mar
15

Na conversa com Jair Bolsonaro no Palácio da Alvorada neste domingo, 14, a médica Ludhmila Hajjar foi logo questionada pelo presidente se era contra ou a favor do lockdown.

Segundo interlocutores que acompanharam o encontro, Hajjar disse acreditar que o lockdown seria uma medida extrema.

Notícias relacionadas:

Bolsonaristas já atacam médica cotada para a Saúde

  • Planalto confirma reunião com cotada para a Saúde

  • “Ela é unanimidade na políti”, diz Lira sobre cotada para Saúde

  • Ludhmila é médica de Maia, Caiado, Toffoli e Gilmar

  • Cotada para Saúde condena cloroquina e diz que “Brasil está fazendo tudo errado na pandemia”

A reunião foi inconclusiva. Apesar da pressão do Centrão pelo nome de Hajjar, o nome da médica tem sido bombardeado pela ala radical do bolsonarismo.

Pesou na decisão inicial da médica a condução das políticas de enfrentamento ao coronavírus. Hajjar pediu mais liberdade de atuação no Ministério da Saúde. O presidente disse que iria avaliar a solicitação.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos