nov
12
Postado em 12-11-2020
Arquivado em (Artigos) por vitor em 12-11-2020 00:16
 

 

Gama Livre: Cida Torneros: Desde Alcatraz até os dias de Alcaçuz, vai raiar a liberdade no horizonte?
 
 
 “Maricas Somos Todas, de Todos os gêneros
Maria Aparecida Torneros
 
 

 

Valha-me qualquer Deus, em tempos de presidente apoiador de tortura, que é preciso gritar que as ” maricas” somos todas, de todos os gêneros, roubadas descaradamente por políticos profissionais e elites hipócritas que nos manipulam para crer que estamos não só abaixo da linha do Equador. Esses farsantes e até assassinos, são coniventes com a morte dos sonhos de muitas gerações. Mas, não passarão. A bem da verdade, começam a desesperar por pressentir que nos uniremos para salvar nossas peles curtidas por sóis de luminosidade ofuscante que nos cegam até em nome das divindades.

O discurso do opressor, da porrada, bomba e totalitarismo será escoado no próprio esgoto, embora milhares de vidas de brasileiros tenham sido ceifadas no cerne deste extremismo insano.

Nossa história é maior. Nosso povo miscigenado mais desperto, nossa gente brasileira tem sentido na carne o quanto essas criaturas de mal presságio já nos vilipendiaram por séculos.

Gosto de perceber que o gigante espreguiça. Sairá finalmente despertado do sono onde esteve adormecido e até dopado por teorias que interessavan aos poucos detentores de poderes de dentro e de fora.

Está chegando a hora da retomada de nossas forças de ” Maricas” que somos maioria, que somos chefes de famílias, que abraçamos com orgulho nossas diferenças de gênero, religiões ou raças, porque temos algo que essa gente que pensava deter o  comando, vê finalmente que a força sem pólvora está do nosso lado.

O lado dos valores que não racharam . Que seriam incapazes de tripudiar irmãos em nome de discrininar ideologias ou sacrificar gerações futuras.

A luta é grande. Mas nossa capacidade de existir é maior. 

Somos as Mariazinhas, Maricotas, Marias, com falos ou sem eles, de saias ou calças, porém com um fator preponderante: temos dignidade que tropas ou armamentos sofisticados, os tais ” tiros , porradas e bombas,” jamais exterminarao. Porque somos sementes. Matem- nos e ressurgiremos. Como Marielle, como Zumbi, como dom Helder, como Brizola, como milhares que lutaram por nós e tinham orgulho de serem as ” Maricas” da vez.

A fala deste Jair Messias é podre. Fede a cadáveres vítimas de escravidão , tortura r covid 19.

Traduz a pior face do extremismo totalitário  e populista,  além de oportunista e criminoso.

Cadeia pra essa gente é pouco. Há de haver algo mais eficaz ou punitivo na proporção que merecem.

Nós, do país das ” Maricas” vamos mostrar pra ele e seus fanáticos seguidores que as Marias das periferias podem tudo. Até derruba-los quando menos esperarem.

Cida Torneros é escritora e professora de Comunicação, mora no Rio de Janeiro e é amiga do peito e colaboradora da primeira hora do Bahia em Pauta.

Be Sociable, Share!

Comentários

Maria Aparecida Torneros on 12 novembro, 2020 at 6:18 #

Bom dia, Vitor e toda turma do BP. Obrigada por fazer parte dessa família. Embora vivamos no “pais das maricas” , temos o privilégio de poder pensar,num Brasil desperto. Ágil, recuperado. Será o país dos nossos filhos e netos. Beijos


Taciano Lemos de Carvalho on 12 novembro, 2020 at 18:05 #

Excelente texto, Cida Torneros.
Parabéns!


Maria Aparecida Torneros on 12 novembro, 2020 at 20:46 #

Obrigada, Taciano.


vitor on 12 novembro, 2020 at 22:37 #

Bravo, Cida! Bravíssimo pelo belo, corajoso e empolgante texto. Bahia em Pauta agradece e mantém o tapete de honra estendido . Viva e forte abraço baiano.


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • novembro 2020
    S T Q Q S S D
    « out   dez »
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    30