fev
19
Postado em 19-02-2021
Arquivado em (Artigos) por vitor em 19-02-2021 00:18

Antes de ser preso por determinação de Alexandre de Moraes e denunciado pela PGR, o deputado federal Daniel Silveira, do PSL do Rio de Janeiro, já colecionava polêmicas. Ele foi eleito para o seu primeiro mandato em 2018, defendendo pautas ligadas à segurança pública e a um suposto conservadorismo.

Durante um comício de campanha, Silveira ganhou destaque ao celebrar destruição de uma placa com o nome da vereadora Marielle Franco, que havia sido assassinada meses antes.

O parlamentar, nascido em 1982, em Petrópolis, no Rio de Janeiro, é ex-policial militar e tem formação em direito. Ele dá aulas de muay thai e defesa pessoal. Silveira pertence à ala bolsonarista do PSL e chegou a ser líder do partido na Câmara. Quando eleito, em 2018, teve pouco mais de 31 mil votos.

daniel silveira na câmara
Foto: Vinicius Loures/Agência Câmara

No ano passado, o deputado voltou ao noticiário em meio ao inquérito das fake news, citado como propagador de notícias falsas. Ele chegou a ser alvo de mandados de busca e apreensão. Quando Silveira publicou o vídeo atacando ministros do STF e defendendo um novo AI-5, Alexandre de Moraes usou o inquérito das fake news para determinar a prisão em flagrante.

Ainda em 2020, o parlamentar passou a ser investigado no inquérito dos atos antidemocráticos, acusado de incentivar manifestações que pediam o fechamento do STF e do Congresso. Silveira também foi alvo de um mandado de busca e apreensão nesse inquérito.

Quando manifestantes atiraram fogos de artifício em direção ao Supremo, o ex-PM disse que se tratava de “um ato religioso”. Foi no âmbito do inquérito dos atos antidemocráticos que a PGR apresentou denúncia contra ele.

Durante a pandemia, o deputado foi alvo de uma ação civil pública do MP-RJ que buscava impedir sua participação em atos a favor da abertura do comércio no Rio de Janeiro. Ele também defendeu o fim do isolamento social em Manaus, dias antes do colapso no sistema de saúde, que levou doentes a morrerem por falta de oxigênio.

Em 2019, o deputado gravou em áudio uma reunião de deputados do PSL em que o líder Delegado Waldir chamou Jair Bolsonaro de “vagabundo” e disse que ia implodir o presidente. Na ocasião, Silveira reiterou seus votos de lealdade a Bolsonaro.

daniel silveira com camiseta do bolsonaro
Reprodução

Daniel Silveira e as redes sociais

Daniel Silveira é bastante ativo nas redes sociais. Ele tem cerca de 70 mil inscritos em seu canal no Youtube e 140 mil seguidores no Twitter, onde se descreve como “Policial militar, Conservador, bacharelando em Direito, Deputado Federal, totalmente parcial e ideológico”.

O comportamento do deputado na internet fez com que ele fosse investigado nos inquéritos das fake news e dos atos antidemocráticos. O ex-PM costuma fazer ataques a outros parlamentares e a ministros do STF, como no caso do vídeo que o levou à prisão.

Na publicação, de quase 20 minutos, o Silveira defende o AI-5 e ofende os integrantes do Supremo. O deputado chega a descrever uma cena “hipotética” em que eles são espancados pela população. 

Logo depois a Polícia Federal chegou à sua casa para executar a ordem de prisão, Silveira publicou um novo vídeo, reiterando as ameaças, e continuou tuitando.

Gleisi Hoffmann já apresentou uma notícia crime contra o deputado no STF por suas postagens. Ela se referia a um outro vídeo em que o parlamentar estava em uma “manifestação antifacista” e ameaçou “descarregar uma arma” nos “comunistas” que tentassem agredi-lo. Luiz Fux foi o relator do caso e pediu que a PGR tomasse as providências cabíveis. Nada foi feito.

Por meio das redes sociais, Silveira também incentivou a população de Manaus a ir às ruas protestar contra o isolamento social. Ele chegou a dizer que o governador do Amazonas, Wilson Lima, poderia ser “arrancado do palácio pelas mãos do povo” se não permitisse a abertura do comércio.

Dias depois, a capital amazonense viveu um colapso no sistema de Saúde e pessoas morreram por falta de oxigênio.

daniel silveira com farda da polícia
Foto: Reprodução/Redes Sociais

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • Fevereiro 2021
    S T Q Q S S D
    « jan    
    1234567
    891011121314
    15161718192021
    22232425262728