fev
15
Posted on 15-02-2021
Filed Under (Artigos) by vitor on 15-02-2021
DO SITE o ANTAGONISTA
Ex-chefe de gabinete de Gilmar será o novo diretor-geral da Câmara
Foto: Reprodução/Redes sociais

Arthur Lira continua fazendo a limpa na Câmara, tirando do caminho nomes de alguma forma ligados à antiga gestão, de Rodrigo Maia, e colocando em lugares estratégicos pessoas de sua inteira confiança.

O deputado de Alagoas escolheu um conterrâneo para ocupar a importante função de diretor-geral da Câmara em sua gestão: Celso de Barros Correia Neto.

 Formado em direito pela Universidade Federal de Alagoas, Correia Neto foi chefe de gabinete de Gilmar Mendes e atualmente é professor do IDP, a escola de direito da qual o ministro do STF é sócio.
Ele trabalhou com Gilmar de 2013 a 2018, quando deixou o Supremo para ser sócio da banca Medeiros Barros Correia Advogados.

Correia Neto, que também tem doutorado pela USP, deve assumir o cargo na próxima quarta-feira, após o carnaval. Especialista em direito tributário, o escolhido é consultor legislativo da Câmara há quase três anos.

Ele ocupará o lugar de Sérgio Sampaio, que esteve no cargo durante 15 anos, com algumas interrupções.

Os braços de Gilmar Mendes são longos

“O Bom Sebastião”, Moraes Moreira: uma nobre relíquia musical do frevo de rua de antigos carnavais pernambucanos, aqui em arranjo revolucionário e interpretação genial do saudoso artista baiano que a covid-19 nos arrebatou no ano passado. NÃO ESQUEÇAMOS DELE, NUNCA!Saudades!!!

BOM DIA!!!E BOM COMEÇO DE SEMANA.

(Vitor Hugo Soares)

fev
15

 

DO CORREIO BRAZILIENSE

Em tom de jogral, o deputado paulista se valeu de velhos bordões para interagir com o público: “Vocês estão com saudades do BNDES mandando dinheiro para Cuba?”

Agência Estado
 

 (crédito: Paola De Orte/Agência Brasil)

(crédito: Paola De Orte/Agência Brasil)
“Se o Lula vier aqui vai ter esse carinho todo?”, perguntou o filho 03 de Bolsonaro a um grupo de apoiadores que se aglomerou na praia do Forte Marechal Luz, em São Francisco do Sul, para ver o presidente Bolsonaro da manhã deste domingo, 14.
Em tom de jogral, o deputado paulista se valeu de velhos bordões para interagir com o público: “Vocês estão com saudades do BNDES mandando dinheiro para Cuba?”, questionou ouvindo um sonoro “não”.
Na sequência, pergunta: “Criança na escola é para aprender sexo?”, fazendo uma referência ao tema da ideologia de gênero.
O público titubeou quando Eduardo falou sobre o recém publicado “decreto das armas”, que flexibiliza a compra de armas e munição. Os vídeos foram postados na rede social de Eduardo.
Eduardo, a esposa Heloísa e a filha do casal acompanham Bolsonaro, que passa o carnaval no litoral catarinense. Esta é a segunda passagem de Bolsonaro pelo forte em viagem particular. No mês de dezembro, acompanhado de Carlos Bolsonaro, o presidente promoveu diversos episódios de aglomeração em frente ao Forte.
As cenas gravadas por Eduardo neste domingo ocorreram no retorno de uma pescaria. Como o forte onde estão hospedados tem acesso direto para o mar, a presença do presidente alterou a rotina da praia. O acesso ao mar é controlado por seguranças e todos precisam passar por revistas.
Apesar de não se tratar de viagem oficial, um local foi reservado para a imprensa, que é orientada a não circular fora deste espaço.
Com a chegada do presidente na praia, moradores se deslocaram para lá e mais uma vez provocaram aglomeração. A maioria dos apoiadores não usa máscara, assim como o presidente e a família.

fev
15
Posted on 15-02-2021
Filed Under (Artigos) by vitor on 15-02-2021


 

 Aroeira, NO PORTAL

 

fev
15
Posted on 15-02-2021
Filed Under (Artigos) by vitor on 15-02-2021

DO DIÁRIO DE NOTÍCIAS (PORTUGAL)

T. J. Ducklo assumiu que fez ameaças a jornalista do “Politico” com “linguagem repugnante” e demitiu-se. O presidente Joe Biden foi criticado por não por não tomar medidas mais firmes neste caso.

O assessor de imprensa adjunto da Casa Branca, TJ Ducklo, demitiu-se depois de ter sido suspenso sem remuneração por ter ameaçado uma jornalista do jornal Politico, Tara Palmeri, a quem prometeu que iria “destruir”.

No sábado assumiu em comunicado no Twitter que a sua linguagem tinha sido “repulsiva” e anunciou a sua demissão. “Nenhuma palavra pode expressar meu pesar, meu constrangimento e minha repulsa por meu comportamento.”

O assessor de 32 anos diz ter usado “uma linguagem que nenhuma mulher deveria ouvir de ninguém, especialmente numa situação em que estava apenas a tentar fazer seu trabalho. Foi uma linguagem repugnante, desrespeitosa e inaceitável”.

TJ Ducklo garante que está arrasado e envergonhado por ter desapontado os seus colegas da Casa Branca e o presidente Biden. Mas afirma que “este incidente não é representativo de mim, como pessoa”, acrescentando que está determinado “a ganhar de volta a confiança de todos que dececionei por causa de minhas ações intoleráveis”.

A jornalista ameaçada ainda não fez qualquer comentário sobre estas palavras ou a demissão de Ducklo

Joe Biden decide suspensão

TJ Ducklo tinha sido suspenso durante uma semana, sem direito a pagamento de salário, por alegadamente ter ameaçado “destruir” a jornalista do “Politico” Tara Palmeri que fazia perguntas sobre o sobre o seu relacionamento com uma jornalista do site Axios. A porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki, disse que Ducklo já pediu desculpas a Palmeri.

O presidente Joe Biden foi criticado por não por não tomar medidas mais firmes neste caso, já que anteriormente tinha dito que demitiria “na hora” qualquer funcionário que falasse desrespeitosamente aos colegas. Ficou-se pela suspensão de T.J. Ducklo, o vice porta-voz da Casa Branca, depois da revista “Vanity Fair” noticiar as suas alegadas ameaças a Palmeri.

A repórter do Politico estava investigando o relacionamento de T.J. Ducklo com Alexi McCammond, um jornalista de Axios que tinha feito a cobertura a campanha eleitoral de Joe Biden e contactou o assessor de Biden. Segundo a “Vanity Fair2, TJ Ducklo teria telefonado para Tara Palmeri e dito: “Vou destruir-te”, ao mesmo tempo que fez outros comentários depreciativos e misóginos.

A porta-voz do presidente Biden tuitou na sexta-feira que TJ Ducklo foi “o primeiro a reconhecer que este não é o padrão de comportamento estabelecido pelo presidente”.

  • Arquivos

  • Fevereiro 2021
    S T Q Q S S D
    « jan   mar »
    1234567
    891011121314
    15161718192021
    22232425262728