jan
22
Postado em 22-01-2021
Arquivado em (Artigos) por vitor em 22-01-2021 00:37

“A vida é uma só e temos que lutar com todas as forças para preservá-la”, escreveu o empresário, que defendeu o fim do isolamento e o uso de remédios sem eficácia. Mãe dele segue hospitalizada

Correio Braziliense
 

 (crédito: Reprodução)

(crédito: Reprodução)

O empresário Luciano Hang, 58 anos, deixou, na quarta-feira (20/1), o hospital Sancta Maggiore, em São Paulo, onde estava internado com covid-19. Dono da rede de lojas Havan, Hang é fiel apoiador de Jair Bolsonaro (sem partido) e, assim como o presidente, fez críticas às medidas de isolamento social impostas para frear a propagação do novo coronavírus e defendeu o uso de remédios sem eficácia comprovada para tratar a doença.

 

A mãe do catarinense, Regina Modesti Hang, 82, porém, segue hospitalizada também com covid-19. Na publicação, o empresário pediu que os seguidores rezassem por ela. Segundo Hang, ela está “melhorando a cada dia”.

 

O post do dono da Havan recebeu comentários de diversos artistas. O cantor Fabiano, da dupla com Cesar Menotti, e os apresentadores Celso Portiolli, Patricia Abravanel (filha de Silvio Santos e esposa do ministro das Comunicações, Fábio Faria) e Luciana Gimenez celebraram a saída de Hang do hospital. Outro a se pronunciar foi o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente. “Bacana”, escreveu.

Comentários em postagem de Luciano Hang
Comentários em postagem de Luciano Hang (foto: Reprodução)

Contra isolamento e pelo “tratamento precoce”

Além de defender o chamado “tratamento precoce” e o uso de medicamentos como hidroxicloroquina e ivermectina contra o novo coronavírus — mesmo com estudos científicos apontando que os remédios não têm eficácia contra a covid-19, Hang também fez críticas ao isolamento social e chegou a vender alimentos em suas lojas para tentar reabri-las como serviço essencial.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos