2021
Filed Under (Artigos) by vitor on 31-05-2021



 

Zé Dassilva, NO

 

maio
31
Posted on 31-05-2021
Filed Under (Artigos) by vitor on 31-05-2021

DO CORREIO 24H

Por G1 BA

Sambista Firmino de Itapuã morre aos 78 anos em Salvador — Foto: Rosilda Cruz

Sambista Firmino de Itapuã morre aos 78 anos em Salvador — Foto: Rosilda Cruz

Morreu, aos 78 anos, o sambista Firmino de Itapoan, em Salvador. De acordo com a filha do músico, Rose Brito, ele morreu na noite de sábado (29), após uma parada cardiorrespiratória.

Segundo Rose, o pai passou mal por volta das 17h, mas inicialmente preferiu não procurar uma unidade de saúde. Com a piora do quadro, ele foi levado para o Hospital Roberto Santos, por volta das 19h, mas não resistiu.

O cantor e compositor Firmino de Itapoan tinha 78 anos e deixou a esposa, Dulce Brito, e 10 filhos. Apesar do nome artístico homenagear o bairro de Itapuã, Firmino nasceu na Liberdade, em Salvador. Entre os maiores sucessos estão as músicas “Boa noite para quem é de boa noite” e “Moinho da Bahia Queimou”.

Em 2011, ele recebeu a medalha Zumbi dos Palmares, honraria da Câmara Municipal de Salvador pela carreira dedicada ao samba de roda.

O sepultamento de Firmino aconteceu neste domingo (30), às 14h30, no cemitério Quinta dos Lázaros.

Repercussão

O governador Rui Costa publicou uma nota de pesar nas redes sociais:

“Recebi com tristeza a notícia do falecimento de Firmino de Itapuã, que dedicou mais de 60 anos ao samba e à cultura da #Bahia. Apesar do nome artístico, Firmino nasceu na Liberdade, como eu, e era nome forte nos palcos do Pelô. Nossos sentimentos aos seus familiares, amigos e fãs”.

==========================================

“É Bahia é Salvador”, Firmino de Itapoã

(Seleção de Gilson Nogueira)

maio
30
Posted on 30-05-2021
Filed Under (Artigos) by vitor on 30-05-2021

DO EL PAÍS/BLOG DO NOBLAT

 

O “fora Bolsonaro” e o “qualquer um é melhor do que ele” viraram um mantra

 

 

 

 

Gustavo Moreno/Especial Metrópoles
O presidente Jair Bolsonaro começa a viver seu declínio. Seu nervosismo, às vezes visível e às vezes camuflado, indica que começa a sentir na carne que até seus demônios começam a abandoná-lo.Sua amarga e ao mesmo tempo sarcástica resposta dias atrás ao seu clã matutino de fanáticos, “para quem não está contente comigo, tem Lula em 2022”, é de um grande simbolismo que reflete seu estado interno de raiva.

PUBLICIDADE

Seu instinto político captou a força do amistoso e histórico encontro entre Lula e Fernando Henrique Cardoso, que agitou todas as forças do poder. Bolsonaro sabe que foi um golpe baixo contra ele que poderia ser fatal.

Todo esse pano de fundo de um Bolsonaro que começa a sentir que a terra se move sob os seus pés e talvez por isso tenta aparecer a cavalo ou de moto como para camuflar sua debilidade e mostrar uma força que já não tem.

Neste contexto, é significativa a CPI da Pandemia no Senado, que está conseguindo atrair de uma maneira impensável a atenção da rua, pois está sendo seguida com especial interesse por todas as classes sociais. É como se tivesse sido criado um consenso de que a CPI trairia o quase meio milhão de vidas sacrificadas se, como tantas outras, terminasse em nada.

Há uma espécie de sentimento comum de que a CPI, mesmo que não seja definitiva para apear do poder Bolsonaro, negacionista e genocida declarado, deixará o presidente fustigado, comprometendo seriamente suas chances de reeleição. O “fora Bolsonaro” e o “qualquer um é melhor do que ele” tornaram-se um mantra nacional.

Daí a importância de que bem no meio dos trabalhos da CPI, a oposição, sob o signo do “fora Bolsonaro”, tenha convocado para este sábado um protesto nacional que, apesar da pandemia, já adquiriu outro forte simbolismo contra os demônios do bolsonarismo que envenenam este país, intoxicando-o com os gases do ódio e da guerra entre irmãos.

Os símbolos sempre carregam uma grande força renovadora ou destrutiva. Hoje em um Brasil atormentado por um clima de asfixia coletiva, o simbolismo da CPI junto com a convocação anunciada da primeira manifestação nacional contra o Governo que acontecerá, segundo o jornal Folha de S. Paulo, em 110 cidades, entre elas 27 capitais, podem significar o início de uma mudança radical com o cerco ao inferno em que tentam transformar o país.

Por isso é fundamental que a CPI e as manifestações, apesar das restrições impostas pela pandemia, não fracassem. A oposição tem formas criativas e simbólicas de dar destaque e força às manifestações por meio de slogans significativos e gestos como pedir que as famílias que desejam sair do pesadelo demoníaco do bolsonarismo coloquem nas janelas algo que represente o luto pelas vítimas da covid-19, resultado da política destrutiva e da ausência de sentimentos de dor e compaixão da sociedade pelo extermínio ao qual uma política de morte está arrastando o país.

A direita soube usar no passado os símbolos e os slogans nas manifestações a favor do impeachment de Dilma Rousseff e do “fora Lula” que ajudaram a Lava Jato a prender o ex-presidente e a tirar Dilma do poder.

É fundamental que desta vez as forças políticas de oposição que se reunirão no sábado saibam sensibilizar uma sociedade em busca de uma solução urgente contra o negacionismo bolsonarista da pandemia que tenta fazer do Brasil o maior cemitério do mundo.

Que o cerco a Bolsonaro está se agudizando como solução para resgatar a esperança perdida neste país é revelado pelo fato de que até o presidente da Câmara, que foi apoiado por Bolsonaro, tornou público pela primeira vez que começou a analisar os mais de 100 pedidos de impeachment que até agora dormiam sonhos tranquilos.

Sinal de que até os políticos que tinham começado a acolher o genocida parecem ter pressa em se afastar dele. Tudo isso graças ao fato de que a rua começa a pressionar os governantes e as instituições a abandonar uma política suicida já reconhecida mundialmente.

O Brasil, apesar de todos os seus problemas ainda não resolvidos como o racismo herdado da escravidão e suas abissais desigualdades sociais, é um povo que o mundo sempre viu como um laboratório no qual se poderia construir uma nova civilização baseada não apenas em suas riquezas naturais, mas também espirituais e de sincretismo cultural e religioso.

“Jornal de Ontem”, Orlando Silva: a cortina do palco do Bahia em Pauta abre-se no domingo da despedida de maio para o samba canção e a voz inimitável do cantor das multidões.

BOM DIA!!!

(Vitor Hugo Soares) 

maio
30
Posted on 30-05-2021
Filed Under (Artigos) by vitor on 30-05-2021

 

DO CORREIO BRAZILIENSE

A demonstração mais evidente da falta de sintonia entre Bolsonaro e Mourão foi o episódio envolvendo o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello

AF
Augusto Fernandes
 

 

O presidente Jair Bolsonaro e o vice Hamilton Mourão reforçaram os sinais de estremecimento na relação pessoal, corroborando os indícios de um futuro rompimento entre os dois. Em uma semana marcada por crises envolvendo atuais e ex-ministros do governo, ambos adotaram uma postura diferente e sequer se falaram sobre as polêmicas que atingem em cheio o Palácio do Planalto.

A demonstração mais evidente da falta de sintonia entre Bolsonaro e Mourão foi o episódio envolvendo o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello. O mandatário tem feito o possível para livrar o general de uma punição do Exército pela presença dele em uma manifestação a favor do governo, no último domingo. Organizou até uma reunião, sem convidar o vice, com o ministro da Defesa, Walter Braga Netto, e o comandante do Exército, general Paulo Sérgio Nogueira, para defender Pazuello.

Em contrapartida, Mourão não esconde o incômodo com a participação do ex-ministro no ato. Conforme disse, o Exército precisa dar uma resposta para não banalizar a participação de integrantes das Forças Armadas em outros atos políticos e “evitar que a anarquia se instaure”.

“Assim como tem gente que é simpática ao governo, tem gente que não é. Então, cada um tem que permanecer dentro da linha que as Forças Armadas têm que adotar. As Forças Armadas são apartidárias, elas não têm partido, o partido das Forças Armadas é o Brasil”, frisou Mourão.

maio
30
Posted on 30-05-2021
Filed Under (Artigos) by vitor on 30-05-2021



 

                      Frank, no jornal

 

Pages: 1 2 3 4 5 6 7 ... 16 17

  • Arquivos