Por Philip Pullella, Reuters

Papa Francisco celebra missa do Domingo de Ramos na Basílica de São Pedro, no Vaticano, neste domingo (28) — Foto: Vatican Media/Handout via Reuters

Papa Francisco celebra missa do Domingo de Ramos na Basílica de São Pedro, no Vaticano, neste domingo (28) — Foto: Vatican Media/Handout via Reuters

O papa Francisco conduziu a missa do Domingo de Ramos (28) em uma Basílica de São Pedro praticamente vazia pelo segundo ano consecutivo por conta das restrições do coronavírus e afirmou após a celebração que o “diabo está se aproveitando da pandemia”.

Em tempos pré-coronavírus, o Domingo de Ramos, que marca o início da Semana Santa até a Páscoa, dezenas de milhares de pessoas lotariam a Praça de São Pedro segurando ramos de oliveira e folhas de palmeira em uma cerimônia ao ar livre.

Em vez disso, apenas cerca de 120 fiéis participaram da missa deste domingo, juntando-se ao papa e a cerca de 30 cardeais em uma ala secundária da enorme basílica.

“No ano passado, ficamos chocados. Este ano estamos mais sob pressão e a crise econômica se tornou pesada”, disse Francisco em seu tradicional discurso de domingo ao meio-dia após a missa.

Sacerdotes usam máscara durante celebração de Ramos na Basílica de São Pedro neste domingo (28) — Foto: Vatican Media/Handout via Reuters

Sacerdotes usam máscara durante celebração de Ramos na Basílica de São Pedro neste domingo (28) — Foto: Vatican Media/Handout via Reuters

“O diabo está aproveitando a crise para semear desconfiança, desespero e discórdia”, disse ele, acrescentando que a pandemia trouxe sofrimento físico, psicológico e espiritual.

Desde que tornou-se papa em 2013, Francisco deixou claro que acredita que o diabo é real, dizendo em um documento de 2018 que é um erro considerá-lo um mito.

“Goodbye to Love”, Carpenters: atenção especial dos ouvintes na voz doce e inimitável da saudosa Karen Carpenter nesta gravação rara. Simplesmente maravilhosa.

BOM DIA!!!

(Vitor Hugo Soares)

mar
29
Posted on 29-03-2021
Filed Under (Artigos) by vitor on 29-03-2021
Foto: Beto Barata/Agência Senado

 

O Brasil não pode mais continuar tendo, perante o mundo, a face de um marginal. Alguém que insiste em viver à margem da boa diplomacia, à margem da verdade dos fatos, à margem do equilíbrio e à margem do respeito às instituições.”, disse. 

O chanceler, no Twitter, disse que recebeu Kátia para um almoço no início do mês e insinuou que a senadora faria parte do suposto lobby para derrubá-lo. Segundo a parlamentar, ela defendeu no encontro que a questão do 5G não poderia “comportar vetos ou restrições políticas”.

“Ainda alertei esse senhor dos prejuízos que um veto à China na questão 5G poderia dar às nossas exportações, especialmente do Agro, que vem salvando o país há décadas. Defendi também que a questão do desmatamento na Amazônia deve ser profundamente explicada ao mundo no contexto da negociação para evitar mais danos comerciais ao Brasil. 

Se um Chanceler age dessa forma marginal com a presidente da Comissão de Relações Exteriores do Senado da República de seu próprio país, com explícita compulsão belicosa, isso prova definitivamente que ele está à margem de qualquer possibilidade de liderar a diplomacia brasileira. 

Temos de livrar a diplomacia do Brasil de seu desvio marginal.”

mar
29
Posted on 29-03-2021
Filed Under (Artigos) by vitor on 29-03-2021


 

Fred, NO PORTAL

 

mar
29
Posted on 29-03-2021
Filed Under (Artigos) by vitor on 29-03-2021

 

DO CORREIO BRAZILIENSE

 CRIME aconteceu na noite de sexta-feira. O marido Vinicius Camargo se entregou neste sábado; em 2017, ele já havia espancado uma ex-namorada

RR
Renata Rusky
 

 (crédito: Arquivo pessoal)

(crédito: Arquivo pessoal)

“Uma mulher cheia de sonhos”, é assim que os colegas de trabalho descrevem Evelyne Ogawa, apresentadora de dois programas de rádio. Ela foi assassinada pelo marido, com quem se relacionava havia quatro anos, na noite de sexta (26/3), em casa, na Samambaia, na QR 31.

Evelyne deixa um filho de sete anos. Segundo o colega de trabalho Luciano Lima, jornalista e radialista, eles trabalhavam juntos há oitos ano. Desde que começou o relacionamento Vinicius, Luciano quase não a via sem ele. Muito discreta, ela já havia comentado vagamente sobre a vontade de se separar, mas sem mais detalhes. O amigo e colega Idovan Araújo conta que era visível que ele era um homem agressivo. 

 Antecedente

Vinicius já havia, em 2017, agredido uma ex-namorada. Em entrevista ao Correio, na época, a vítima afirmou: “Tenho medo que ele volte para terminar o que começou”. De acordo com ela, a agressão teria começado após uma discussão simples.Ela chegou a ficar desacordada. O segurança de uma ótica vizinha à casa pediu auxílio a duas viaturas policiais que passavam pelo local. Consta na ocorrência que “a Polícia Militar teve de arrombar a grade de entrada do apartamento, bem como a porta do quarto onde a vítima estava trancada para prestar o socorro devido”. Na residência, os PMs teriam encontrado a mulher sentada na janela e com lesões no rosto e no pescoço.

  • Arquivos