Simone Tebet: "Na política, mulher tem que chegar empurrando a porta" - 15/02/2019 - UOL Universa
Simone Tebet : dá passos pare ser a primeira mulher a ser
presidente do Senado no Brasil…
Eleições nos EUA 2020: Quem é Kamala Harris, a primeira mulher negra eleita vice-presidente dos Estados Unidos - 07/11/2020 - UOL Notícias
 …e Kamala Harris , a vice-presidente dos Estados Unidos, nome
decisivo para a derrota de Trump.
ARTIGO DA SEMANA

Kamala e Simone: Mulheres com maré a favor

Vitor Hugo Soares

Depois de aflitivo tempo de dificuldades de saúde, que me tiraram deste espaço de informação e opinião, retorno felizmente a tempo de ouvir as vozes ressonantes e ver o desempenho marcante de duas mulheres de representatividade, – apesar de exceções no cenário mundial – a norte-americana Kamala Harris e a brasileira Simone Tebet navegando com firmeza e desassombro no ainda restrito (apesar da retórica avançada e liberal) universo machista e preconceituoso da política em seus respectivos países. Mas, tanto nos Estados Unidos quanto no Brasil, abalados por golpes sujos e duros embates, apesar das perdas e danos e alguns reveses dramáticos, a democracia resistiu e consegue avançar. Nós, deste lado abaixo da linha do Equador e do planeta em geral, tivemos a grata oportunidade de acompanhar, neste dia 20/01/21, a emblemática cerimônia de posse do democrata Joe Biden, como 46º presidente eleito dos EUA.

Tudo isso e muito mais – desde as margens do caudaloso rio Potomac, dos contos e romances lidos na minha juventude, nas barrancas do São Francisco, aos arredores do manso lago da “cidade do arquiteto” no Planalto Central do país – contribuíram para que as duas personagens centrais deste artigo sigam velejando com maré a favor, apesar dos pesados vendavais que rondam seus caminhos. Tebet, senadora do MDB de Mato Grosso, lançada por seu partido e aliados à disputa da presidência do Senado, ostenta com habilidade e competência a condição de experiente presidente da referencial Comissão de Constituição e Justiça do Senado. Agora, escolhida para disputar um posto ao qual só figuras do sexo masculino tiveram acesso na história do Congresso, Simone anda com cuidado no terreno escorregadio deste novo desafio, preocupada em não ampliar abismos de ódios e divisões, marca do país dos tempos atuais, nem dar passos que ela e os que estão ao seu lado possam alcançar.

Num esforço de memória, recordo o artigo que fiz sobre a parlamentar mato-grossense, em 14 de dezembro de 2019 neste espaço. Assinalei então, que antes de assumir o comando na CCJ, Simone Tebet  havia demonstrado a força de sua presença no Senado, durante o processo de impeachment de Dilma Roussef, e no começo da legislatura, contrapondo-se ao poderoso de seu partido e do  Legislativo, Renan Calheiros. “Que mulher – e que parlamentar – se revela, agora, ao apagar das luzes do ano na oscilante política nacional”, escrevi, então, ao opinar que ali estava talhado o perfil da primeira mulher para ocupar o comando do Senado. O jornalista mantém os elogios e o palpite. A conferir.

Quanto a Kamala, a californiana de San Francisco, típica herdeira do ambiente acadêmico, da cultura, do carisma e sortilégios dos anos 70, navega a todo pano em seu país. A primeira mulher negra a tomar posse como vice-presidente, da mais poderosa nação do mundo, na chapa do democrata Joe Biden, é parte essencial do fenômeno político, social e eleitoral que despachou o republicano Donald Trump –cheio de empáfia e de contas a acertar com a justiça – para ostracismo na Flórida, depois que instigou e esteve à frente da mais irresponsável  aventura antidemocrática da história dos Estados Unidos.
Que os ventos e marés sigam favoráveis a Kamala Harris e Simone Tebet para bem da política e da democracia.
Vitor Hugo Soares é jornalista, editor do site blog Bahia em Pauta. E-mail:vitors.h@uol.com.br

“Vilarejo”, Tribalistas:perfeição poética e harmônica reunida em uma linda canção que fala de sonhos, convivência, harmonia e felicidade.Coisas que para alguns parecem fora de tempo e de lugar, mas que a força interpretativa dos Tribalistas tornam reais e próximas por alguns minutos  desta EMPOLGANTE apresentação ao vivo. Confira e vibre também, com o público.

BOM DIA!!!

(Vitor Hugo Soares)

  

jan
23

 

DO CORREIO BRAZILIENSE

Ministérios públicos dos estados e o federal investigam denúncias contra autoridades e pessoas próximas que se vacinaram mesmo sem fazer parte dos grupos de risco prioritários

Ingrid Soares
postado em 22/01/2021 14:37 / atualizado em 22/01/2021 14:51
 

 (crédito: EVARISTO SA)

(crédito: EVARISTO SA)

O vice-presidente Hamilton Mourão afirmou nesta sexta-feira (22/01) que pessoas que furam fila da vacina contra a covid-19 demonstram falta de solidariedade e até de caráter.

Segundo o general, a previsão é de que, até o final do ano, o país tenha 150 milhões de vacinados. “Se cada um avançar na hora que tá previsto, aí nós vamos chegar ao fim do ano com 150 milhões de pessoas vacinadas e a uma situação bem confortável”, completou.

Por fim, Mourão relatou que há uma corrida mundial pelas vacinas e que é necessário observar o placar mundial de vacinação. “A corrida da vacina está causando problema no mundo inteiro, porque a quantidade de gente a ser vacinada é enorme, a quantidade de insumos produzidos não está dentro das necessidades. Então, é importante acompanhar o placar mundial de vacinação. Até quarta-feira nós estávamos com 46 milhões de pessoas vacinadas no mundo inteiro”, finalizou.

Oportunismo

Os ministérios públicos estaduais e federal apuram ao menos oito episódios de oportunismo em cidades de Amazonas, Pernambuco, Ceará, Pará, Paraíba, Bahia, Natal e Sergipe. O primeiro caso a vir à tona foi em Manaus, exatamente onde existe uma crise de falta de leitos e de oxigênio na rede pública de saúde, que causou, dias atrás, várias mortes por asfixia e obrigou a prefeitura do município e o governo do estado a repassarem pacientes de covid-19 para outras unidades da Federação.

Na capital, o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) recebeu vídeos, fotos e relatos de pessoas sendo vacinadas indevidamente em, pelo menos, dois hospitais da rede pública do DF, o Hospital Regional de Ceilândia (HRC) e o Hospital Regional de Taguatinga (HRT).

jan
23
Posted on 23-01-2021
Filed Under (Artigos) by vitor on 23-01-2021
Regina Duarte quer a vacina da imortalidade
Foto: Adriano Machado/Crusoé

Regina Duarte, essa pessoa brilhante ejetada por Jair Bolsonaro depois de dois meses e meio na Secretaria de Cultura, usou suas redes sociais para compartilhar frases que questionam a eficácia da vacina contra a Covid-19.

Entre as “pílulas de sabedoria” postadas pela atriz estão dúvidas sobre o imunizante fazer efeito —já que o uso de máscara e o isolamento social continuam sendo recomendados— e um argumento genial: a vacina “não impede a morte”.

Cientistas do mundo todo empenharam seus melhores esforços em obter vacinas contra a Covid-19 em tempo recorde, mas infelizmente nenhuma delas torna as pessoas imortais, como parece querer a ex-secretária de Cultura.
 Já a morte do cérebro de Regina Duarte parece mesmo irreversível

jan
23
Posted on 23-01-2021
Filed Under (Artigos) by vitor on 23-01-2021


 

Ricardo Manhães, no jornal 

 

jan
23
Posted on 23-01-2021
Filed Under (Artigos) by vitor on 23-01-2021
 

Indicação de Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) para a embaixada dos EUA é criticada pela senadora Simone Tebet (MDB-MS). Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado
Economia

ROSANA HESSEL

 

Um dia após o rebuliço no mercado provocado pelo candidato do presidente Jair Bolsoanro à Presidência do Senado, o senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG),  a senadora Simone Tebet (MDB-MS), marcou reunião nir, na noite desta sexta-feira (21/01), com economistas das principais instituições financeiras do país com o objetivo de tentar tranquilizar o mercado e coletar propostas para a campanha da emedebista para o comando da Casa.

 

O encontro virtual é organizado pela economista e advogada Elena Landau, ex-diretora do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e responsável pelo programa de privatização do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (FHC).  A reunião será fechada à imprensa e estão confirmados economistas renomados como Armínio Fraga, Pérsio Arida, Edmar Bacha, Ana Carla Abraão, Ana Paula Vescovi e Mansueto Almeida, Mário Mesquita, entre outros.

A fala de Pacheco de ontem, sinalizando que pretende derrubar o teto de gastos — emenda constitucional que limita o aumento das despesas à inflação do ano anterior —  a fim de “sacrificar algumas premissas econômicas” para socorrer os mais vulneráveis em meio à pandemia mexeu com os mercados e fez a Bolsa de Valores de São Paulo (B3) desabar mais de 1% e o dólar subir. Hoje, em meio às incertezas em torno do assunto e da crise política e das vacinas no país, por volta das 15h18, o Índice Bovespa, principal indicador da B3, rodava em torno de 116 mil pontos, com queda de 1,49%.

 

“A intenção de Simone Tebet é tranquilizar o mercado, assegurando respeito ao teto de gastos, ainda que a prorrogação do auxílio emergencial para a população menos protegida se faça necessária e urgente durante a vacinação”, destacou comunicado da assessoria da parlamentar.

A senadora tem uma candidatura dependente do governo e pretende apresentar aos economistas seu projeto, incluindo a retomada dos debates de pelo menos 11 projetos apresentados no Senado ao longo de 2020, focados no gerenciamento da crise do novo coronavírus e na redução de seus impactos econômicos.

Presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, a parlamentar está coletando sugestões para incluir na sua plataforma de campanha, que será apresentada à sociedade na próxima segunda-feira (25).

  • Arquivos