fev
19
Posted on 19-02-2021
Filed Under (Artigos) by vitor on 19-02-2021

Antes de ser preso por determinação de Alexandre de Moraes e denunciado pela PGR, o deputado federal Daniel Silveira, do PSL do Rio de Janeiro, já colecionava polêmicas. Ele foi eleito para o seu primeiro mandato em 2018, defendendo pautas ligadas à segurança pública e a um suposto conservadorismo.

Durante um comício de campanha, Silveira ganhou destaque ao celebrar destruição de uma placa com o nome da vereadora Marielle Franco, que havia sido assassinada meses antes.

O parlamentar, nascido em 1982, em Petrópolis, no Rio de Janeiro, é ex-policial militar e tem formação em direito. Ele dá aulas de muay thai e defesa pessoal. Silveira pertence à ala bolsonarista do PSL e chegou a ser líder do partido na Câmara. Quando eleito, em 2018, teve pouco mais de 31 mil votos.

daniel silveira na câmara
Foto: Vinicius Loures/Agência Câmara

No ano passado, o deputado voltou ao noticiário em meio ao inquérito das fake news, citado como propagador de notícias falsas. Ele chegou a ser alvo de mandados de busca e apreensão. Quando Silveira publicou o vídeo atacando ministros do STF e defendendo um novo AI-5, Alexandre de Moraes usou o inquérito das fake news para determinar a prisão em flagrante.

Ainda em 2020, o parlamentar passou a ser investigado no inquérito dos atos antidemocráticos, acusado de incentivar manifestações que pediam o fechamento do STF e do Congresso. Silveira também foi alvo de um mandado de busca e apreensão nesse inquérito.

Quando manifestantes atiraram fogos de artifício em direção ao Supremo, o ex-PM disse que se tratava de “um ato religioso”. Foi no âmbito do inquérito dos atos antidemocráticos que a PGR apresentou denúncia contra ele.

Durante a pandemia, o deputado foi alvo de uma ação civil pública do MP-RJ que buscava impedir sua participação em atos a favor da abertura do comércio no Rio de Janeiro. Ele também defendeu o fim do isolamento social em Manaus, dias antes do colapso no sistema de saúde, que levou doentes a morrerem por falta de oxigênio.

Em 2019, o deputado gravou em áudio uma reunião de deputados do PSL em que o líder Delegado Waldir chamou Jair Bolsonaro de “vagabundo” e disse que ia implodir o presidente. Na ocasião, Silveira reiterou seus votos de lealdade a Bolsonaro.

daniel silveira com camiseta do bolsonaro
Reprodução

Daniel Silveira e as redes sociais

Daniel Silveira é bastante ativo nas redes sociais. Ele tem cerca de 70 mil inscritos em seu canal no Youtube e 140 mil seguidores no Twitter, onde se descreve como “Policial militar, Conservador, bacharelando em Direito, Deputado Federal, totalmente parcial e ideológico”.

O comportamento do deputado na internet fez com que ele fosse investigado nos inquéritos das fake news e dos atos antidemocráticos. O ex-PM costuma fazer ataques a outros parlamentares e a ministros do STF, como no caso do vídeo que o levou à prisão.

Na publicação, de quase 20 minutos, o Silveira defende o AI-5 e ofende os integrantes do Supremo. O deputado chega a descrever uma cena “hipotética” em que eles são espancados pela população. 

Logo depois a Polícia Federal chegou à sua casa para executar a ordem de prisão, Silveira publicou um novo vídeo, reiterando as ameaças, e continuou tuitando.

Gleisi Hoffmann já apresentou uma notícia crime contra o deputado no STF por suas postagens. Ela se referia a um outro vídeo em que o parlamentar estava em uma “manifestação antifacista” e ameaçou “descarregar uma arma” nos “comunistas” que tentassem agredi-lo. Luiz Fux foi o relator do caso e pediu que a PGR tomasse as providências cabíveis. Nada foi feito.

Por meio das redes sociais, Silveira também incentivou a população de Manaus a ir às ruas protestar contra o isolamento social. Ele chegou a dizer que o governador do Amazonas, Wilson Lima, poderia ser “arrancado do palácio pelas mãos do povo” se não permitisse a abertura do comércio.

Dias depois, a capital amazonense viveu um colapso no sistema de Saúde e pessoas morreram por falta de oxigênio.

daniel silveira com farda da polícia
Foto: Reprodução/Redes Sociais

“É preciso perdoar”, João Gilberto:ontem, hoje e sempre, o gênio que foi tocar e cantar com Deus!

Bom dia!

(Gilson Nogueira)

fev
19
Posted on 19-02-2021
Filed Under (Artigos) by vitor on 19-02-2021
 DO JORNAL DO BRASIL
Foto: Reuters / Kevin Lamarque
Credit…Foto: Reuters / Kevin Lamarque

Por Jornal do Brasil

A Casa Branca anunciou nesta quinta-feira (18) um amplo projeto de lei de imigração que irá criar um caminho de oito anos para a cidadania de milhões de imigrantes e oferecerá um processo mais ágil de regularização de documentos dos chamados “Dreamers”, filhos de imigrantes ilegais que chegaram aos Estados Unidos quando crianças.

A legislação enfrentará um percurso árduo em um Congresso dividido, onde a maioria do Partido Democrata tem margem de apenas cinco votos, enquanto que no Senado não possui os 60 votos necessários para aprovar uma medida.

fev
19
Posted on 19-02-2021
Filed Under (Artigos) by vitor on 19-02-2021



 

Sponholz, NO

 

fev
19
Posted on 19-02-2021
Filed Under (Artigos) by vitor on 19-02-2021

DO EL PAÍS

Republicanos tentam apontar as energias limpas como causa da pane que mantém quase 500.000 lares e empresas sem eletricidade há quatro dias. Senador Ted Cruz amplia a polêmica ao viajar a Cancún

Vista aérea de um bairro de Austin (Texas).
Vista aérea de um bairro de Austin (Texas).Bronte Wittpenn / AP
WashingtonLa Fouly (Switzerland), 06/02/2021.- A cross-country ski track at La Fouly in the Val Ferret, Switzerland, is overed with sand, 06 Fabruary 2021. The sand is originally coming from the Sahara desert and has visibly darkened the sky and caused a yellow color cast in some places in Switzerland and other European alpine regions. After an already increased concentration of dust from the African desert on 05 February, even more sand was carried by athmospheric streams into Switzerland over the weekend, the Meteosuisse service reported. (Suiza) EFE/EPA/SALVATORE DI NOLFI

As insólitas tempestades invernais que assolam o Texas desde a semana passada mergulharam esse Estado do sul dos EUA em uma grave crise de fornecimento elétrico e em um conflito político. Na manhã desta quinta-feira, os cortes de luz se reduziram de maneira significativa, mas quase 500.000 lares e empresas ainda estão no escuro, segundo o rastreamento do site PowerOutage.us. A crítica situação se deve ao congelamento dos geradores elétricos e à inédita demanda energética para fazer frente às baixas temperaturas, que devem durar pelo menos até sábado. Alguns deputados do Partido Republicano responsabilizaram as turbinas eólicas pelos cortes, mas a empresa elétrica estadual negou essa hipótese. O senador conservador texano Ted Cruz jogou mais lenha na fogueira ao fazer uma viagem de lazer a Cancún (México) em pleno caos.

  • Arquivos

  • Fevereiro 2021
    S T Q Q S S D
    « jan   mar »
    1234567
    891011121314
    15161718192021
    22232425262728